asdasdasdasd

Aero acusa colegas de bancada pela desarmonização na definição de Comissões na Câmara

por Simone Marques 12 de Fevereiro de 2019 às 19:27

Após a queda de braço entre oposição e situação por conta das definições das Comissões na Casa Plínio Amorim, finalmente uma reunião realizada na segunda-feira (11) terminou com a celeuma e pé de guerra entre os edis. Mas engana-se quem pensou que as discussões se encerraram por ali, não por enquanto.

Responsável pelas articulações dentro do seu próprio grupo e líder da situação, o vereador Aero Cruz reconheceu que precisava ter mais harmonia. Em sua fala Aero deixa claro que existiam sete líderes onde todos estavam alinhados com o governo, porém acusou que dois deles estavam conversando com a oposição ocasionando a desarmonia. “Procuramos chamar esses dois líderes, sentamos, nos articulamos para que fossemos  para as Comissões todas já certas e dentro dessa conversa nós colocamos também a participação da oposição, que foi um levantamento de todos e nós achamos por bem não chegar como um trator, passando por cima. Nós teríamos condições de ganhar as Comissões sem a participação da oposição, mas achamos por bem a secretaria de Educação, Direitos Humanos e secretaria da Mulher nós articulamos para colocar a oposição”, esclareceu.

Questionado sobre a sua não participação em nenhuma das Comissões, o situacionista disse ter achado por bem se retirar das Comissões, mas sem abrir mão do espaço do seu partido. “Todo o espaço que nós tínhamos eu poderia ficar, mas indiquei o nosso membro vereador Zé Nildo do Alto do Cocar”, completou.

Por outro lado já a vereadora Cristina Costa elogiou a articulação dos seus colegas de oposição, e rebateu Aero Cruz quando ele disse que teria aberto para os oposicionistas participarem das Comissões. “Nós temos direito de participar das Comissões até porque temos três líderes aqui, articulamos enquanto lideranças de oposição que queríamos ficar em Comissões que nos deixaria mais próximos da população, vamos promover debates, audiências públicas nos bairros pra fortalecer, nós temos que usar estratégias”.

Cristina ainda lamentou a falta de preparo por parte do executivo que não foi capaz de dialogar com as lideranças. “Isso aqui é um espaço público, democrático, um ambiente político, e um ambiente político você tem que ter muito dialogo. A gente não faz política  com radicalismo, fechando as portas tudo querendo pra si, pois nem toda minoria ela é unanimidade, mas uma maioria que se acha unânime isso pra gente é uma burrice”.  

 


Aero Cruz admite falta de harmonia entre grupo da situação do governo na Casa Plínio Amorim

por Simone Marques 8 de Fevereiro de 2019 às 13:10

Após a oposição afirmar haver uma “disputa de egos” dentro da base do governo Miguel Coelho na Câmara de Petrolina, o líder da bancada Aero Cruz (PSB), disse que não aceitará que vereador A ou B queira se articular para pegar a caneta na mão e engessar o governo e bater o pé dizendo que assina ou não pareceres na Casa. “Como líder do nosso governo eu vou procurar defender para que tenhamos o comando das comissões, as secretarias das comissões para continuar o trabalho que estamos fazendo”, alegou.

O parlamentar negou que estaria brigando, mas sim, articulando para que a situação fique no comando da presidência de Finanças e Relatoria de Obras, essa última que ele já fazia parte.

Perguntado dos reais motivos pela disputa tão acirrada pelas Comissões de Relatória, e sobretudo de Finanças, considerada como a “menina dos olhos”. "Isso na verdade não é coisa de se espantar, já falei que naturalmente como ocorre no Congresso, na Assembleia é o que está acontecendo aqui. Todo Vereador tem interesse em fazer parte de uma Comissão importante, todos eles, e eu não sou diferente dos demais, mas o que deve ser usada é a regra, e não precisamos fazer arrumadinhos, articulações, isso a gente não faz. Agora não vou é dialogar sobre Comissões com oposição, jamais farei". 

O questionamento feio ao líder é, se de fato a base de situação estaria rachada. Aero titubeou e disse não ter sombra de dúvidas que esteja havendo uma falta de harmonia entre os colegas, mas garantiu estar disposto a apagar o fogo na base da conversa e articular para que a paz volte a reinar. “Quando terminar a gente desmonta o palanque e vamos trabalhar para o prefeito”. 

Será esse o inicio do caminho para um racha? Aguardemos os próximos capítulos. 

 


Sem entendimento, formação das Comissões da Câmara de Petrolina é novamente adiada

por Redação Nossa Voz 6 de Fevereiro de 2019 às 14:56

A tão esperada reunião marcada para esta quarta-feira (06) para decidir o comando das Comissões Pernamentes da Câmara de Vereadores de Petrolina-PE não deu em nada. Uma fonte confidenciou ao Nossa Voz que o clima no encontro foi pesado, houve muita briga e nada foi decidido.

A formação das Comissões ganhou uma nova data, vai ser na próxima segunda-feira (11), tempo suficiente pra acalmar os ânimos dos vereadores para que juntos eles consigam chegar a um consenso.  

Foto: Waldiney Passos


Filho de Lóssio é secretário parlamentar de deputado federal

por Karine Paixão 1 de Fevereiro de 2019 às 16:00

Os Lóssios foram a Brasília.

Júlio Lóssio reuniu-se com André de Paula e anunciou seu ingresso no PSD, partido que hoje compõe a base do governador Paulo Câmara. Segundo o ex-prefeito de Petrolina, ele presidirá a legenda e vai alavancar sua projeção na cidade. Agora que escolheu seu partido, se nada mudar daqui até o próximo ano, Júlio Lóssio, que tem contas a serem avaliadas na Câmara de Vereadores que conta com a maioria de aliados ao prefeito Miguel Coelho, poderá concorrer a Prefeitura de Petrolina.

Mas além do pai, voltou para Brasília Júlio Lóssio Filho, o Julinho, como é conhecido. O que ele está fazendo por lá? Você pergunta...Resposta: Júlio Lóssio Filho é secretário parlamentar do deputado Fernando Monteiro, do PP. O deputado federal fez dobradinha com Andréa Lóssio durante a campanha no ano passado e já acomoda seu rebento em sua equipe de trabalho. A portaria Nº 8.698 em que consta a nomeação foi publicada no Diário Oficial da União do dia 21 de janeiro de 2019.

O químico francês, Antoine Lavoisier criou a frase histórica que diz: Na natureza nada se cria, tudo se transforma. Ele falava sobre a teoria de conservação das massas, mas é plenamente aplicável na política, onde também nada se cria, tudo se transforma.


Petrolina já conta com sete pré candidatos a prefeito da cidade

por Karine Paixão 21 de Janeiro de 2019 às 16:00

Na política todo mundo sabe, mal termina uma eleição e já se está planejando outra. Em Petrolina não é diferente. Além dessa tradicional antecipação da disputa pela prefeitura municipal, o número de pretendentes ao comando da cidade chama a atenção. Segundo os cálculos feitos pela redação do Nossa Voz, são sete pré-candidatos a prefeito: Julio Lóssio (Sem Partido), Gabriel Menezes (PSL), Gonzaga Patriota (PSB), Lucas Ramos (PSB), Miguel Coelho (PSB), Odacy Amorim (PT)e Rosalvo Antônio (PSOL). Cada um com suas particularidades e alguns até com problemas relacionados a confirmação na disputa. Quais seriam eles?

Vamos começar pela dupla do PSB. Gonzaga Patriota e Lucas Ramos em suas confraternizações de fim ano confirmaram a disposição e até causaram reuniões e realinhamento na atual administração. Mas ambos precisam decidir quem teria o apoio do Governador Paulo Câmara e quem apoiaria o outro. Não é possível que os dois confirmem a candidatura. Ainda tem a aliança formada com o PT nas eleições deste ano onde especula-se que o apoio na corrida pela prefeitura de Petrolina esteve na lista de itens reivindicados pelo Partido dos Trabalhadores.

E falando no Partido dos Trabalhadores a gente fala sobre Odacy Amorim. Ele que enfrenta incêndios amigos e muita desconfiança dentro do diretório municipal petista, reuniu-se com Lucinha Mota na semana passada e está trilhando a própria estratégia. Assume o IPA amanhã (22) e deve fazer o nome junto a população rural que inclusive garantiu uma baixa votação aos irmãos do prefeito Miguel Coelho.

Miguel por sua vez, além precisar consolidar seu primeiro governo junto a população ainda terá um segundo turno para superar. A cidade superou os 200 mil habitantes necessários para tal modalidade eleitoral e a menos que ele entregue Izacolândia a Lagoa Grande como estão especulando, será necessário falar a mesma linguagem do povo para não desidratar ao longo da campanha política. 

Gabriel Menezes saiu empolgado da disputa a deputado estadual. Recebeu mais de 14 mil votos e além de bater na trave ainda ostentou uma bela votação. Atualmente está lutando pelo comando do PSL na cidade e contra uma suposta aliança do seu partido com o Grupo do Senador Fernando Bezerra Coelho, que segue se movimentando para ser o interlocutor do Nordeste com o governo Bolsonaro. Especulou-se que Gabriel assumiria a Codevasf mas ele garante que isso não acontecerá, apontando a possibilidade de indicar o próximo superintendente do órgão em Petrolina. 

Por fim temos, Ronaldo Antônio foi candidato a deputado estadual pelo Psol, foi candidato a prefeito da cidade várias vezes. Na eleição de 2016 concorreu a vereador. O Partido Socialismo e liberdade sempre ingressa na disputa pela prefeitura de Petrolina  e especula-se que Rosalvo será indicado novamente.


Odacy Amorim se reúne em Lucinha Mota com pauta política

por Karine Paixão 18 de Janeiro de 2019 às 13:30

O presidente do Instituto Agronômico de Pernambuco, Odacy Amorim (PT) divulgou em seu Instragram a foto ao lado dos pais da menina Beatriz, Lucinha Mota (PSOL) e Sandro Romilton. No post Amorim exalta a votação obtida por Lucinha na disputa a deputada estadual no ano passado e confirmou que a pauta política motivou o encontro que aconteceu na última segunda-feira (14), mas o local não foi informado. 

“Eu e a deputada Dulcicleide Amorim nos reunimos com Lucinha Mota, seu esposo Sandro Romilton, e os amigos Flávio Oliveira, Kleanne Oliveira e Cristiane Damascena. Lucinha é mãe da menina Beatriz e foi candidata à deputada estadual nas últimas eleições, obtendo uma belíssima votação. Na oportunidade tratamos sobre o cenário político e alguns projetos que tragam melhorias para o nosso município. Seguiremos debatendo Petrolina e Pernambuco!”, escreveu. 

Considerada uma surpresa no pleito de 2018, Lucinha Mota (PSOL) obteve 16.326 votos no Estado, onde destes, 13.110 votos foram conquistados em Petrolina. Diante de tão expressiva adesão do eleitorado, ela é considerada uma aliada de peso para 2020, mas suas pretensões política ainda não são conhecidas. Por hora, ela mantém a luta pela elucidação do crime que vitimou sua filha, em dezembro de 2015.


Detran-BA abre processo para suspender 40 mil CNH; deputados federais e estaduais estão na lista

por Redação Nossa Voz 11 de Janeiro de 2019 às 08:17

O Detran Bahia abriu processo administrativo para suspender a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) de 40 mil baianos. O órgão publicou a lista no Diário Oficial do Estado, em edição especial nesta quinta-feira (10). Dentre os condutores estão os deputados federais Arthur Maia (DEM) e Paulo Magalhães (PSD). Também estão na lista dos infratores, os deputados estaduais Angelo Almeida (PSB) e Manasses (PSD).

O órgão informa que os condutores notificados terão processo administrativo instalado e os condutores relacionados poderão encaminhar defesa escrita ao Detran até o dia 31 deste mês de janeiro.

Em março do ano passado, dois deputados estaduais também tiveram suas CNHs suspensas: Leur Lomanto Jr. (DEM) e Marcelino Galo (PT).

Fonte: Bocão News/Fotos: Reprodução internet 


Rebatendo Lossio, Secretária garante que não houve registro de problemas graves pós mutirão da prefeitura

por Redação Nossa Voz 10 de Janeiro de 2019 às 10:52

Nesta quinta-feira (10), a secretária executiva de Atenção em Saúde de Petrolina, Ana Carolina Freire, esteve no Programa Nossa Voz para falar sobre a convocação para atualização cadastral dos beneficiários do Bolsa Família. Na oportunidade, ela foi questionada sobre a denúncia feita pelo ex-prefeito de Petrolina, Julio Lossio. Ele disse à imprensa que pacientes operados em mutirão de cirurgia de catarata, promovido pela prefeitura, ficaram com graves problemas na visão.

A secretária executiva negou que tenham sido registradas pelo município ocorrências graves. "Não soubemos de nenhum paciente que perdeu a visão. Tivemos algumas ocorrências, mas em relação a perda de visão, não recebemos nenhuma denúncia", assegurou Ana Carolina Freire.

Entenda a polêmica

A declaração do ex-prefeito Julio Lossio foi feita em dezembro de 2018, durante uma coletiva de imprensa. Na ocasião Lossio retrucou uma declaração feita pelo atual prefeito do município, Miguel Coelho. Miguel disse que Julio Lossio, apesar de ser  "o prefeito da saúde", deixou uma fila enorme de cirurgias a serem feitas.

O ex-prefeito rebateu Miguel Coelho. "O prefeito não entende nada de cirurgia, tanto é que ele trouxe agora um mutirão de cirurgia de catarata pra Petrolina que deixou muitos problemas", afirmou. Lossio acrescentou ainda que está cuidando de pacientes que tiverem problemas pós-operatórios em procedimentos feitos pelo município em mutirões de cirurgias. "Eu tô com muitos pacientes complicados, com problemas sérios de, por exemplo, ter feito uma cirurgia de catarata e estar em oito graus de miopia, porque a lente que foi introduzida não é uma lente que foi bem calculada".

E a Secretaria de Saúde?

A secretária executiva de Atenção em Saúde de Petrolina, Ana Carolina Freire, aproveitou para dizer que a Secretaria de Saúde vai atender todos os pacientes que, eventualmente, tiveram problemas pós-operatórios. A recomendação é que essas pessoas procurarem a unidade, que funciona na Avenida Fernando Góes, no Centro, das 8h às 13h.  


Secretária diz que concurso deve evitar indicações políticas para o Nova Semente

por Gabriela Canário 7 de Janeiro de 2019 às 09:53

A prefeitura lançou, na semana passada, o edital da Seleção Pública Simplificada para contratação temporária de profissionais que atuarão nas escolas da rede municipal e no Programa Nova Semente. Com isso, de acordo com a Secretária de Educação, Margareth Zaponi, deve-se evitar a indicação política para os cargos.

“Para evitar isso, a melhor alternativa é a seleção temporária para inserir profissionais mais capacitados da forma que nós queremos e garantir o atendimento adequado às crianças”, destacou a gestora sobre as vagas para a função de Assistente Educacional Infantil, que é exclusiva para o Programa Nova Semente.

A contratação das profissionais já rendeu diversas polêmicas, principalmente na Câmara de Vereadores de Petrolina. Domingos de Cristália puxou a discussão no plenário enfatizandoque é a favor que a forma de contratação de novas sementeiras seja feita através de concurso público, já que a avaliação curricular beneficiará os interesses políticos, onde vereadores indicarão nomes para preencher as vagas. “Ele vai criar um novo modelo fazendo seleção. Tem que ser prova escrita porque se for por currículo, vai colocar lá as pessoas dos vereadores e vai continuar a mesma coisa”, denunciou o parlamentar.

Sobre o assunto, o líder de situação, Aero Cruz, defendeu a gestão, alegando que as crianças foram tiradas de depósitos e que será aberta uma seleção para melhorar ainda mais a prestação do serviço. “Nós tivemos o prazer de reorganizar o Nova Semente e de tirar as crianças dos depósitos. Está terminando o ano letivo e o Governo está abrindo processo seletivo para dar condições de dar às novas sementeiras condições para serem capacitadas e terem estrutura pela Rede Municipal”, explicou.

As inscrições estão disponíveis, exclusivamente, pela internet, através do endereço eletrônico www.admtec.org.br e seguem até o dia 21 de janeiro. O processo está sendo coordenado pelo Instituto de Administração e Tecnologia – ADM&TEC.


Zé Batista se prepara para retorno à Câmara de Vereadores e manda recado aos desafetos: 'aqui o cabresto é curto, viu?'

por Gabriela Canário 3 de Janeiro de 2019 às 11:54

Assumindo que estará de volta a Câmara Municipal de Petrolina em fevereiro, o vereador José Batista da Gama fez um discurso contundente no plenário da Casa Plínio Amorim. Ele disse que estará focado em ajudar aos menos favorecidos e alertou que não aceitaria que nenhum dos seus pares tirasse “ondinha”. Zé Batista também comentou como seria o relacionamento com demais integrantes da Câmara com quem ele teve desavenças no passado.

“Eu quero aqui dizer a vocês todos: aos meus pares e nem todos os meus pares. Porque aqui tem uns pares nossos, da minha equipe, que sempre quiseram minha cabeça lá na Prefeitura. Agora, eu não vou me indispor com nenhum deles, eles sabem muito bem de quem eu estou falando. Já tive, inclusive, conversa com dois e nos reconciliamos. Fumamos o cachimbo da paz. Agora, não venha tirar onda para cima de mim não, rapaz. Que aqui o cabresto é curto, viu?”, alertou.

Mas o que mais chamou a atenção na fala de Zé Batista foi sua opinião sobre as consequências das brigas entre os vereadores na Câmara de Petrolina. Batista afirmou que as discussões estão dando munição para que lideranças comunitárias, que não sabem nem ler nem escrever, pudessem falar mal da atuação dos parlamentares minimizando suas ações. E foi além: associou o comportamento dos vereadores à possibilidade ou não de serem reeleitos.

“Faço um apelo, veemente, à Mesa Diretora que se instala agora: vamos acabar com brigas pessoais nessa Casa. Não é brincadeira líderes comunitários gozando com a cara da Câmara de Vereadores. Os vereadores estão baixando a cabeça para líderes comunitários e estou voltando para cá exigindo respeito. Vamos usar o regimento, acabar com essas brigas de maricas [...]”, pronunciou-se.

Questionado se teria saído do cargo de secretário por pressão dos colegas vereadores, Zé Batista disse com todas as letras que sim, foi excluído por inveja e ciúme de alguns integrantes do grupo do prefeito Miguel Coelho. “Ciúmes e inveja de mim e ai começaram a fazer um burburinho”, lembrou.

Zé Batista nega ter usado a máquina municipal para promover o filho, mas admitiu estar preparando Wenderson Batista para ser político e disparou: “Fernando Bezerra Coelho foi prefeito, deputado, senador e preparou os filhos para a política. Por que eu também não posso?”, finalizou.