| Última edição: 28/05/21 - 12:00

Home Notícias Após ataques, Daniela Lima, da CNN, recebe onda de solidariedade

Após ataques, Daniela Lima, da CNN, recebe onda de solidariedade

Compartilhe:

A jornalista da CNN Brasil foi alvo de críticas nas redes sociais e ganhou apoio de colegas e do público

Foto: Divulgação/CNN

A jornalista da CNN Brasil Daniela Lima foi alvo de ataque nas redes sociais por causa de uma frase dita no programa CNN 360º, nessa quarta (26/5). Após as críticas, a repórter e apresentadora recebeu uma onda de solidariedade. Muito querida e respeitada por colegas, ela foi marcada em diversos posts de apoio.

A lista de nomes que exaltaram Daniela Lima nas redes sociais é extensa e tem forte presença de jornalistas mulheres, como Andréia Sadi, Natuza Nery e Patrícia Campos Mello – esta última também já foi vítima de ataques na internet.

Andréia Sadi destacou qualidade da colega e afirmou existir um padrão nas vítimas de ataques nas redes sociais.

“Incrível o padrão: mulher, ataques, jornalista. Ei Daniela Lima, grande profissional e amiga: meu abraço, beijo e apoio”, escreveu Sadi. Patricia Campos Mello também elogiou a colega: “Daniela Lima é uma grande jornalista e pessoa maravilhosa. Os ataques vão passar, e ela vai continuar uma grande jornalista”.

Anônimos e espectadores da CNN também saíram em defesa de Daniela Lima.

Entenda o caso

Durante a edição, dessa quarta-feira (26/5), do programa CNN 360º, a jornalista Daniela Lima apresentou os dados sobre a geração de empregos no país – que, segundo os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), teve 120.935 vagas de trabalho com carteira assinada em abril.

Apesar de positivo, o dado foi o menor de 2021. A jornalista, então, falou: “Não saia daí porque agora, infelizmente, a gente vai falar de notícia boa, mas com valores não tão expressivos”.

Nas redes sociais, porém, o vídeo foi editado e Daniela Lima aparece dizendo: “Infelizmente, a gente vai falar de notícia boa”. A frase cortada gerou uma onda de ataques à apresentadora.

(Fonte: Metrópoles)