asdasdasdasd

Brasil se aproxima de 3 milhões de casos confirmados de Covid-19

por Milena Pacheco 7 de Agosto de 2020 às 09:02
categoria: Coronavírus

Total de mortes é de 98.493

Nesta quinta-feira (06), o Brasil teve mais um dia com números elevados de mortes e casos confirmados de Covid-19. Segundo o Ministério da Saúde, o total de infectados em território nacional é de 2.912.212 e os óbitos acumulam 98.493 desde o início da pandemia. 

Segundo o Conselho Nacional dos Secretários de Saúde (Conass), o Brasil teve, até junho deste ano, pelo menos 74 mil mortes a mais do que o esperado. A Bahia ultrapassou o Ceará no número de casos confirmados e agora ocupa a segunda colocação no ranking dos estados mais afetados pela pandemia, atrás apenas de São Paulo. 

Fonte: Agência do Rádio/Fotos Públicas


Testes da CoronaVac são iniciados em cinco centros de pesquisa

por Milena Pacheco 7 de Agosto de 2020 às 08:22
categoria: Coronavírus

Voluntários receberam a dose da vacina nesta quarta-feira (5), na UnB

O governador de São Paulo, João Dória (PSDB), informou nesta quarta-feira (5) que cinco centros de pesquisa vão integrar os testes da vacina CoronaVac ainda nesta semana. Ao todo, 12 núcleos científicos foram selecionados para realizar a terceira e última fase de testes da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa SinovacLife Science.

Nesta quarta-feira (5) alguns voluntários receberam a vacina na Universidade de Brasília (UnB). Hoje (6), os testes vão ocorrer o Hospital das Clínicas na Unicamp, em Campinas (SP). Até sábado, a imunização seguirá para São José do Rio Preto (SP), Curitiba (PR) e Porto Alegre (RS). Em todos os locais, apenas profissionais de saúde serão testados.

Pesquisadores brasileiros entram no páreo para a produção de vacina contra a Covid-19

Entre as pessoas que integram o estudo, metade vai receber duas doses do imunizante num intervalo de 14 dias e a outra metade receberá duas doses de placebo, substância sem qualquer efeito. Segundo o Instituto Butantan, 9 mil voluntários vão integrar a fase do estudo. A previsão é de que a pesquisa termine entre o final de outubro e o início de novembro. 

Fonte: Agência do Rádio/Foto: Divulgação/Instituto Butantan


Pandemia dá sinais de desaceleração no Norte, Nordeste e Sudeste, mas segue avançando no Sul e Centro-Oeste

por Milena Pacheco 6 de Agosto de 2020 às 08:19
categoria: pandemia

A pandemia da Covid-19 apresentou sinais de desaceleração em três regiões brasileiras na última semana epidemiológica. Segundo dados oficiais do governo federal, na região Norte, houve redução de 16% nos diagnósticos e 39% nos óbitos. 

No período de uma semana, a média diária de casos na região caiu de 4.822 para 4.029.

Os estados do Nordeste também apresentaram queda nos números da Covid-19. Os casos confirmados tiveram redução de 3% e os óbitos de 11%. Situação semelhante foi observada na região Sudeste. São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo registraram diminuição de 3% nos diagnósticos e de 8% nas mortes em decorrência da infecção pelo coronavírus. 

O sinal de melhora, no entanto, não se aplica às outras duas regiões brasileiras. Os números no Sul do país continuam crescendo. A média diária de casos confirmados no Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina subiu de 5.588 para 6.181 nas duas últimas semanas, aumento de 11% - percentual de variação que foi observado também nos óbitos. A Covid-19 também avançou no Centro-Oeste. Aumento de 2% nos registros confirmados e 8% nas mortes.

Segundo o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Arnaldo Medeiros, a sazonalidade tem influência direta nos diferentes números registrados nas cinco regiões brasileiras. Para Medeiros, o balanço epidemiológico dividido por região é fundamental para o entendimento do comportamento da pandemia em território brasileiro.

“Nas últimas quatro, cinco semanas, você tem as regiões Norte e Nordeste com redução nos números relacionados às hospitalizações e aos óbitos, enquanto que na região Sul há crescimento desses dados devido claramente à sazonalidade que estamos vivendo. Quando a gente fala de Brasil, o dado do país como um todo é extremamente importante, mas é fundamental avaliarmos o comportamento da doença e dos óbitos por região, por estado, porque aí verificamos a mudança”, afirmou Medeiros.

Boletim

Nesta quarta-feira (05), o Brasil chegou a 2.859.073 casos confirmados de Covid-19, sendo 57.152 novos diagnósticos no período de 24 horas. Os óbitos, segundo o Ministério da Saúde, acumulam 97.256 desde o início da crise sanitária. 

São Paulo, Ceará, Bahia e Rio de Janeiro são os estados mais afetados pela pandemia até o momento. Como os locais com menor incidência do coronavírus, aparecem Roraima, Mato Grosso do Sul, Tocantins e Acre. 

Em entrevista coletiva em Brasília, Arnaldo Medeiros, voltou a reforçar a recomendação do Ministério da Saúde para procurar ajudar médica logo nos primeiros sinais de manifestação de síndrome gripal. 

“Em caso do aparecimento dos mais precoces de sintomas, não fique em casa. Procure um posto de saúde, procure o seu médico, para que ele possa fazer a avaliação clínica. Continuamos dizendo que higienizem as superfícies, mantenham distância física, no mínimo, de um metro. Evitem aglomerações e continuem com o uso da máscara”, pontuou. 

Fonte: Agência do Rádio


Brasil tem 2,8 milhões de casos confirmados de Covid-19

por Milena Pacheco 5 de Agosto de 2020 às 08:19
categoria: pandemia

Nesta terça-feira (04), o Brasil teve mais um dia com número alto de casos confirmados de Covid-19. Segundo o boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, mais de 51 mil novos diagnósticos foram registrados nas últimas 24 horas. O total de infectados desde o início da pandemia é de 2.801.921 e os óbitos acumulam 95.819. 

O cenário entre os estados se manteve o mesmo do observado nas últimas semanas. São Paulo, Ceará, Bahia e Rio de Janeiro seguem como os locais mais afetados pela pandemia. Segundo os dados oficiais do governo federal, quase dois milhões de pessoas que tiveram a Covid-19 estão recuperadas, número que representa 70% do total de infectados em território nacional. 



Fonte: Agência do Rádio/Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado


Ministério da Saúde realiza 17 mil testes de covid-19 por dia

por Redação Nossa Voz 4 de Agosto de 2020 às 10:32
categoria: Coronavírus

Na última semana, o Brasil alcançou a marca de 17.871 testes de covid-19 realizados em um dia. De acordo com o Ministério da Saúde, o número é 14 vezes maior em relação ao início da pandemia. No total, de 5 de março até 25 de julho já foram distribuídos 5.015.252 testes RT-PCR para os 27 Laboratórios Centrais de Saúde Pública (Lacen) em todo o País.

Começam os testes da vacina contra o novo coronavírus no Brasil

Os Lacen são unidades focadas em diagnóstico em laboratório de forma segura e rápida  vinculadas às secretarias estaduais de saúde dos estados e DF. São esses laboratórios que fazem os diagnósticos dos pacientes atendidos pelo SUS.

A partir do programa Diagnosticar para cuidar, o Ministério da Saúde está propondo a detecção da doença ainda as fases iniciais. O objetivo é propiciar o combate rápido ao novo coronavírus.

Fonte: Brasil 61

Imagem: Envato Elements 


Pernambuco ultrapassa 95 mil casos da Covid-19

por Redação Nossa Voz 31 de Julho de 2020 às 12:33
categoria: Coronavírus

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta sexta-feira (31), 1.632 novos casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, apenas 141 (9%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG). Todos os outros 1.491 casos (91%) são leves, ou seja, pacientes que não demandaram internamento hospitalar e que já estavam curados, ou na fase final da doença. Agora, Pernambuco totaliza 95.005 casos já confirmados, sendo 23.534 graves e 71.471 leves. 

Também foram confirmados 31 óbitos, ocorridos desde o dia 21 de maio. Deste total, 15 (48%) ocorreram nos últimos três dias, sendo 5 mortes registradas no dia de ontem (quinta-feira, 30/07),  7 mortes em 29/07 e 3 em 28/07. Os outros 16 óbitos (52%) ocorrem entre os dias 21/05 e 27/07.  Com isso, o estado totaliza 6.557 mortes pela Covid-19.

O boletim desta sexta-feira também aponta que mais 994 pacientes se recuperaram da doença. Com isso, o estado chega a marca de 70.067 curados, o que representa 74% do total de infectados pela Covid-19 em Pernambuco. Destes, 12.687 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar. Para estes casos, os quase 1,9 mil leitos abertos pelo governo do estado foram determinantes para garantir a recuperação. Outros detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde.

Fonte: Diário PE

Imagem: Reprodução


Taxa de isolamento social em Pernambuco está abaixo de 50%

por Redação Nossa Voz 28 de Julho de 2020 às 11:26
categoria: pandemia

Diante da retomada gradativa das atividades econômicas no Estado, tem caído o número de pessoas que estão respeitando a recomendação das autoridades sanitárias para ficar em casa e evitar a disseminação do coronavírus. Segundo ranking do Ministério Público de Pernambuco (MPPE), atualmente, a média de isolamento social é de 49,8%. O número é considerado baixo por especialistas, que reforçam a importância de evitar o convívio público. 

Segundo o vice-coordenador do Instituto para Redução de Riscos e Desastres de Pernambuco (IRRD-PE), Jones Albuquerque, a taxa de infecção no Estado é de 1.26, considerada alta. “Ou seja, é como se fosse juros e a gente está pagando 26% ao dia. Trata-se de um índice muito alto e por isto deveríamos estar com o isolamento em 70%”, explica. O índice máximo registrado nas 185 cidades pernambucanas foi de 62%, no dia 22 de março.

Ainda de acordo com o cientista, os países europeus começaram a voltar à normalidade e relaxar o isolamento social quando apresentaram uma taxa de contágio de 0.7. “Infelizmente, estamos distantes desta realidade. O menor número em Pernambuco atingiu foi 0.79, no dia 26 de março. Desde então não alcançamos esse patamar novamente”, comenta, reforçando a necessidade de as pessoas evitarem sair de casa.

Jones Albuquerque alerta para o fato de os dados para a extração das informações que compõem o ranking do MPPE são realizados a partir da geolocalização dos celulares dos cidadãos. “Se eu tenho uma casa com cinco pessoas e uma delas sai e volta todo dia essa família está exposta ao vírus. Por isso, em outros países, quem estavam trabalhando ficava em hotéis para não expor os parentes ao risco de contaminação”, falou.

Curiosamente, a cidade pernambucana com o melhor índice de isolamento, segundo o ranking do MPPE, é Solidão, com 56,6%, no Sertão; seguida por Primavera, com 54,2%, no Agreste; e Itamaracá, com 53,8%, na Região Metropolitana. O Recife apresentou um índice de isolamento de 52,1%. A maior taxa da capital foi de 66%, durante a quarentena mais rígida, que aconteceu entre os dias 16 e 31 de maio.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) notificou confirmou, nesta segunda-feira (27), 666 novos casos da Covid-19, totalizando 89.132 pessoas infectadas pelo vírus, sendo 23.027 graves e 66.105 leves. Foram registrados ainda mais 24 óbitos em razão da doença, ocorridos entre os dias 7 de maio e 26 de julho, somando 6.376 mortos desde o mês de março. Em contrapartida, já são 65.688 pacientes recuperados após terem contraído a Covid-19, sendo 511 notificados no último boletim.

Plano de convivência

Em nota, o Governo de Pernambuco disse que as medidas de enfrentamento à Covid-19 têm sido desenvolvidas com base nas evidências científicas, dos indicadores de Saúde e de forma regionalizada e transparente. “O Plano de Convivência com a doença é baseado em 11 fases e é justamente o cumprimento de cada uma dessas etapas, assim como o comportamento da população, que vai garantir um retorno seguro e consistente às atividades econômicas”, disse. 

Ainda segundo o Governo do Estado, prevenir continua sendo a melhor estratégia. “Para manter as pessoas protegidas e livres da doença, é preciso que cada um continue sendo um agente de proteção. Neste sentido algumas medidas, como lavar as mãos frequentemente, usar corretamente as máscaras e adotar o distanciamento social, precisam estar fortemente incorporadas ao cotidiano”, recomenda.

Fonte: Folha PE

Foto: CDL Petrolina


Petrolina não registra novos casos da Covid-19 neste domingo (26)

por Redação Nossa Voz 27 de Julho de 2020 às 11:36
categoria: pandemia

O município de Petrolina, no sertão de Pernambuco, não confirmou novos casos do Novo Coronavírus no domingo. Os dados foram divulgados no último boletim divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde neste domingo (26). Até o momento, Petrolina está com 2.405 pessoas positivadas com a doença. Destes, segundo a Secretaria, 1.250 estão recuperadas. 1.104 pessoas continuam com a doença. Dos pacientes que testaram positivo, 248 são detentos da Penitenciária Dr. Edvaldo Gomes. O número de óbitos na cidade é de 51.

Ainda segundo o último boletim divulgado, a taxa de ocupação de leitos de Unidade de terapia Intensiva (UTI) da rede pública no município é de 56%. São, ao todo, 50 leitos disponíveis. 28 deles estão ocupados, 11 com pacientes de Petrolina e 17 de outras cidades da rede PEBA.

O boletim divulgado no último sábado (25) pela Secretaria de Saúde de Petrolina aponta que cresceu o número de bairros no município com casos do Novo Coronavírus. Foram cinco a mais e passou de 123 para 128 bairros com pacientes com a doença.

Fonte: G1 Petrolina

Imagem: Divulgação/PMP


Presidente do STJ tem resultado positivo para covid-19

por Redação Nossa Voz 27 de Julho de 2020 às 11:28
categoria: Coronavírus

O presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), ministro João Otávio de Noronha, teve resultado de exame positivo para covid-19, doença provocada pelo novo coronavírus. Ele se submeteu a um exame e recebeu o diagnóstico ontem (26).

Segundo a assessoria do STJ, o magistrado, que tem 63 anos, não apresenta sintomas e continuará trabalhando de casa, em regime de quarentena. Dessa maneira, ele segue responsável pelo plantão do tribunal, no qual analisa pedidos urgentes, como liminares em habeas corpus, por exemplo. Noronha exerce a função até o fim da próxima semana, quando termina o recesso do Judiciário.

O STJ encontra-se em regime de trabalho remoto desde o início da pandemia, em março. As sessões de julgamento passaram a ser por videoconferência desde maio.

Fonte: Agência Brasil

Imagem: José Cruz/Agência Brasil


Brasil registra novo recorde diário de casos de covid-19: 67.860

por Redação Nossa Voz 23 de Julho de 2020 às 11:29
categoria: pandemia

O Brasil bateu novo recorde diário de casos confirmados de Covid-19 no período de 24 horas. Desde a última atualização dos dados pelo Ministério da Saúde, na terça-feira (21), foram registrados 67.860 novos casos, ultrapassando os cerca de 54 mil diagnósticos em 19 de junho. O total de infectados em todo o país é de 2.227.514 e os óbitos desde o início da pandemia são 82.771.

Os números oficiais do governo federal apontam que 21 das 27 unidades da Federação acumulam mais de mil mortes. Com a confirmação de pouco mais de 1,5 mil casos em 24 horas, Mato Grosso do Sul ultrapassou Acre e Tocantins no número total de registros de coronavírus e deixou de ser o estado menos afetado pela pandemia. 



Fonte: Brasil 61

Imagem: Reprodução