asdasdasdasd

Em visita a Petrolina, Manuela d'Ávila diz que não vai abrir mão de candidatura por aliança da esquerda

por Gabriela Canário 10 de Junho de 2018 às 12:44
categoria: Nacional

A pré-candidata à Presidência da República, Manuela d'Ávila, esteve nas cidades de Petrolina e Juazeiro neste domingo onde cumpriu agendas políticas. Em coeltiva de imprensa, ela falou do desejo de ocupar o mais alto cargo do executivo no país e, diferentemente do que tem anunciado a imprensa nacional, a política negou a possibilidade de abrir mão da candidatura para uma possível aliança entre partidos da esqueda, podendo até mesmo apoiar o ex-presidente Lula, dizendo que não existe plano B.

"Eu nunca trabalhei na minha vida com plano B. Esse é o meu plano A, o meu plano e o plano do meu partido. Para nós, nem eu e nem meu partido estamos em primeiro lugar. Em primeiro lugar estão o Brasil e o povo brasileiro. O meu plano A é ser candidata a presidente da República", destacou. 

Atual deputada estadual no Rio Grande do Sul, Dávila comentou ainda sobre a atual situação política no Brasil, destacando que é necessário unir o povo brasileiro. Ela falou do papel dos partidos de esquerda diante da crise, destacando que as decisões do Partido dos Trabalhadores não causa imapcto na decisão dela. Entretanto, a pré-candidata não descarta a aliança. Questionada se existe a possibilidade da candidatura ser apenas do PC do B, ela disse que o partido nunca gostou de andar só. Mas se restringiu em não dizer quais seriam os partidos passivos dessa movimentação.