| Última edição: 26/01/21 - 15:55

Home Notícias Esporte Flamengo vai ter escolher entre pagar salários ou vender jogadores

Flamengo vai ter escolher entre pagar salários ou vender jogadores

Compartilhe:

 Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

Apesar de ainda estar muito vivo na briga pelo título do Brasileirão, o Flamengo não conseguiu os resultados planejados nas outras grandes competições que disputou na temporada 2020 e a diretoria teme pela falta de grana para honrar os vencimentos dos jogadores por um período, de acordo com o “ESPN.com.br“.

Depois do título da Libertadores em 2019, as metas para 2020 foram colocados bem altas, mas não foram atingidas na Copa do Brasil, na Libertadores e, por enquanto, Brasileiro. O clube inclusive já atrasou o pagamento de uma parcela da compra do atacante Michael (leia mais abaixo).

Por isso, a venda de jogadores, opção rechaçada pela diretoria inicialmente, que apostava na manutenção do elenco campeão, pode se tornar uma alternativa indispensável.

Nos últimos dias, vários jogadores têm recebido ofertas e sondagens de outros clubes e é possível que alguns deixem o Flamengo para que as contas sejam novamente equilibradas.

Everton Ribeiro, por exemplo, tem sondagens para retornar ao Oriente Médio, ode fez bastante sucesso antes de ser contratado pelo Rubro-Negro em 2017. O Al-Nasr, dos Emirados Árabes Unidos, sinalizou que pode oferecer R$ 40 milhões pelo meio-campista e a situação está sendo analisada internamente.

O zagueiro Léo Pereira recebeu proposta de empréstimo do Besiktas, da Turquia, mas o Flamengo não gostou da oferta inicial e espera uma nova investida.

Já o atacante Michael, contratado do Goiás no início de 2020 e por quem o Rubro-Negro atrasou uma parcela dos pagamentos recentemente, também recebeu sondagem para jogar no Al Ain, também dos Emirados Árabes Unidos, mas os moldes da negociação não agradaram a diretoria rubro-negra até o momento.

O Goiás esperava o depósito de 2,5 milhões de euros (R$ 16,7 milhões na cotação atual) na última segunda-feira (25), valor correspondente a um terço da cifra total (7,5 milhões de euros) combinada pela transferência do jogador, mas o valor não caiu na conta.

O Fla tenta renegociar o prazo para o acerto das contas. (Fonte: Torcedores.com)