asdasdasdasd

Brasil é campeão da Liga de Futsal

por Mário Souza 20 de Dezembro de 2018 às 16:47
categoria: Futsal

Texto e Foto CBF

Neste domingo (16) a Liga Sul Americana de Futsal da Zona Norte, organizada pela Conmebol, conheceu seu grande campeão. No duelo da Sub-20, a missão colombiana era pontuar para que o profissional tivesse chance de título, e conseguiu manter o resultado do duelo em 1 a 1. Na sequência, um confronto emocionante que mostrou aos torcedores o porque "o jogo só termina quando o juiz apita". 

A batalha no Sub-20

O início de jogo começou forte como esperado. A Seleção colombiana não podia dar chance para o Brasil e precisava sair da Arena Carioca 1 com pelo menos um ponto para manter viva a esperança de título. Caso vencesse, os brasileiros teriam maiores chances para ser campeões, pois só perderiam o título se saíssem derrotado por uma diferença grande de gols. 

E como prometido, a Colômbia foi para cima. Aos três minutos iniciais, Eduardo Garcia chuta cruzado e Francisco Stiven não alcançou. Dois minutos após, outra chegada colombiana. Richard Rios rouba a bola e toca em profundidade para David Santiago, que chutou para fora. Na saída de bola deste mesmo lance a Seleção brasileira sai jogando errado e Bryan Zapata chuta por cima. Os brasileiros aparentavam dificuldades, contudo, o primeiro lance mais perigoso da partida veio para equilibrar o duelo. Richard Henrique cobrou escanteio curto e Alisson neves chuta no travessão. O primeiro tempo se manteve com lances perigosos para ambas as equipes, mas sem gols. 

No segundo tempo a situação foi diferente. Logo aos cinco minutos a equipe brasileira realiza uma troca de passes rápida e o craque e capitão Higor Ribeiro chuta no ângulo, sem chances para Dany Sierra. Mas a alegria brasileira durou pouco tempo. No minuto seguinte, em saída de bola errada, os colombianos recuperaram a posse e Felipe Ângulo empata. Desde então foi ataque contra defesa, e o arqueiro colombiano fez seu nome no fim do jogo com defesas inacreditáveis garantindo o empate, jogando a responsabilidade para a equipe profissional. 

A grande decisão

E o primeiro tempo começou eletrizante. Aos três minutos de jogo o Brasil abre o placar. Em cobrança de escanteio ensaiada o camisa 14, e artilheiro da noite, Rodrigo, estufa as redes colombianas. Mas, assim como no Sub-20, a alegria brasileira durou pouco tempo. Angellot Alexander recebe um lançamento e escora para o meio, Marcel tentou o corte mas acabou jogando contra o próprio gol. O duelo se manteve estudado com mais chances para os colombianos, mas sem lances de muito perigo. A emoção ficou para a segunda etapa. 

No início do segundo tempo, aos dois minutos, em uma triangulação colombiana Sabastian Camilo vira a partida para 2 a 1, resultado que daria o título para sua equipe. Mas, Marcel se redimiu. O camisa 11 driblou três adversários e deixou Rodrigo livre para empatar o confronto, logo aos sete minutos. Mas, a Colômbia precisava da vitória e foi em busca dela. E em um contra ataque o camisa 15, Felipe Echeverry, deixou 3 a 2 para os visitantes, aos onze minutos. O jogo se encaminhava para o fim e, aos quinze minutos, o que parecia ser o tiro fatal. Em um lance que a equipe brasileira reclamou de pênalti sofrido, os colombianos puxaram um contra ataque para que o camisa 7, Jonathan Andres, ampliasse o placar para 4 a 2. 

Mas, o jogo só acaba quando o juiz apita. Marcel se tornou goleiro linha e a pressão brasileira tomou conta do jogo. Faltando apenas quarenta e três segundos para se encerrar o confronto, Douglas se embola com o goleiro e toca para Matheus diminuir para a Seleção Brasileira. Então, ataque verde amarelo. Faltando nove segundos para que os colombianos se sagrassem campeões, uma falta no ataque. Poderia ser algo que não se preocupasse, mas, os visitantes haviam estourado o limite de cinco faltas. Ou seja, chute em nove metros de distância do gol. E o artilheiro da manhã, Rodrigo, venceu o goleiro Jose Esteban e fez o gol do título brasileiro.