asdasdasdasd

Governo retoma reuniões com caminhoneiros e transportadoras

por Milena Pacheco 30 de Julho de 2019 às 17:17
categoria: Nacional

A expectativa é que um acordo seja fechado até o final da semana

O governo federal retomou hoje (30) as reuniões com caminhoneiros, transportadoras e embarcadores para tentar um acordo em torno da tabela de frete mínimo de transporte de carga rodoviário. A decisão de continuar as tratativas, para evitar uma possível paralisação dos caminhoneiros, foi anunciada, na semana passada, pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. Essa nova rodada de reuniões deve acontecer até amanhã (31) e a expectativa do governo é que um acordo seja fechado até o final desta semana.

Marcelo Camargo/Agência Brasil

De acordo com a assessoria do Ministério da Infraestrutura, as reuniões vão ocorrer o dia inteiro, a portas fechadas. Na quarta-feira (24), o ministro disse que a proposta que está na mesa envolve a realização de "acordos coletivos" entre a categoria e transportadoras e embarcadores para resolver uma das principais reivindicações dos caminhoneiros, um ajuste no piso mínimo de frete de transporte rodoviário de cargas para prever a possibilidade de lucro para os caminhoneiros autônomos.

Segundo os caminhoneiros, a resolução da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), suspensa no dia 22 de maio, só trazia a previsão do custo mínimo para o frete, deixando de fora a remuneração do caminhoneiro autônomo pela carga transportada. A resolução suspensa determinava que o cálculo do piso mínimo passaria a considerar 11 categorias na metodologia.

De acordo com o ministro, os acordos devem ser fechados com cada um dos segmentos, inclusive para resolver demandas pontuais de cada um deles. A proposta de consenso também prevê a revisão dos custos mínimos da tabela a cada seis meses e que os acordos tenham periodicidade de um ano.

A ideia é fazer uma espécie de acordo coletivo entre cada uma das 11 categorias com os segmentos de embarcadores e transportadoras. Pela proposta em negociação, alguns itens seriam revistos na tabela para incluir custos, que de acordo com os caminhoneiros não foram considerados. Na outra ponta, os representantes dos segmentos fariam um acordo sobre o percentual de remuneração a ser aplicado no cálculo do frete. (Fonte: agenciabrasil/Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil)

 

 


Pai que desviou dinheiro de tratamento do filho virou sócio de casa de prostituição

por Milena Pacheco 30 de Julho de 2019 às 11:24
categoria: Nacional

Novos detalhes do golpe aplicado por Mateus Henrique Leroy Alves, de 37 anos, que desviou dinheiro arrecadado para o tratamento do próprio filho, chocam ainda mais. Em interrogatório, o homem confirmou que repassou R$ 50 mil para o dono de uma casa de prostituição em Salvador (BA) para ser sócio do local. As investigações já confirmaram que aproximadamente R$ 600 mil arrecadados para ajudar o garoto foram gastos pelo pai.  

Foto: Ramon Lisboa/EM

O inquérito que investiga o caso deve ser concluído até quinta-feira (1°/8). Segundo o Delegado Daniel Gomes, responsável pelo caso, as apurações devem continuar para identificar como o dinheiro foi gasto por Mateus. “R mil é um valor muito alto. Por mais que esteja gastando demais. Já conseguimos encontrar R$ 50 mil, que foi investido na casa de prostituição. Vamos continuar analisando o histórico bancário para tentar onde foi investido e bloquear”, disse. 

O investimento na casa de prostituição foi confirmado pelo próprio Mateus durante depoimento. “Durante a conversa, ele confirma que realmente repassou R$ 50 mil para o dono de uma casa de prostituição em Salvador para ele entrar de sócio. Ele ficaria responsável para levar mulheres de Minas para tarbalhar lá”, explica o delegado. As mulheres ficariam em um apartamento alugado e teriam que repassar parte do dinheiro arrecadado para o homem. 

Vida de luxo 

Segundo a polícia, Mateus vivia uma verdadeira vida de luxo em Salvador. Ele morava em um apart hotel de frente para a praia e gastava a quantia da vaquinha feita na Internet com festas, roupas, correntes de ouro e até maconha. As investigações começaram no início de julho, quando a mãe da criança, diagnosticada com Atrofia Muscular Espinhal (AME), doença degenerativa que requer a compra de um medicamento cuja dose custa R$ 365 mil, procurou a delegacia de Conselheiro Lafaiete. 

No total, eram quatro contas-correntes, sendo duas administradas pela mãe e duas pelo suspeito. Mateus Henrique tinha as senhas da mulher e, por meio delas, fazia transferências para suas contas a partir dos sistemas de internet banking. Ele acabou preso em 22 de julho na Bahia. Em conversa com a imprensa, Mateus disse que era vítima de extorsão.(Fonte: diariodepernambuco/Foto: Ramon Lisboa/EM)


Nova regra pode tornar FGTS opção mais rentável da renda fixa

por Milena Pacheco 29 de Julho de 2019 às 10:53
categoria: Nacional

O governo anunciou que, a partir deste ano, o lucro do FGTS será dividido de forma integral entre os contribuintes. Entre 2015 e 2018, o repasse era de 50% da rentabilidade. Com a novidade, a rentabilidade do fundo - que é de 3% ao ano, mais a Taxa Referencial (que está zerada) - vai subir. De acordo com cálculos do economista Alexandre Cabral, professor no IBMEC São Paulo, isso pode fazer do fundo a opção mais lucrativa dentre os produtos de renda fixa do mercado brasileiro, superando a caderneta de poupança, o CDB vendido pelos bancos médios, o Tesouro Selic e até os fundos DI.

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Os cálculos do economista levam em conta a manutenção da meta da Selic, a taxa básica de juros da economia, que está em 6,5% ao ano desde março de 2018. No cenário atual, a rentabilidade líquida do FGTS com divisão total dos lucros deve ficar em 6,20% considerando um aporte de R$ 500 por 360 dias. Isso significa que, após um ano, o saldo chegaria a R$ 531, com ganho de R$ 31.

Os dados de Cabral apontam na mesma direção dos números divulgados pelo Ministério da Economia. A previsão do governo também é de que a rentabilidade do FGTS chegue a 6,20% ao ano. Segundo a pasta, em 2018, o ganho para o trabalhador teria sido de 7% com a regra atual - bem acima dos 5,6% que de fato ocorreram. 

Ainda segundo as projeções de Cabral, o melhor investimento depois do FGTS seria a o Certificado de Depósito Bancário (CDB), com rentabilidade de 104% do CDI, geralmente pago por bancos de médio porte. O ganho do CDB é de R$ 27,49, com rentabilidade líquida de 5,5%. A diferença entre o FGTS e o CDB parece pouca, mas quem optar pela poupança - que tem a pior rentabilidade entre os produtos analisados - pode ter um ganho de apenas 4,84% ao final de um ano. 

Cabral alerta que os cálculos consideram o cenário atual. "Lucro passado pode não ser lucro futuro. Não há uma promessa de que todas essas taxas vão continuar valendo amanhã", explica. Ainda assim, é provável que o FGTS continue sendo a melhor opção nos próximos meses, se as expectativas para a Selic e CDI se confirmarem. 

O boletim Focus mais recente, divulgado pelo Banco Central no início de julho, previu que a Selic no fim do ano deve estar em 5,5%. Já o CDI nos próximos meses deve chegar a 5,43%, segundo o mercado. Neste cenário de queda dos índices, a projeção de Cabral é de que o CDB recuaria para um rendimento líquido de 4 66% ao ano. Já a poupança deve cair para 3,87%. 

FGTS x CDB

Apesar dos rendimentos atraentes do FGTS, a planejadora financeira pessoal Eliane Tanabe, do instituto Planejar, alerta para o tempo que o recurso deve ficar investido no fundo. Para ela, por não poder contar com o dinheiro no momento em que o investidor precisar, o FGTS pode não compensar. "Se a opção for ficar preso no FGTS para buscar essa rentabilidade, de que eu vou abrir mão?" Ela lembra que o CDB, mesmo que fique um pouco abaixo no retorno oferecido em relação ao FGTS, pode ser sacado a qualquer momento. Tanabe acrescenta que o CDB pode apresentar ganhos maiores do que o FGTS, dependendo da instituição emissora do título. É preciso procurar entre as instituições menores.

A coordenadora do curso de Economia do Insper, Juliana Inhasz, alerta que o FGTS foi criado como uma "poupança forçada" para proteger o trabalhador. "Como é um aporte baixo, a pessoa pode achar que não vai fazer falta e gastar. Mas a ideia é que o dinheiro seja para comprar uma casa ou se aposentar, ter uma velhice mais tranquila." 

Uma opção de uso dos recursos é o pagamento dívidas. Segundo pesquisa do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), 40% dos brasileiros têm dívidas de até R$ 500, valor liberado pelo programa Saque Certo. Para a economista Paula Sauer, a retirada do fundo não pode ser uma decisão impulsiva. "Se os R$ 500 não quitarão as dívidas nem serão suficientes para comprar bens de consumo duráveis, esse dinheiro não também pode estimular a compra de bens de consumo de curtíssimo prazo." (Fonte: Diariodepernambuco/Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil)


Morre jovem atacada com ácido sulfúrico pelo ex-companheiro em PE

por Milena Pacheco 26 de Julho de 2019 às 13:40
categoria: Nacional

Mayara Estefanny Araújo, de 19 anos, estava internada desde o crime

Morreu, na noite desta quinta-feira (25), a jovem que foi atacada por ácido sulfúrico pelo ex-companheiro, William César dos Santos Junior, de 30 anos, e por um amigo dele, Paulo Henrique Vieira dos Santos, de 23 anos, no dia 4 de julho no bairro de Nova Descoberta, Zona Norte do Recife, em Pernambuco. 

Mayara Estefanny Araújo, de 19 anos, estava internada no Hospital da Restauração, no Recife, desde o crime. Segundo parentes, o sepultamento será nesta sexta-feira (26), no município de Limoeiro.

Tentativa de feminicídio 

A delegada responsável pelo caso, Bruna Falcão, entendeu que o ex-marido teve a intenção de matar a jovem contando com a ajuda do amigo e, por isso, os dois foram indiciados por feminicídio, com outras duas qualificadoras: meio cruel e emboscada.

Denúncias da vítima contra o suspeito

Antes de ter ácido sulfúrico atirado contra o seu corpo, a vítima registrou três boletins de ocorrência contra o ex-companheiro. O primeiro, em 13 de maio, quando ela foi física e verbalmente agredida por ele. Na ocasião, foi solicitada uma medida protetiva, mas o acusado não foi localizado e não recebeu a notificação da medida.

Em 23 de maio, ela voltou à delegacia para registrar o segundo boletim de ocorrência. Desta vez, ele havia enviado para a irmã dela um vídeo de conteúdo violento, relacionado ao assassinato de uma mulher e dizendo que não faria isso com ela apenas por ser mãe do filho dele.

O episódio que resultou no terceiro boletim de ocorrência teve início com uma briga entre a vítima e a atual mulher do suspeito. A duas trocaram agressões em uma parada de ônibus. A vítima contou o acontecido para a mãe do suspeito, ele revoltou-se com a atitude dela (em envolver a mãe dele), afirmando que a ex-companheira iria pagar. "A mãe dele respondeu dizendo que se ele fosse fazer algo contra a ex-companheira, teria de fazer contra ela também porque antes de ser mãe dele ela era mulher também e não admitia aquele tipo de violência", detalhou a delegada.

Em 1º de junho, a vítima registrou o terceiro boletim de ocorrência. Apenas em 5 de junho, a notificação de medida protetiva foi entregue ao suspeito. Pai tinha acesso ao filho "Ele insiste na versão de que não é verdade que ele não se conformava com o fim do relacionamento, inclusive alega que havia voltado a viver com a sua esposa e que por isso não havia revolta dele na posição dela de não querer mais se relacionar. Isso tudo tem se desmentido pelas testemunhas que ouvimos. A própria mãe do suspeito foi escutada na unidade policial e disse que o acesso ao filho do casal era permitido pela ex-mulher dele sempre, então essa versão também não se sustenta", explicou a delegada.

Relembre

O crime aconteceu na última quinta-feira (4) no bairro de Nova Descoberta, Zona Norte do Recife. A mulher subia uma escadaria, para ir à casa da mãe, quando foi abordada pelo suspeito e o comparsa dele. Segundo testemunhas, o casal teve um relacionamento de 4 anos e tem um filho de 2 anos. "Todo mundo que estava na escadaria foi ajudar ela. Botaram água, porque disseram que estava saindo fogo do rosto dela", contou a irmã da vítima. (Fonte: correio24horas/Foto: Reprodução Internet)


Bafômetro passivo: Novo aparelho detecta embriaguez por respiração

por Milena Pacheco 24 de Julho de 2019 às 16:23
categoria: Nacional

Uma novidade pode complicar ainda mais a vida dos condutores de veículos infratores que costuram combinar álcool e direção. Novos aparelhos de detecção de alcoolemia, os chamados bafômetros, foram distribuídos para a Polícia Rodoviária Federal (PRF).

Foto: Tânia Rêgo/ Agência Brasil

Os chamados “bafômetros passivos” detectam a presença de álcool sem a necessidade de soprar no aparelho. “O aparelho facilita bastante o nosso trabalho por questão de agilidade porque o motorista não precisa descer do carro. Na aproximação da cabine do veículo você consegue fazer a detecção da presença de álcool. Ele tem uma sensibilidade bem grande e ganha nessa agilidade”, explicou o porta-voz da PRF-RJ, José Hélio Macedo a reportagem da Agência Brasil.

O bafômetro passivo apenas indica o consumo de álcool, mas não mede a quantidade no organismo da pessoa, o que é necessário para a aplicação da multa. Por isso, em caso de positivo, será preciso fazer o teste à moda antiga.

Por enquanto a novidade deve ser utilizada somente no estado do Rio de Janeiro, que adquiriu os aparelhos. No entanto, nada impede que os demais estados, como Pernambuco e Bahia, optem pelo bafômetro passivo para otimizar o trabalho da PRF.

Fonte: Blog Nossa Voz


PF prende 4 hackers que invadiram celular de Moro

por Milena Pacheco 23 de Julho de 2019 às 17:41
categoria: Nacional

A Polícia Federal abriu Operação Spoofing nesta terça-feira, 23, contra um hacker que invadiu o celular do ministro da Justiça, Sérgio Moro. A ação foi determinada pelo juiz da 10ª Vara Federal de Brasília, Vallisney de Souza Oliveira.

 AFP/Arquivos

A PF cumpre quatro mandados de prisão temporária e sete de busca e apreensão em São Paulo, em Araraquara e Ribeirão Preto.

“As investigações seguem para que sejam apuradas todas as circunstâncias dos crimes praticados”, informou a PF.

Spoofing é um tipo de falsificação tecnológica que procura enganar uma rede ou uma pessoa fazendo-a acreditar que a fonte de uma informação é confiável quando, na realidade, não é. A operação mira uma ‘organização criminosa que praticava crimes cibernéticos’.

Moro teve o aparelho desativado em 4 de junho, após perceber que um dia antes ele havia sido alvo de ataque virtual. O celular do ministro foi invadido por volta das 18h da terça-feira, 4. Ele só percebeu após receber três telefonemas do seu próprio número. O ex-juiz, então, acionou investigadores da Polícia Federal, informando da suspeita de clonagem.

O celular do ministro foi invadido por volta das 18h do dia 4. Ele só percebeu após receber um telefonema do seu próprio número. Ao atender, a ligação ficou muda. O ex-juiz, então, acionou investigadores da Polícia Federal que ficam a sua disposição, informando da suspeita de clonagem. O último acesso de Moro ao aparelho foi registrado no WhatsApp às 18h23 daquele dia. (Fonte: IstoÉ)


Insatisfeito com trabalho, homem simula sequestro e foge com R$ 20 mil

por Milena Pacheco 19 de Julho de 2019 às 09:03
categoria: Nacional

Suspeito estava descontente com os cortes de pontos feitos pela empresa, por ter sido preso por violência doméstica

Um homem, que disse ter sido vítima de sequestro, teve a prisão decretada pela Justiça do Estado de Goiás. Marinaldo Ribeiro Milhomem, de 32 anos, trabalhava como motorista de empresa de transporte e portava cerca de R$ 20 mil no dia em que a polícia teve conhecimento do suposto crime, em junho. Após trabalho de investigação, ficou comprovado que ele havia fugido com o dinheiro.

Foto: PMGO/Divulgação

Os motivos que o levaram a cometer o crime também surpreenderam. De acordo com as apurações conduzidas pelo delegado Carlos Levergger, da 5ª Delegacia de Polícia de Aparecida de Goiânia, Milhomem estava descontente com os cortes de pontos feitos pela empresa, por ter sido preso dias antes por violência doméstica.

Após as apurações, a Polícia Civil concluiu pelo indiciamento e decretação da prisão preventiva do motorista. Os investigadores concluíram que ele é responsável pela subtração dos valores mediante abuso de confiança. Se condenado, poderá pegar até oito anos de reclusão.

O caso

Marinaldo fazia entregas em Trindade (GO). Em 8 de junho de 2019, o caminhão carregado de bebidas que ele dirigia foi encontrado no bairro Ilda, em Aparecida de Goiânia (foto em destaque). A chave e o mapa com o roteiro de entregas estavam dentro do veículo.

A Polícia Militar foi acionada pela própria empresa, que notou o desvio na rota do caminhão. A carga carregada pelo acusado era avaliada em R$ 34 mil. Parte dos produtos foi encontrada no caminhão.

No cofre do veículo, havia um cheque no valor de R$ 10 mil. O ajudante do motorista, à época, afirmou aos supervisores que Marinaldo não estava colocando o dinheiro em espécie no cofre, como era o procedimento. Diante disso, a empresa constatou a falta de R$ 20 mil, que foram encontrados com o suspeito. (Fonte: metropoles/Foto: PMGO/Divulgação)

 


Consumidor poderá bloquear ligações de empresas de telecom

por Milena Pacheco 15 de Julho de 2019 às 10:03
categoria: Nacional

Na plataforma on-line naomeperturbe.com.br será possível se cadastrar para não receber mais chamadas do telemarketing

A partir de terça-feira começa a funcionar o cadastro para o bloqueio de ligações de telemarketing das empresas de telecomunicações. Na plataforma on-line naomeperturbe.com.br será possível cadastrar o número de telefone para não receber mais chamadas de todas as empresas signatárias do acordo com a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel): Algar, Claro, Oi, Nextel, Sercomtel, Sky, TIM e Vivo.

Os detalhes ainda serão fechados, nesta segunda-feira, em uma reunião entre a Anatel e o SindiTelebrasil (que reúne as empresas do setor), mas a proposta é que, no site do Cadastro Nacional de Não Perturbe, o consumidor possa bloquear as chamadas indesejadas tanto por operadora como por tipo de serviço — telefonia fixa, celular, internet e TV por assinatura. Mas ainda não se sabe se todas as funcionalidades estarão disponíveis já na terça-feira.

Segundo a Anatel, estudos de mercado estimam que ao menos um terço das ligações indesejadas no Brasil tem por objetivo a venda de serviços de telecomunicações.

— Já fui muito incomodado. Eles deveriam ligar para quem já demonstrou interesse em algum de seus serviços, não para os que já disseram não querer — queixa-se o aposentado Manoel Meirelles, de 72 anos.

Monitoramento contínuo

Não à toa, a Anatel pressionou o setor para apresentar uma solução para o problema. A plataforma é a primeira de gestão das empresas no país.

— A implementação da lista nacional de “não perturbe” busca proteger o consumidor do comportamento das empresas. O monitoramento da Anatel não será interrompido — afirma o presidente da agência, Leonardo Euler de Morais. 

O descumprimento do bloqueio feito via cadastro é passível das multas regulamentares da agência, que podem chegar a R$ 50 milhões, de acordo com a gravidade.

Diretor executivo do SindiTelebrasil, Carlos Duprat diz que, pela primeira vez, as empresas sentaram-se à mesa para uma decisão conjunta relativa à estratégia comercial:

— Nosso setor é muito competitivo. Como o consumidor pode levar seu número para onde for, o tempo todo há mudanças, por isso existe uma briga muito grande entre as empresas para conquistar esse cliente. Mas percebemos que essa estratégia está afetando a nossa imagem. O cadastro é bastante simples e transparente, atendendo ao desejo do consumidor.

Para a advogada Bianca Macário, de 25 anos, bloquear as chamadas indesejadas terá efeito sobre a sua produtividade no trabalho:

— Já interrompi reunião para atender uma ligação insistente, e era telemarketing.

Para Luciano Timm, titular da Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon), que vem trabalhando em parceria com Anatel no tema, a solução apresentada para as empresas de telecomunicações poderá ser ampliada para outros setores. (Fonte: midianews/Foto: Reprodução)


Morre o jornalista Paulo Henrique Amorim

por Milena Pacheco 10 de Julho de 2019 às 10:10
categoria: Nacional

Morreu na madrugada desta quarta-feira (10) o jornalista Paulo Henrique Amorim ao 77 anos. O jornalista sofreu um infarto fulminante, em casa, no Rio de Janeiro.

Foto: Reprodução Rede Record

Ele trabalhou em diversas redações. Seu último emprego foi na TV Record, mas estava fora do ar desde o mês passado, quando foi afastado do programa Domingo Espetacular.

Paulo Henrique estreou no jornal A noite, em 1961. Depois foi trabalhar em Nova York, como correspondente internacional da revista Realidade e, posteriormente, da revista Veja.

Na televisão, passou pela extinta TV Manchete e pela TV Globo, também como correspondente internacional. Em 1996, foi para a TV Bandeirantes, onde apresentou o Jornal da Band. Depois, foi para a TV Cultura. Em 2003, foi contratado pela TV Record, onde apresentou o Jornal da Record. Ajudou a criar a revista eletrônica Tudo a Ver na emissora. Depois, assumiu a apresentação do Domingo Espetacular, onde ficou até junho deste ano. 

Amorim deixa uma filha e a mulher, Geórgia Pinheiro. (Fonte:  informações R7/Foto: Reprodução Rede Record)


Pai é suspeito de tentar estrangular filha de um ano

por Milena Pacheco 8 de Julho de 2019 às 16:00
categoria: Nacional

Ele teria tentado enforcar a criança com uma abraçadeira de plástico

Um homem foi preso nesta sexta-feira (5) após tentar estrangular a filha de um ano e sete meses. Na ocasião, ele tentou enforcar a criança com uma abraçadeira de plástico. O caso aconteceu na casa do homem em União do Norte (MT). As informações são da TV Centro América. 

Foto: Divulgação

À TV, a polícia militar informou que o patrão do suspeito encontrou a menina com uma presilha no pescoço e o pai com uma faca na mão desmaiado, ao lado da filha. Ele teria tentado cometer suicídio após tentar enforcar a filha. 

Além do pai, a mãe da criança também foi conduzida pra a delegacia acusada de ter abandonado a criança. A menina ainda ainda permanece internada.  (Fonte: Ibahia)