| Última edição: 18/01/21 - 17:36

Home Notícias Coronavírus Mônica, 1ª vacinada, diz que quer voltar a 'beijar, abraçar e ir...

Mônica, 1ª vacinada, diz que quer voltar a ‘beijar, abraçar e ir ao cinema’

Compartilhe:

(Foto: Reprodução/TV Globo)

A enfermeira de 54 anos e primeira pessoa vacinada em território brasileiro, Mônica Calazans, disse hoje a Fátima Bernardes que espera voltar a ter sua rotina de vida quando a imunização em massa com a vacina ocorrer. Defendendo a vacinação e alertando sobre sua importância, Mônica lembrou que ela é que pode trazer segurança para toda a população.

“É uma consciência coletiva. Se todos pararem para pensar e se vacinar direitinho, se eu não tive problemas — e tenho comorbidades —, a população não vai ter. Com todo mundo vacinado, eu vou poder beijar, abraçar, apertar a mão, ir ao cinema e ter minha vida de volta”, disse no “Encontro com Fátima Bernardes”.

A enfermeira negra e moradora da zona leste de São Paulo se tornou a primeira pessoa vacinada com a CoronaVac, desenvolvida entre a farmacêutica chinesa Sinovac e o Instituto Butantan.

Ontem, após a Anvisa liberar o uso emergencial desta vacina e, também, da desenvolvida pela Universidade de Oxford com a Fiocruz, Mônica foi escolhida para receber a primeira dose. Ela disse hoje que pessoas antivacinas devem lembrar que já foram imunizados no passado.

“Mudar a cabeça dessa pessoa é difícil. Se ela não tem nenhum problema de saúde hoje é porque ela já tomou vacina um dia. Se ela não teve complicação de sarampo, de doença de infância, foi vacinado lá atrás. Por que não se vacinar hoje?”.

(Foto: Governo de São Paulo/Divulgação)

Segundo ela, faz 10 meses que deixou de frequentar locais, como o cinema, em razão da pandemia de coronavírus.

A profissional revela não demonstrar medo porque precisa acolher seus pacientes. “O paciente, quando me procura, ele precisa ser acolhido. A humanização precisa nesse momento. Mas lógico que não dou oportunidade, me protejo, uso máscara, avental, evito sair de casa. Sair para balada, cinema, faz exatamente 10 meses que não faço”, contou.

Sobre seu nome entrar para um momento histórico, Mônica disse que não pensou na fama quando foi ser vacinada. Não imaginava que ia ter a repercussão. Não fui lá com a intenção de aparecer. Fui para salvar vidas, a chance que a gente tem é com a vacina. A vacina vai ajudar muita gente”. (Fonte: TV & Famosos)