asdasdasdasd

Marcílio Cavalcanti cobra reparação na Justiça por falsas notícias no domingo de eleições

por Gabriela Canário 9 de Outubro de 2018 às 08:44
categoria: Cotidiano

O prefeito de Cabrobó, Marcílio Cavalcanti, MDB, preparou nota de esclarecimento sobre o episódio em que alguns veículos de imprensa da região do Vale do São Francisco, sertão pernambucano, postaram informação inverídicas sobre um fato em que o gestor teria sido convidado pelo promotor público em Cabrobó, Thiago Gonzales, para ser testemunha de uma abordagem da fiscalização eleitoral neste domingo, 7, durante o processo das eleições na cidade.

Diferente da verdade, alguns blogs e sites optaram por divulgar que o prefeito estaria detido, fato negado e esclarecido  pelo próprio promotor, momentos após as postagens chegarem ao seu conhecimento. Em vídeo, o promotor Thiago Gonzales reforçou o desmentido.

“Com relação ao prefeito, ele compareceu à delegacia na condição de testemunha, de colaborar com o nosso trabalho, diante uma denúncia e abordagem a uma pessoa que estaria fazendo compra de votos. Como ele estava no local, solicitamos sua colaboração, mas como testemunha”, frisou o promotor em entrevista à Rádio Grande Rio FM em Cabrobó.

Marcílio lembrou que pauta sua vida pela verdade e tomará providências jurídicas diante da calúnia da qual foi vítima na imprensa regional. “Pauto minha vida pela verdade, por isso tomarei todas as providências jurídicas diante de postagens e notícias mentirosas, postadas em alguns veículos de imprensa em nossas região no domingo de eleições gerais em nosso País. O próprio promotor público em Cabrobó, Thiago Gonzales, atestou a minha idoneidade, desmentindo qualquer fato que pudesse manchar minha honra e postura de homem púbico e respeitoso com a legalidade, o contrário que quiseram deixar transparecer esses tais veículos de comunicação”.

Na nota de esclarecimento, o prefeito afirma ainda que, a 'fake news' da qual foi vítima, maculou não só sua imagem, mas a da própria cidade.

"A inverdade apresentada dos fatos, maculou de sobremaneira, não apenas a minha imagem, mas a imagem de toda uma cidade que teve seu nome, indevidamente, veiculado nas páginas policiais. As medidas jurídicas estão sendo providenciadas, no sentido de responsabilizar os causadores desta leviandade. Estregamos nas mãos justiça que terá o dever de promover a referida reparação”, diz trecho da nota assinada pelo prefeito.