asdasdasdasd

Petrolina agora conta com sala de educação bilíngue

por Redação Nossa Voz 15 de Fevereiro de 2019 às 19:00
categoria: Educação

Acaba de ser implantada, pela primeira vez em Petrolina-PE, uma sala de educação bilíngue. Esse tipo de ensino possibilita aos estudantes a instrução de, no mínimo, duas línguas no ambiente escolar. A Sala Bilíngue está funcionando na Escola Municipal Nossa Senhora Rainha dos Anjos – CAIC, no turno matutino com ensino da Língua Brasileira de Sinais (Libras) e Língua Portuguesa.

Os alunos contam com o acompanhamento de um professor instrutor surdo para ensino da língua materna da pessoa com deficiência auditiva (libras) e um professor ouvinte para o português como segunda língua. O ano letivo para essa turma foi iniciado com oito alunos matriculados regularmente, mas a Secretaria de Educação, Cultura e Esportes tem disponibilidade para ampliação de vagas.

A diretora do Núcleo de Apoio Psicopedagógico às Pessoas com Deficiência (NAPPNE), Emiliana Freire, destaca a importância dessa conquista para o município. “A língua de sinais é mais do que um recurso metodológico ou simplesmente um meio comunicativo para visibilizar a compreensão de conteúdos escolares. É uma língua de extrema importância para que haja a comunicação entre surdos, ouvintes e o mundo. Consciente dessa relevância, a gestão municipal está investindo desse tipo de aprendizado e valorizando a educação especial”, pontua.

Pesquisadores afirmam que a língua de sinais como primeira língua para à criança surda leva a seus usuários a usufruir de todas as possibilidades que a língua oral proporciona a uma criança ouvinte e também a uma predisposição à aprendizagem de uma segunda língua, seja ela qual for. Além de contribuir com o de desenvolvimento da cidadania e de valorização da pessoa surda.

Foto: Divulgação


Termina hoje (14) prazo de inscrição para o Fies

por Redação Nossa Voz 14 de Fevereiro de 2019 às 08:36
categoria: Educação

Termina nesta quinta-feira (14) o prazo de inscrição para o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies). Os candidatos devem acessar o site do Fies para tentar uma vaga no programa, que financia cursos superiores em instituições privadas.

O resultado da pré-seleção será divulgado no dia 25 de fevereiro. Ao todo, serão ofertadas 100 mil vagas na modalidade juro zero e 450 mil na modalidade P-Fies.

Podem participar os estudantes que fizeram o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem), a partir da edição de 2010, e obtiveram nota média nas provas igual ou superior a 450. Além disso, não podem ter zerado a redação.

Na hora da inscrição, é possível escolher até três opções de curso entre aqueles com vagas disponíveis dentro do grupo de preferência, que também é escolhido pelo estudante de acordo com o perfil e interesse.

Modalidades

O Fies oferece duas modalidades. A primeira é financiamento com juro zero para os estudantes que tiverem renda per capita mensal familiar até três salários mínimos. Nessa modalidade, o aluno começará a pagar as prestações respeitando o limite de renda.

A segunda é a denominada P-Fies, destinada aos estudantes com renda per capita mensal familiar até cinco salários mínimos. A modalidade funciona com recursos dos fundos constitucionais e de Desenvolvimento e com recursos dos bancos privados participantes.

Os bolsista parciais do Programa Universidade para Todos (ProUni), ou seja, aqueles que têm bolsa de 50% da mensalidade, poderão participar do processo seletivo do Fies e financiar a parte da mensalidade não coberta pela bolsa.

Cronograma

O Fies oferece financiamento para cobrir os custos das mensalidades de instituições privadas de ensino superior. Na página do programa está disponível uma sessão de perguntas e respostas.

Os candidatos pré-selecionados na modalidade Fies deverão acessar o FiesSeleção e complementar a inscrição para contratação do financiamento no sistema, no período de 26 de fevereiro a 7 de março. A pré-seleção dos participantes da lista de espera será de 27 de fevereiro a 10 de abril.

Fonte: Agência Brasil  

 

 

 


Governo de PE oferta mais de 3 mil vagas para cursos gratuitos de idiomas

por Redação Nossa Voz 10 de Fevereiro de 2019 às 08:11
categoria: Educação

Nesta segunda-feira (11), serão abertas as inscrições para cursos de idioma gratuitos por meio do Núcleo de Estudos e Línguas (NELs). Os interessados em participar devem se inscrever em uma das 34 escolas vinculadas aos NELs em todo o Estado, de acordo com o cronograma oficial. Os idiomas disponíveis são os seguintes: inglês, espanhol, francês e alemão. Ao todo, 3.365 vagas estão disponíveis, mas para saber a disponibilidade em cada unidade de ensino, os candidatos devem procurar a escola desejada, das 08h às 12h e das 14h às 17h.

O curso básico tem duração total de dois anos, com aulas presenciais duas vezes por semana. As vagas serão ofertadas respeitando a seguinte ordem de prioridade: estudantes das escolas onde estão localizados os NELs; estudantes de outras escolas da rede estadual; estudantes da rede pública municipal; e finalmente comunidade em geral. 

Período de inscrição: 

11 e 12/02 – Estudantes das Escolas nas quais funcionam os Núcleos

13 e 14/02 – Estudantes de outras Escolas da Rede Pública de Ensino

15/02 – Matrículas abertas à Comunidade

Mais informações: (81) 3183-8620.

Fonte: Diario de PE


Miguel inaugura escola-modelo com primeiro laboratório de Robótica de Petrolina

por Simone Marques 8 de Fevereiro de 2019 às 13:25
categoria: Educação

Uma inovação para estimular a criatividade e o aprendizado na rede municipal de ensino de Petrolina começa a se tornar realidade para as crianças dos bairros Pedro Raimundo, Alto do Cocar e Jardim Amazonas. O prefeito Miguel Coelho inaugurou, nesta sexta-feira (08), o primeiro laboratório público de Robótica, Matemática e Ciências da região. O equipamento é um de vários que serão instalados na cidade através da plataforma de ações “Petrolina Educa”.

A nova estrutura foi entregue junto com as obras de requalificação e modernização da Escola Municipal Professora Zélia Matias, que passa a ser um modelo de referência na rede pública. A ideia é melhorar o ensino das crianças estimulando a criatividade e raciocínio lógico com jogos, brinquedos e equipamentos tecnológicos. A estrutura ainda é dotada de microscópio, moldes do corpo humano, instrumentos de pesquisa química e física entre outros componentes pedagógicos.

Além do laboratório, a unidade escolar teve as 11 salas de aula, cozinha e refeitório reformados; biblioteca nova; adequação para garantir a acessibilidade de pessoas com deficiência, entre outras melhorias. Os ambientes ainda foram decorados com temática regional, valorizando a cultura nordestina. Também foram entregues durante a solenidade de inauguração equipamentos de amplificação vocal para os professores.   

Segundo o prefeito Miguel Coelho, novos investimentos para a educação municipal serão garantidos a fim de tornar o ensino em Petrolina referência no Nordeste. “Agora em março vamos inaugurar uma nova escola em tempo integral depois de dez anos. E teremos mais uma ainda este ano e muitas outras ações para fortalecer a nossa educação porque Petrolina é uma cidade que cuida, cresce e educa”, frisou o prefeito. (Ascom)


Primeira chamada do ProUni já está disponível na internet

por Simone Marques 6 de Fevereiro de 2019 às 18:50
categoria: Educação

O resultado da primeira chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) já está disponível na internet. Aqueles que foram pré-selecionados têm até o dia 14 para fazer a matrícula.

Os estudantes devem comparecer às instituições com os documentos que comprovam as informações prestadas na ficha de inscrição. Cabe aos candidatos verificar os horários e o local de comparecimento para a aferição das informações. A lista da documentação necessária está disponível na internet.

Algumas instituições podem exigir dos candidatos aprovados que façam uma prova. Os estudantes devem verificar, no momento da inscrição, se a instituição vai aplicar processo seletivo próprio. As instituições que optarem por processo próprio devem explicar formalmente aos estudantes, no prazo máximo de 24 horas da divulgação dos resultados das chamadas, a natureza e os critérios de aprovação.

O registro da aprovação ou reprovação dos candidatos no Sistema Informatizado do ProUni e a emissão dos respectivos termos de Concessão de Bolsa ou termos de Reprovação pelas instituições de ensino serão feitos entre os dias 6 e 18 de fevereiro para os selecionados na primeira chamada. Caso o estudante não compareça no prazo estipulado, ele será reprovado.

Aqueles que não forem selecionados na primeira chamada poderão ainda ser aprovados na segunda, que será divulgada no dia 20 de fevereiro. Haverá também uma terceira chance. Quem não for escolhido, pode integrar a lista de espera nos dias 7 e 8 de março.

Ao todo, 946.979 candidatos se inscreveram na primeira edição do ProUni deste ano, de acordo com o Ministério da Educação. Como cada candidato podia escolher até duas opções de curso, o número de inscrições chegou a 1.820.446.

Nesta edição são ofertadas 243.888 bolsas de estudo em 1.239 instituições particulares de ensino. Do total de bolsas, 116.813 são integrais e 127.075, parciais, de 50% do valor das mensalidades.

O ProUni concede bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, em instituições privadas de educação superior. Em contrapartida, o programa oferece isenção de tributos às instituições que aderem ao programa.

Os estudantes selecionados podem pleitear ainda Bolsa Permanência, para ajudar nos custos dos estudos, e podem também usar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para garantir parte da mensalidade não coberta pela bolsa do programa. (Diario de PE)


Enem: Reeducando da Penitenciária de Petrolina conquista maior nota entre pessoas privadas de liberdade

por Redação Nossa Voz 6 de Fevereiro de 2019 às 15:00
categoria: Educação

Dos 1.013 reeducandos que se inscreveram, em Pernambuco, no Enem para as pessoas privadas de liberdade, 312 concorreram a vagas nas universidades. De acordo com a Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres), a maior nota veio da Penitenciária Doutor Edvaldo Gomes (PDEG), em Petrolina. O reeducando tirou 683,2 e se inscreveu no Sistema de Seleção Unificad (Sisu), em Matemática e vai estudar na Universidade do Vale do São Francisco (Univasf).       

O reeducando se preparou por quatro meses, na escola estadual Bento XVI,  que funciona dentro da própria penitenciária e se dedicou aos estudos. “Já iniciei um curso de Engenharia, mas não conclui. Só que, agora, pretendo seguir a área da Matemática e me tornar professor”, explica. Ele vai estudar monitorado com tornozeleira eletrônica, e, todo o dia,  após as aulas, retorna para a unidade, assim como outros do semiaberto que fazem curso superior e cumprem pena na mesma penitenciária.  

De acordo com o  supervisor pedagógico da penitenciária, Nysley Alberto de Oliveira, o reeducando destaque no Enem para privados de liberdade  é muito interessado pelos estudos. "Ele participa do Programa de Remição de Pena pela Leitura, desenvolvido pela Seres, e tem um bom rendimento. Além disso trabalha fora da unidade", ressalta.  

Foto: Divulgação

 


ProUni divulga hoje (06) resultado da primeira chamada

por Redação Nossa Voz 6 de Fevereiro de 2019 às 08:49
categoria: Educação

O resultado da primeira chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) será divulgado hoje (6) na internet. Aqueles que forem pré-selecionados terão desta quarta-feira até o dia 14 para fazer a matrícula. Os estudantes devem comparecer às instituições com os documentos que comprovam as informações prestadas na ficha de inscrição. Cabe aos candidatos verificar os horários e o local de comparecimento para a aferição das informações. A lista da documentação necessária está disponível na internet.

Algumas instituições podem exigir dos candidatos aprovados que façam uma prova. Os estudantes devem verificar, no momento da inscrição, se a instituição vai aplicar processo seletivo próprio. As instituições que optarem por processo próprio devem explicar formalmente aos estudantes, no prazo máximo de 24 horas da divulgação dos resultados das chamadas, a natureza e os critérios de aprovação.

O registro da aprovação ou reprovação dos candidatos no Sistema Informatizado do ProUni e a emissão dos respectivos termos de Concessão de Bolsa ou termos de Reprovação pelas instituições de ensino serão feitos entre os dias 6 e 18 de fevereiro para os selecionados na primeira chamada. Caso o estudante não compareça no prazo estipulado, ele será reprovado.

Aqueles que não forem selecionados na primeira chamada poderão ainda ser aprovados na segunda, que será divulgada no dia 20 de fevereiro. Haverá também uma terceira chance. Quem não for escolhido, pode integrar a lista de espera nos dias 7 e 8 de março.

O ProUni concede bolsas de estudo integrais e parciais em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, em instituições privadas de educação superior. Em contrapartida, o programa oferece isenção de tributos às instituições que aderem ao programa. Nesta edição são ofertadas 243.888 bolsas de estudo em 1.239 instituições particulares de ensino. Do total de bolsas, 116.813 são integrais e 127.075, parciais, de 50% do valor das mensalidades.

Os estudantes selecionados podem pleitear ainda Bolsa Permanência, para ajudar nos custos dos estudos, e podem também usar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para garantir parte da mensalidade não coberta pela bolsa do programa.

Fonte: Agência Brasil / Foto: Reprodução Internet


Governo vai restringir concursos públicos

por Simone Marques 5 de Fevereiro de 2019 às 13:58
categoria: Educação

O governo vai apertar as regras para todos os órgãos que pedirem ao Ministério da Economia a abertura de novos concursos públicos e cortar 21 mil cargos, comissões e funções gratificadas. A área econômica já tem pronto um decreto para "blindar" essas funções comissionadas de nomeações que não sejam técnicas. Indicações de pessoas sem experiência e qualificação não serão aceitas, segundo o ministério.

O corte de cargos será feito em fases nos próximos três a quatro meses, e integra um pacote de medidas de reforma do Estado, em elaboração pela equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes, para dar mais eficiência aos gastos com a folha de pagamentos, um dos itens mais pesados das contas públicas. Atualmente, são cerca de 130 mil cargos comissionados (ocupados, temporariamente, por alguém que não faz parte dos quadros da administração pública) e gratificados (quando alguém de dentro da administração é deslocado para uma outra função, com um ganho extra no salário). A economia prevista com a redução de pessoal é de R$ 220 milhões por ano.

Para diminuir a necessidade de novas contrações, será exigido que cerca de mil serviços oferecidos por meio presencial e em papel sejam totalmente digitalizados e feitos pela internet nos próximos dois anos, entre eles benefícios do INSS e matrículas de universidades federais. Com essa medida, os servidores que hoje fazem esses serviços poderão ser realocados para outras funções.

O secretário especial de Desburocratização, Gestão e Governo Digital do Ministério da Economia, Paulo Uebel, antecipou ao Broadcast, serviço de notícias em tempo real do Grupo Estado, que o decreto 6.944, que trata de normas de concursos públicos, será alterado para "racionalizar" os pedidos dos órgãos que hoje são frequentes: mais concursos, mais orçamento e mais cargos. Ele classificou as medidas de "guarda-chuva" da reforma do Estado.

O novo decreto, que será publicado no Diário Oficial ainda em fevereiro, definirá que, antes de pedir novos concursos de servidores, os órgãos terão de cumprir uma lista de exigências, como digitalizar 100% dos serviços que podem ser oferecidos pela internet, converter os processos administrativos que estão ainda em papel para o formato eletrônico e rever as políticas de cessão de pessoas para outros ministérios, Estados e municípios.

"Com o mesmo quantitativo de servidores, é possível ter um resultado maior e melhor. Vamos primeiro focar na eficiência operacional", disse Uebel. Segundo ele, é necessário verificar a urgência e pertinência dos serviços públicos.

Outra medida que estará prevista no decreto é que todos os órgãos façam uma descrição do trabalho de cada cargo para evitar "vagas genéricas". "Com isso, conseguiremos monitorar melhor a efetividade das vagas", disse o secretário.

Segundo o secretário adjunto de Desburocratização, Gleisson Rubin, as novas regras devem valer para os concursos que já estão "correndo", como para as Polícias Federal e Rodoviária Federal.

Para testar o modelo de corte a ser implementado, o Ministério da Economia já deu o pontapé inicial com a redução de 3 mil cargos e funções, com uma economia de R$ 43 milhões por ano. Segundo o secretário, foi feita uma redução dos níveis hierárquicos, sem prejudicar o funcionamento dos órgãos. Havia áreas com até seis níveis de chefe.(JConline)


Candidatos têm até hoje para participar da lista de espera do Sisu

por Redação Nossa Voz 5 de Fevereiro de 2019 às 08:12
categoria: Educação

Hoje (5) é o último dia para participar da lista de espera do Sistema de Seleção Unificada (Sisu). O prazo vale para os estudantes que não foram aprovados em nenhuma das opções de curso.

A adesão deve ser feita na página do Sisu. Os candidatos podem escolher entrar na lista de espera para a primeira ou para a segunda opção de curso feita na hora da inscrição. Os alunos na lista serão convocados pelas próprias instituições de ensino a partir do dia 7 de fevereiro. Os candidatos deverão acompanhar as convocações.

Para integrar a lista, os candidatos devem acessar o sistema e, em seu boletim, clicar no botão que corresponde à confirmação de interesse em participar da lista de espera do Sisu. Ao finalizar a manifestação o sistema emitirá uma mensagem de confirmação.

A partir desta edição do Sisu, os estudantes selecionados em qualquer uma das duas opções não poderão participar da lista de espera. Até o ano passado, os selecionados na segunda podiam ainda participar da lista e ter a chance de ser escolhido na primeira opção.

Ao todo, o Sisu oferece, nesta edição, 235.461 vagas em 129 instituições públicas de todo o país. Puderam se inscrever no programa os estudantes que fizeram o Enem 2018 e obtiveram nota acima de zero na prova de redação. Segundo o MEC, mais de 1,8 milhão de candidatos se inscreveram.

Fonte: Agência Brasil / Foto: Reprodução Internet


Educadora questiona ausência de bônus para estudantes locais na Univasf: 'é negada uma política de inclusão'

por Gabriela Canário 30 de Janeiro de 2019 às 09:28
categoria: Educação

Quatro das dez maiores notas de corte parciais da ampla concorrência do primeiro semestre de 2019 do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) são para cursos de medicina, e sete são notas que incluem bônus de até 20% na nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) para estudantes que já residem nas regiões das instituições participantes. Os dados são de um levantamento feito pelo Portal G1 com base nas informações divulgadas pelo Ministério da Educação.

Assim como as cotas, o bônus é um tipo de política para auxiliar um determinado universo de candidatos. Entretanto, esse modelo não foi adotado pela Universidade Federal do Vale do São francisco, por exemplo. A educadora petrolinense, Mary Ann Saraiva, que trabalha com estudantes que tentam ingressar na Universidade, explica que esse modelo já foi adotado por diversas universidades em todo o Brasil.

Ela é defensora desse bônus e já conversou com diversos políticos, inclusive com o Doutor Osvaldo Coelho, ainda em vida, sobre essa possibilidade de trazer o bônus para a Univasf. Uma dificuldade, ela explica, é a disseminação de um discurso de desqualificação sobre este bônus. “Não é que eles não estudam não. É diferente. Aqui não tem política de bonificação e o nosso entorno tem”, explicou a educadora.

Em outras palavras, para ela, a região do Vale do São Francisco é prejudicada porque oferta vagas para todo o Brasil, mas não pode usufruir de outros locais. “O Conselho Universitário da Univasf tem que ter esta sensibilidade. Nós estamos tendo negada uma política de inclusão. Estudante de escola particular não é necessariamente rico não”, acrescentou Mary Ann.

O espaço está aberto para pronunciamento da Univasf.