| Última edição: 16/04/21 - 10:52

Home Entretenimento Bafão Dani Russo revela ter síndrome do pensamento acelerado

Dani Russo revela ter síndrome do pensamento acelerado

Compartilhe:

‘Já faz um ano que a cada três meses eu dou entrada no hospital com os mesmos sintomas’, disse a cantora

'Meu problema é na cabeça, ansiedade, coisa da mente que mexe com todo o corpo', explicou
‘Meu problema é na cabeça, ansiedade, coisa da mente que mexe com todo o corpo’, explicou
REPRODUÇÃO/INSTAGRAM

Dani Russo usou as redes sociais para revelar aos seguidores que foi diagnosticada com a síndrome do pensamento acelerado. A cantora, de 23 anos, contou que foi hospitalizada na última segunda-feira (12) após apresentar enjoos. Ao receber alta, nesta quinta (15), ela detalhou mais sobre as crises, que têm se repetido a cada três meses.

“Que louco isso. Fico doente, vomitando, não consigo comer ou beber, com insônia e dor no estômago. Vou para o hospital, meus exames dão tudo certo, nada alterado. Meu problema é na cabeça, ansiedade, coisa da mente que mexe com todo o corpo”, explicou.

“Tenho síndrome do pensamento acelerado. Na hora de dormir, fico tão inquieta, que me dá náusea, enjoo e começo a vomitar. Minha ansiedade faz isso comigo, e tenho essas crises fortes a cada três meses. Já faz um ano que a cada três meses eu dou entrada no hospital com os mesmos sintomas”, completou a cantora, dizendo ainda que vai procurar um psiquiatra

Dani também compartilhou uma explicação sobre o problema, segundo ela, já identificado pelo psiquiatra, professor e escritor Augusto Cury.

“A síndrome do pensamento acelerado é uma alteração onde a mente fica repleta de pensamentos, o que dificulta a concentração, aumenta a ansiedade e desgasta a saúde física e mental. A síndrome não está relacionada ao conteúdo dos pensamentos, mas à quantidade e à velocidade com que acontecem dentro do cérebro.”

“Normalmente, esta síndrome surge em pessoas que precisam se manter constantemente atentas, produtivas e sob pressão e, por isso, é comum em executivos, profissionais da área da saúde, escritores, professores e jornalistas. No entanto, tem se observado que até mesmo as crianças tem demostrado essa síndrome”, informou o texto publicado pela cantora.

(Fonte: R7 Entretenimento)