| Última edição: 14/04/21 - 00:12

Home Entretenimento Música Gilsons e Jovem Dionísio se unem em “Algum Ritmo”

Gilsons e Jovem Dionísio se unem em “Algum Ritmo”

Compartilhe:

Parceria nasceu após as bandas se questionarem por que eram associadas pelo algoritmo das plataformas digitais.

Gilsons e Jovem Dionísio não tinham exatamente a ver, mas as plataformas digitais sempre gostaram de associar uma banda à outra. Então, para fazer jus à fama, elas decidiram se unir e gravaram uma música juntos: “Algum Ritmo”. A letra trata dessa conexão: “algum ritmo em comum fez nos encontrar / algum ritmo em comum fez nos conversar”. Assista ao clipe:

A “culpa” da parceria é mesmo dos algoritmos das plataformas digitais. “Algum Ritmo” nasceu de uma conversa entre Francisco Gil e Ber Pasquali, tratando deste tema. “Falávamos como as plataformas digitais sempre associavam nossos grupos, mesmo não havendo uma real conexão estética no nosso som”, lembra Ber.

“Depois desse encontro a gente acabou achando muitas coisas em comum. Inclusive, quando lançamos ‘Devagarinho’, surgiram vários comentários pedindo este feat. Acho que o que tem de mais especial em ‘Algum Ritmo’ é exatamente este ritmo em comum que encontramos na composição e principalmente na produção musical”, acrescenta Francisco Gil.

O clipe


Para o clipe, as bandas apostaram no olhar de uma pessoa para si mesma. A atriz protagonista é Adrielly Faria. A direção ficou a cargo de Felipe Fonseca, finalista do Ciclope Latino 2020 na categoria “New Talent” e também indicado ao Berlin Commercial.

Divulgação

“Apesar de ser uma ideia de encontro, preferimos mostrar alguém tentando se encontrar. Ela vive uma situação complexa, que em algum momento consegue passar por cima e ficar melhor”, conta João Gil.

Os Gilsons lançaram seu primeiro EP em 2019, com influências de MPB, samba, afroxé, pop e eletrônico. Hoje em dia, acumulam mais de 1,3 milhão de ouvintes mensais no Spotify. No mesmo ano, nasceu também a banda Jovem Dionísio, formada em Curitiba. O quinteto se define como MPB, com influência de bossa nova e “bedroom pop“.

(Por Leonardo Torres/Popline)