asdasdasdasd

Pesquisa socioeconômica será realizada durante Carnaval de Petrolina

por Adriana Rodrigues 23 de Fevereiro de 2017 às 18:00
categoria: Economia

Com o objetivo de identificar o perfil do folião que chega a cidade de Petrolina e também levantar dados socioeconômicos junto aos ambulantes que irão trabalhar no Carnaval, a Secretaria de Cultura Turismo e Esportes, através da Diretoria de Turismo e, com apoio da Agência do Empreendedor (AGE), firmou parceria com a Universidade de Pernambuco (UPE) para realização de uma pesquisa de campo neste período carnavalesco.

Durante reunião, que aconteceu nesta quarta-feira (22), na UPE, ficou acordado que a avaliação será aplicada durante os dias de festa pelos alunos do curso de Matemática e Nutrição da UPE, em uma amostragem com consumidores e mais de 120 ambulantes que estarão localizados no principal corredor da folia, na Rua Joaquim Nabuco, centro da cidade. A metodologia adotada será bibliográfica e de campo.

Segundo a professora Nancy Lima Costa, coordenadora do curso de matemática, os alunos terão uma excelente oportunidade de colocar em prática o que é visto em sala de aula. “A participação dos nossos alunos nesse projeto é muito importante para o aprendizado, já que eles irão a campo coletar dados, tabular e transformar tudo em gráficos e tabelas. Eles saem da sala de aula para aplicar na prática”, comenta a coordenadora.

Para Marcus Pamponet, Diretor de Turismo, a pesquisa é essencial para nortear as ações da Prefeitura. “Estamos muito felizes em estabelecer essa parceria com a UPE, que muito contribuirá com a criação de um referencial do perfil dos turistas presentes no período do Carnaval e principalmente nos estudos econômicos que servirá para o nosso planejamento estratégico nos próximos eventos. Ganhamos nós, e os alunos com a experiência, não somente em suas áreas, mas também uma visão turística, importante para o desenvolvimento da nossa cidade”, relata Marcus.

Estiveram presentes também na reunião, a professora de Nutrição Claudileide de Sá Silva; o Diretor Presidente da Agência do Empreendedor (AGE), Sebastião José Amorim Gomes; a Gerente de Turismo Antônia Eulália e a Animadora Cultural, Nádja Batista. 


Carnaval aquece vendas no comércio em Petrolina

por Adriana Rodrigues 21 de Fevereiro de 2017 às 17:28
categoria: Economia

O clima de Carnaval já tomou conta das lojas especializadas em venda de confecções e artigos de variedades em Petrolina. As fantasias ocupam espaços nas prateleiras e nas vitrines. Os empresários do segmento estão otimistas com o crescimento nas vendas que devem se intensificar a partir desta semana que antecede a folia de momo.

Para atender a todos os consumidores, as lojas investem nos adereços. A empresária Virlânia Lopes está animada com a movimentação no comércio. “A maioria das nossas vendas é feita para o público infantil e escolas, mas há consumidores jovens e adultos que adquirem máscaras, fantasias, painéis, confete, serpentina, entre outros produtos. Esperamos para este ano um aumento médio nas vendas de 10% em comparação ao mesmo período do ano passado”, disse Virlânia.

Segundo o Diretor Executivo da Câmara de Dirigentes Lojistas (CDL) de Petrolina , Valdivo Carvalho, o carnaval é um dos momentos mais importantes para o comércio, pois movimenta a economia como um todo.“Precisamos ter um planejamento antecipado para que as lojas e as pessoas possam se programar melhor e, com isso, atrair mais pessoas nesse grande momento que o carnaval traz para o comércio”, comenta Valdivo.

Polos da folia

Em Petrolina, onde haverá folia, de 25 a 28 de fevereiro, a programação foi divulgada na última quarta-feira (15) pelo prefeito Miguel Coelho, e ao todo, serão 28 grupos, orquestras e artistas nos dois pontos de folia. No Polo Orla, entre as principais atrações do Carnaval de Petrolina, estão Geraldo Azevedo, André Rio e a banda Araketu. Na Praça 21 de Setembro, a energia e a tradição do frevo irão tomar conta do Centro durante os quatro dias com orquestras da região. A programação ainda terá bandinhas, blocos, fanfarras e orquestras de chão circulando pela área central da cidade.


Calendário de saques do FGTS será anunciado no dia 14 de fevereiro

por Adriana Rodrigues 9 de Fevereiro de 2017 às 18:36
categoria: Economia

O governo federal vai divulgar nesta terça-feira (14) o calendário de saque das contas inativas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O anúncio está previsto para ocorrer às 11 horas no Palácio do Planalto.

Governo vai mudar Minha Casa e ampliar uso do FGTS para queimar estoques

Como o jornal O Estado de S. Paulo antecipou em janeiro, os 10,1 milhões de trabalhadores que possuem saldo em contas inativas do fundo poderão sacar os recursos a partir de março. A ordem dos saques deve ser baseada no mês de aniversário do trabalhador. 

A retirada deve ser feita até julho, conforme informou o ministro-chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha. A Caixa vai criar um site para orientar os trabalhadores. Os correntistas do banco estatal poderão ter o dinheiro transferido direto para a conta.

Total de contas inativas

De acordo com dados oficiais, há atualmente 18,6 milhões de contas inativas há mais de um ano, com saldo total de R$ 41 bilhões. A estimativa do governo é que 70% das pessoas com direito ao saque procurem a Caixa para ter acesso aos saldos das contas. Para os defensores da ideia, os saques não vão causar impacto significativo no saldo do FGTS, que é da ordem de R$ 380 bilhões.

Assim que foi divulgada essa medida, como pacote de presente de Natal do governo, o setor da construção criticou a decisão de liberar o saldo total das contas inativas. A primeira ideia do governo era limitar entre R$ 1 mil e R$ 1,5 mil. Na última hora, o presidente Michel Temer foi convencido a não colocar limite para os saques com o argumento de que 86% dessas contas têm saldo inferior a R$ 880 (salário mínimo de 2016).

Com base em dados do FGTS e outros indicadores econômicos, o banco Santander estima que apenas 1,2% das contas inativas do FGTS - cerca de 100 mil cotistas - têm saldo superior a R$ 17,6 mil que, somados, respondem pela grande parcela de R$ 20 bilhões depositados. O montante é praticamente a metade de todo o saldo inativo do Fundo, que soma R$ 41,4 bilhões.

Ao mesmo tempo, outros 94% dos cotistas têm saldo entre zero e R$ 3,5 mil. Somado, esse grupo majoritário em número de trabalhadores responde pela parcela minoritária de 17% dos depósitos. Essa grande concentração de recursos na mão de poucos trabalhadores limita o impacto da liberação dos recursos sobre a demanda e o pagamento de dívidas, diz o banco espanhol.


Advogado tira dúvidas sobre FGTS inativo e alerta sobre o uso do dinheiro

por Redação Nossa Voz 1 de Fevereiro de 2017 às 10:54
categoria: Economia

A partir do dia 13 de março, mais de 10 milhões de trabalhadores terão direito a retirar o dinheiro de contas inativas até o dia 31 de dezembro de 2015, do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Em entrevista ao programa Nossa Voz, o advogado trabalhista, Bruno Moraes, explicou que anteriormente, só tinha direito a retirar o fundo de uma conta inativa quem estivesse desempregado há, pelo menos, três anos ininterruptos. É importante alertar que o trabalhador deve estar afastado do emprego desde o fim de 2015 ou antes para ter direito à retirada do dinheiro.

O que fazer com o dinheiro?

O dinheiro pode está sendo liberado em um momento propício, onde o Governo esperar injetar pelo menos R$ 30 bilhões na economia brasileira. Mas é preciso ter cautela, como alerta o advogado Bruno Moraes. De acordo com ele, a melhor forma de utilizar o fundo de garantia é para pagar dívidas. “O trabalhador deve saber usar esse dinheiro para não gerar novos prejuízos. É um momento de crise. Melhor pagar o que deve. O FGTS é uma reserva que é garantida ao trabalhador, mas ele tem de ser usado com sabedoria”, enfatizou o advogado.

Atualmente existem 18,6 milhões de contas inativas há pouco mais de um ano, de acordo com o Ministério do Trabalho, estimando-se cerca de R$ 41 bilhões depositados nestas contas. O dinheiro poderá ser sacado até o dia 14 de julho, seguindo um calendário de acordo com a data de nascimento do trabalhador. Não existe limite para o saque. Entretanto, vale ressaltar que o trabalhador não pode sacar o FGTS de uma conta que ainda esteja ativa.

Aplicativo permite consultar o saldo do FGTS

O trabalhador pode consultar o saldo pelo site da Caixa Econômica Federal ou do próprio FGTS e pelo aplicativo para smartphones e tablets (com versão para Android, iOS e Windows). O beneficiário pode ainda consultar seu extrato do FGTS presencialmente no balcão de atendimento de agências da Caixa. Também é possível ir a um posto de atendimento e fazer a consulta utilizando o Cartão Cidadão, desde que tenha em mãos a senha.

Com informações do G1


Secretário da Fazenda alerta contribuintes em Petrolina sobre pagamentos e descontos do IPTU

por Adriana Rodrigues 26 de Janeiro de 2017 às 19:24
categoria: Economia

Os contribuintes de Petrolina já podem pagar o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) de 2017 com desconto. Para ter direito ao desconto, o contribuinte deve estar sem débitos com o fisco até o último dia útil de dezembro, segundo o secretário da Fazenda, Rodrigo Amaro.

“O contribuinte que manteve se IPTU controlado durante 2016, pode efetuar o pagamento do IPTU até o dia 10 de abril com desconto de até 10% do valor. Àqueles que regularizarem a situação até o dia 31 de março podem ter o desconto até 5% do IPTU”, afirma.

Os inadimplentes que quiserem quitar suas dívidas terão um desconto especial até o dia 31 de janeiro, informou Rodrigo Amaro.

Segundo a prefeitura, os carnês serão entregues até o o final de fevereiro, mas quem quiser adiantar, as guias também já podem ser emitidas pela internet através do site da Prefeitura Municipal.


Humberto Costa critica 3º aumento no preço da gasolina só este ano

por Adriana Rodrigues 26 de Janeiro de 2017 às 19:00
categoria: Economia

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), criticou nesta terça-feira (24), no Recife, o terceiro reajuste no preço dos combustíveis decretado pelo atual governo só este ano.

Segundo ele, o valor médio do litro da gasolina cobrado em todo o Brasil passou para R$ 3,774, acumulando uma alta de 0,51% só neste ano.

Já o preço médio do óleo diesel saltou de R$ 3,085 para R$ 3,108 (alta de 0,75% na semana) e o do etanol de R$ 2,913 para R$ 2,931 (alta de 0,62%).

De acordo ainda com o senador, a Agência Nacional do Petróleo consultou quase 5,7 mil postos para calcular a média do preço da gasolina, 5,1 mil para o etanol e 3,5 mil para o diesel entre os dias 15 e 21 de janeiro.

“Os golpistas alardeavam país afora que todos os problemas da economia brasileira seriam resolvidos assim que tirassem a presidenta Dilma do poder, pois ela seria o principal motivo da instabilidade do Brasil. Mas sempre que um dado como esse da ANP, divulgado ontem, vem à tona, fica provado o quanto esse argumento era mentiroso”, disse o senador pernambucano.(Com informações do Blog do Magno)

  


Déficit da Previdência atinge pior patamar desde 1995

por Adriana Rodrigues 26 de Janeiro de 2017 às 19:00
categoria: Economia

O déficit previdenciário atingiu seu pior patamar desde 1995, quando começou a série histórica, e fechou 2016 em R$ 149,73 bilhões – um aumento de 74,5% em relação ao valor registrado no ano anterior, de R$ 85,81 bilhões. Os cálculos divulgados hoje (26) pelo governo mostram que o atual rombo representa 2,4% do Produto Interno Bruto (PIB). Em 2015, o índice era de 1,5%.

De acordo com o Ministério da Fazenda, em 2016, as despesas previdenciárias somaram R$ 507,9 bilhões, o equivalente a 8,2% do PIB. As receitas totalizaram R$ 358,1 ou 5,8% do PIB. O rombo real da Previdência, descontada a inflação, foi R$ 151,9 bilhões.

A Previdência urbana apresentou déficit de R$ 46,3 bilhões no ano passado, o que representa 0,7% do PIB. O número já desconta a compensação da desoneração da folha. A Previdência rural teve um saldo negativo de R$ R$ 103,4 bilhões, ou 1,7% do PIB.

O secretário de Previdência Social, Marcelo Caetano, defendeu que questões estruturais e conjunturais explicam o forte aumento do rombo do INSS em 2016. Para este ano, a expectativa da pasta é um novo aumento no déficit previdenciário. A previsão, segundo o secretário, é um resultado negativo em torno R$ 180 bilhões. Para Caetano, ainda que a Reforma da Previdência proposta pelo governo seja aprovada até dezembro, o impacto nos cálculos de 2017 é baixo, já que a discussão no Congresso Nacional deve se desenrolar ao longo do ano. (fonte/foto: Agência Brasil)


Detran-PE reajusta valores de taxas

por Adriana Rodrigues 26 de Janeiro de 2017 às 19:00
categoria: Economia

Confira os novos valores de taxas do Detran-PE após reajuste

Desde o dia 1º de janeiro deste ano, as taxas de serviço do Departamento de Trânsito de Pernambuco (Detran-PE) sofreram reajuste de valores. A taxa de postagem do Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) - espécie de "frete" cobrado para que seja encaminhado o documento para a casa do proprietário - por exemplo, subiu de R$ 15,77 para R$ 16,87, representando um aumento de 6,99%, percentual aplicado às taxas. Os reajustes foram feitos com base no Índice de Preços ao Consumidor (IPCA) acumulado em 2016.


Anatel aprova reajustes nas tarifas de chamadas de fixo para celular

por Adriana Rodrigues 25 de Janeiro de 2017 às 18:36
categoria: Economia

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) autorizou nesta quarta-feira (25) reajustes nas tarifas cobradas nas chamadas de telefones fixos para móveis. Para a operadora Vivo, o aumento aprovado foi de 2,28%, enquanto para a Oi o reajuste ficou em 1,67% e, para a Claro, em 0,88%. A Anatel aprovou ainda reajustes de 1,35% na tarifa fixo-móvel da Sercomtel, e de 0,10% para a Algar Telecom.

As operadoras têm de dar ampla publicidade à mudança com antecedência mínima de dois dias para que os reajustes sejam aplicados, informou a agência. O último reajuste aplicado ao plano básico de serviço das concessionárias de telefonia fixa para chamadas para telefonia móvel tinha sido feito em 29 de setembro de 2015, segundo a Anatel.

Também foram reajustados os valores das chamadas de telefones fixos para o serviço de trunking (comunicação por rádio). A Vivo novamente poderá aumentar o valor das chamadas em 2,28%, assim como a Sercomtel em 1,35% e a Algar Telecom em 0,10%. No entanto, o reajuste da Oi será de 1,03% e a Anatel, no ato publicado hoje no Diário Oficial da União, não estabeleceu reajuste para a Claro.


Seca deve elevar as tarifas de energia

por Adriana Rodrigues 17 de Janeiro de 2017 às 18:00
categoria: Economia

Após seis anos consecutivos de seca, o rastro do flagelo deixado nas inúmeras cidades do Nordeste também impôs uma dura realidade ao setor elétrico do País. Um estudo realizado pelo Grupo Safira Energia, uma das principais consultorias em análises e inteligência do segmento energético no Brasil, revela que o efeito estiagem tem afetado os reservatórios das usinas hidrelétricas da Região, que atingiram a marca de 17%, de acordo com dados do Operador Nacional do Sistema (ONS).

Para atender a demanda e preencher esse déficit, tornou-se constante o intercâmbio de carga, em média, de 1,5 mil MWmed por dia, proveniente das bacias das regiões Sudeste e Sul. Se esse cenário permanecer em 2017, é possível que o rebatimento nas tarifas deste ano seja maior que o esperado pelo mercado.

O analista de mercado da consultoria, Lucas Rodrigues, explica que o estudo mostra o cenário atual como resultado do agravamento da seca, iniciada em meados de 2013. “Vemos hoje na região a piora nas afluências e o menor volume de armazenamento, se comparado a 2014”, diz.

A possibilidade de melhora da geração eólica e do consumo continuar estável garante uma transferência de energia reduzida, equilibrando os valores entre os submercados. “Devido ao período úmido se intensificar no final do ano, é esperado que este mês os reservatórios da região comecem a responder, apontando uma recuperação e sinalizando uma perspectiva positiva para março e abril”, explica.

Um alento é que o Nordeste vem se caracterizando como um importante polo de usinas eólicas e solares, em função de suas características geográficas. No entanto, o sistema ainda é altamente dependente das fontes hidráulica e térmica, que encarecem o custo com a operacionalização do sistema.

De acordo com o Comitê de Monitoramento do Setor Elétrico (CMSE), de janeiro a setembro de 2016, foram adicionados 2,4 Gigawatts (GW) de capacidade instalada de energia eólica, entretanto, na visão do especialista, a potência instalada para as fontes renováveis ainda é baixa, 13 GW – considerando eólicas, pequenas centrais hidrelétricas e fotovoltaicas, com a geração solar correspondendo a pouco mais de 0,02% da capacidade nacional.

De acordo com o especialista do setor elétrico, José Antônio Feijó, o fato de a economia não ter respondido positivamente contribuiu para que não houvesse apagão. “O rio São Francisco está passando por uma situação difícil. As cabeceiras registraram recentemente vquase 2 mil metros cúbicos por segundo chegando por Sobradinho, o que dá um sinal de alívio. Teve épocas em que chegava pouco mais de 400 metros cúbicos. Ou seja, já existe uma resposta. Porém, não se sabe se esse será o quadro deste ano. Continuamos dependendo de São Pedro”, avalia.

Na visão do sócio da Prime Energy, Mateus Tolentino, informações meteorológicas dão conta de que não teremos uma recuperação dos níveis este ano. “O que dificulta a transição dos que pensam em ir para o mercado livre, porque, a partir do momento em que a seca se acentua, o custo do PLD (que regula o preço na energia naquele mercado) no Nordeste aumenta. Ou seja, passará a não ser interessante ser um cliente livre”, comenta. Em tese, o megawatt nesse mercado é menor que o oferecido pela distribuidora de energia de cada estado. Somente os clientes de alta tensão podem ir para o mercado livre. (Fonte:Folha-PE)