| Última edição: 22/12/20 - 14:42

Home Notícias Esporte Hamilton tem resultado negativo para Covid-19 e está liberado para correr

Hamilton tem resultado negativo para Covid-19 e está liberado para correr

Compartilhe:

A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) confirmou que Lewis Hamilton apresentou “uma série de testes negativos” para Covid-19 no Bahrein, viajou para Abu Dhabi e está apto a participar da corrida que encerra a temporada, neste domingo (13).

(Foto: MATTHIAS SCHRADER / POOL / AFP)

Segundo a Mercedes, Hamilton apresentou um teste negativo nessa quarta (9), antes mesmo do final de seu período de isolamento social, que era de dez dias de acordo com as regras do Bahrein.

Ainda assim, ele cumpriu o período previsto de quarentena e viajou nesta quinta (10) para Abu Dhabi, onde fez um teste no aeroporto, assim como todos os outros profissionais da F-1. Ele seguiu direto para o hotel, onde continuou em isolamento até ter o resultado, que novamente foi negativo.

A FIA fez questão de salientar que não alterou seus protocolos para permitir a volta do heptacampeão. No entanto, houve uma flexibilização das regras rígidas de Abu Dhabi, que exigiam que todos os profissionais da categoria viajassem na segunda (7). A FIA tinha deixado claro que cabia às autoridades sanitárias locais cuidar do caso.

Hamilton já é o campeão antecipado da temporada, e perdeu a etapa da semana passada, em Sakhir, depois de testar positivo na segunda anterior (30), um dia depois de ganhar o GP do Bahrein. Ele acordou com sintomas leves e também recebeu a notícia que uma pessoa com quem estava na semana anterior ao GP, em Dubai, tinha contraído o vírus.

O inglês chegou a gravar um vídeo, na terça (8, comemorando o fato de que tinha, finalmente, conseguido malhar, depois de passar por “uma das semanas mais difíceis”. Na mensagem, ele deixou clara sua intenção de voltar caso tivesse condições.

Isso significa que George Russell vai voltar ao seu cockpit na Williams, e Jack Aitken ficará de fora do grid. Russell foi a grande sensação da última corrida, classificando-se em segundo e liderando boa parte da prova até que um erro da Mercedes nos boxes, e depois um pneu furado, lhe tirassem a chance de vitória. Russell chegou em nono lugar e fez a volta mais rápida da prova.

Visto como o sucessor natural de Hamilton na Mercedes e também no automobilismo britânico, uma vez que foi campeão em todas as categorias por que passou antes de chegar na F-1, Russell deve ser contratado pelo time alemão em 2022, mas não esconde que gostaria de ter a chance mais cedo. A Mercedes tem Valtteri Bottas contratado para 2021 e está finalizando as negociações para a renovação do acordo de Hamilton.(Fonte: Folha de PE/Esportes)