asdasdasdasd

Fernando Filho sustenta defesa da privatização da Eletrobrás: “Quando dá lucro ninguém vê”

por Mário Souza 14 de Setembro de 2018 às 10:12
categoria: Eleições 2018

Fernando Filho (DEM) foi o convidado desta quinta-feira (13) na Rodada de Entrevistas da Grande Rio FM Cabrobó, com os candidatos a Deputado Federal.

Durante a sabatina o Democrata, falou sobre suas propostas para a renovação do mandato na Câmara dos Deputados. Ele fez questão de ressaltar, que mesmo nunca sendo majoritário em Cabrobó, não virou as contas para a região e enumerou serviços prestados a população local. “Petrolina é a cidade onde temos uma atuação, mas não só em Petrolina, nos também temos trambolhado com ações em Orocó, Belém do São Francisco e também em Cabrobó. Apesar de nunca ter sido um dos mais votados ai, mas não deixamos de apresentar ações nessa região. Mas tivemos votos na cidade e procuramos retribuir com diversas ações com a construção de aguadas, perfuração de poços. Agora juntamente com meus aliados aí, como o ex-prefeito Eudes, fizemos a entrega de máquinas para Associações na Zona Rural de máquinas, tratores, retroescavadeiras e caminhões-pipa. Estamos trabalhando para reforçar essas ações para manutenção de nosso mandato em Brasília e poder continuar atuando no sentido de beneficiar a população” defendeu.

O Fernando Filho também foi questionado sobre a Operação Pipa se sobre a insatisfação de pipeiros e da população atendida. Segundo o Deputado a Operação é complicada e necessita de uma reflexão maior de toda a sua logística. “Essa Operação é por si só complexa e por isso já foi repassada a responsabilidade ao Exército brasileiro, para que fizesse sua gestão. Mesmo assim ainda recebemos denúncias de que existem donos de carros que não cumprem suas rotas e também atrasos no pagamento. O Governo tem que procurar medidas que tem que amenizar as críticas da população. Também tenho recebido criticas sobre essa questão do apontador. Precisamos buscar alternativas , para quem de fato precisa dessa água, um serviço de melhor qualidade. Tenho procurado em todas as oportunidades que recebo essas reclamações, levado ao Batalhão em Petrolina como ao Comando Militar do Nordeste, essas reivindicações para que possamos encontrar soluções” comentou.

Provocado pelos ouvintes, sobre o tema privatização da Eletrobras e da Chesf, o Democrata voltou defender a venda das empresas como saída para segundo ele – cobrir o rombo financeiro existente na gestão das estatais. “É importante falar sem politicagem pelo meio. Por exemplo dizem que vão privatizar o Rio São Francisco, nunca vi maior besteira. Por exemplo a Usina de Belo Monte que foi feita no governo passado, 51% é dos espanhóis e de um grupo privado. Foram feitas duas usinas no Rio Madeira, uma é dos franceses e a outra é de um grupo japonês. O estado de São Paulo, tem 48 usinas e 44 são de grupos privadas. Ninguém falou da privatização do Rio Tietê ou do Rio Paraná, tenho certeza que você nunca viu falar sobre isso. O que nos queremos é que o estado continue dono sim da Chesf e da Eletrobras, mas que a gestão seja privatizada. Por que quando da lucro, esse lucro ninguém vê essa lucro é reinvestido no sistema, quando da prejuízo sai dos nosso impostos. Ai o dinheiro deixa de ir para saúde , para educação e acaba indo para cobrir o rombo dessa má gestão” defendeu.

Nesta sexta-feira (14) a rodada de entrevistas continua com a participação do Candidato Augusto Coutinho (Solidariedade). Participe! Enviei sua pergunta pelo telefone 3875 - 2362, 99650 - 0271 , ou pelo Whatsapp 98809 - 4276. A entrevista começa às 12h30min.