asdasdasdasd

O Perfil em notícia

por Nélia Lino 16 de Novembro de 2018 às 17:27
categoria: Perfil

A matriarca Carmelita Santos foi homenageada pelos filhos Valdenice Aquino, Vandirlene Silva (duquinha) e Valdemir Santos que comemoraram seu 80 anos reunindo, genros, nora, netos e bisnetos além de familiares e amigos íntimos. (Norma Aquino) 

Alzir Brasileiro "quarentou" e comemorou bem ao seu estilo super alto astral. Não poderia faltar um toque "celebrity", ola só o backdop com assinatura e caricatura do aniversariante. Parabém Alzyr!!! (Divulação)

'Gente que realiza sonhos' acontece no Colonial Vitória em Petrolina. O evento, totalmente gratuito, é uma realizaçãoda equipe blog Dois é Par, e reúne profissionais do ramos de festas tendo como foco principal noivinhas. Dia 22 proximo, a partir das 19h, inscrições WatsApp (87) 999133201 e (74) 988467712. O cerimonial Nélia Lino participa do 'Bate papo' com as noivinhas, agradecemos o convite.(Divulgação) 

A artista plástica Suzana Azevedo expõe em Petrolina/PE. A mostra 'Movimento e Expressões´ fica o looby da FTC até o dia 18 desse mês com visitação aberta ao público. O convite partiu do marchand e arquiteto Cosme Cavalcanti, coordenador do curso de Arquitetura da referida faculdade e representante da artista através de sua Tenda Artes Galeria. (Divulgação)

Miucha Lino/Vianei Bezerra comemoram o 1º aninho da filha Maria recebendo familiares e amigos. A elogiada decoração ‘Jardim da Maria” foi assinada pelo tio Trajano Lino Decoração e Eventos. (Leonardo Carvalho)

A confraternização de fim de ano do grupo 'Amigas Phinas' aconteceu em ritmo de Chá da vovó Nélia Lino e aniversário de Káthia Valéria Freire. O local foi os jardins da residência da bisa Inah Tôrres, ambientado e decorado pela titia Aílen Lino, Luiza e a mamãe Letícia Diniz Lino, recepcionaram o grupo Rosário Cavalcanti, Dolores raga, Betinha canejo, Telma Rosendo, Fidelma Maniçoba, Edileuza Diniz, Gilma Elpídio e as convidadas Amélia Maia e a tivó Norma Aquino, junto com esta colunista. (Divulgação)


Ministério vai lançar edital para repor vagas de médicos cubanos

por Gabriela Canário 16 de Novembro de 2018 às 15:40
categoria: Cotidiano

Agência Brasil

O Ministério da Saúde anunciou nesta quarta-feira (14) que vai lançar um edital nos próximos dias para médicos que queiram ocupar as vagas que serão deixadas pelos profissionais cubanos que integram o programa Mais Médicos.

“Será respeitada a convocação prioritária dos candidatos brasileiros formados no Brasil seguida de brasileiros formados no exterior”, diz a nota encaminhada à imprensa na tarde de hoje.

A pasta recebeu nesta manhã (14) o comunicado da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), no qual o governo cubano informa que vai deixar de participar do programa Mais Médicos. Segundo o ministério, 8.332 vagas são ocupadas por esses profissionais. “O governo federal está adotando todas as medidas para garantir a assistência dos brasileiros atendidos pelas equipes da Saúde da Família que contam com profissionais de Cuba”, diz o comunicado.

O governo de Cuba informou que deixará de fazer parte do programa. A justificativa é que as exigências feitas pelo governo eleito são “inaceitáveis” e “violam” acordos anteriores. O presidente eleito Jair Bolsonaro disse, na sua conta do Twitter, que a permanência dos cubanos está condicionada à realização do Revalida pelos profissionais, que é o exame aplicado aos médicos que se formam no exterior e querem atuar no Brasil. 

Procurada pela reportagem, a Opas, que intermediou o convênio entre Brasil e Cuba para vinda dos médicos cubanos, diz que foi comunicada pelo governo de Cuba sobre a decisão de não continuar participando do programa e informou o Ministério da Saúde brasileiro. “Devemos ter mais detalhes nos próximos dias. Assim que os tivermos, divulgaremos", diz nota encaminhada à Agência Brasil.


Desertores do Mais Médicos lutam na Justiça por trabalho no Brasil

por Gabriela Canário 16 de Novembro de 2018 às 15:36
categoria: Cotidiano

Pelo menos 150 médicos cubanos desertores do programa federal lutam na Justiça para poder clinicar no Brasil de forma independente, fora do acordo entre Brasil e Cuba, ganhando salário integral. Esse grupo de profissionais moveu ações contra o Ministério da Saúde, o governo cubano e a Organização Panamericana de Saúde (Opas), segundo o advogado André de Santana Corrêa, que defende os estrangeiros.

Ele diz que, com a decisão de Cuba de sair do Mais Médicos, mais profissionais devem tentar permanecer no Brasil. "Desde ontem (anteontem, quarta-feira (14)), recebi muitas ligações de interessados em entrar com processo para ficar no Brasil", afirmou.

De acordo com o advogado, o principal argumento usado é o respeito ao princípio da isonomia. "Por que eles recebem um salário menor que os outros estrangeiros se fazem exatamente o mesmo trabalho que os outros médicos?", questionou o defensor.

Do total de ações movidas por ele, cinco já tiveram liminares favoráveis aos médicos. "O problema é que quando chega nas instâncias superiores, indeferem porque sabem que causaria colapso econômico ao governo ter que pagar o salário integral a todos os médicos", disse.

O cubano R. abandonou o programa em 2017 e foi um dos que entraram na Justiça para tentar trabalhar como médico fora do acordo de cooperação. "Não achava justo ficarmos apenas com 25% do salário. Além disso, casei com uma brasileira e tive um filho. Queria continuar aqui", disse ele, que hoje vive em um município da região Norte. Enquanto espera a resposta judicial, sobrevive com a renda de um pequeno comércio que montou na cidade com a esposa.

R. diz que, por ter abandonado o programa, é considerado um desertor pelo governo cubano e está impedido de entrar em seu país pelos próximos oito anos. "Tenho um filho lá e não posso visitá-lo nem tenho condições financeiras para trazê-lo", contou. 

Agência Estado 


Antigo presidente do PSL barganhava cargos influenciado pelo “engenheiro maquiavélico da política”, diz Gabriel

por Karine Paixão 16 de Novembro de 2018 às 13:43
categoria: Polêmica

Apontando uma suposta manobra do antigo presidente do Comitê Provisório do PSL em Petrolina, Júlio Costa, o vereador Gabriel Menezes garante ter salvado a legenda de se tornar moeda de troca na cidade. Segundo Menezes, influenciado pelo suplente de vereador e integrante da administração municipal, Alvorlande Cruz, Costa passaria o partido para a base do prefeito Miguel Coelho na busca por cargos. Em entrevista ao Nossa Voz na manhã desta sexta-feira (16), Gabriel ainda assegurou que Júlio Costa foi avisado previamente da sua destituição do comando da agremiação.

“Eu queria dizer que foi justamente para evitar uma rasteira no PSL de Petrolina, naqueles que foram candidatos a vereador que eu fui até Recife e antecipei o que só faria no início do próximo ano. O partido estava sendo negociado, oferecido ao prefeito Miguel Coelho, ao senador Fernando Bezerra Coelho em troca de cargos na gestão municipal”, explicou.

Ainda de acordo com Menezes, ação de suposta barganha foi realizada apenas por dois integrantes do partido, apontando Júlio Costa como principal interessado. “Por quem mais? Comeu corda do engenheiro dos cálculos, o engenheiro Alvorlande. Quem é o engenheiro maquiavélico da política de Petrolina? O ex-vereador Alvorlande que é o primeiro suplente do PSL. Ele deu corda a Júlio Costa e foram, logo que Bolsonaro ganhou a eleição no segundo turno, flertar com Miguel Coelho. Então queria dizer para esses senhores que arrumem outro partido para negociar com quem quer que seja, o PSL não. Tenho a honra em dizer que sou o novo presidente do PSL em Petrolina, o vice-presidente é ninguém mais ninguém menos do que o coronel da reserva do Exército, que foi comandante do 72 BI, Heuvétius Marques”.

O parlamentar ainda revela que não é a primeira vez que tentam levar o partido para a base do prefeito. “Tentaram tomar o PSL da coligação do candidato Ednaldo Lima, fizeram tudo para tirar o partido da coligação de Ednaldo e não conseguiram. Porque Luciano Bivar e Luciano Amaral são homens de palavra”.

Questionado sobre a declaração de Costa, que afirmou ao Nossa Voz que contestaria a mudança de comando na executiva nacional, Gabriel se mostra tranquilo. “Ele fique à vontade, pode espernear pode correr atrás. O presidente anterior disse que não foi comunicado. Eu estava em Recife na semana passada. Passei a quarta e a quinta-feira e somente na quinta, no fim do dia publiquei i vídeo que gravei junto ao presidente estadual, Marcos Amaral. Ele já havia, no início daquela tarde comunicado. Ele falta com a verdade quando diz que não foi comunicado. Queria que ele mostrasse pelo menos o Whatsapp que foi enviado e inclusive respondeu”.


Pesquisa confirma liderança isolada da Grande Rio FM e do programa Nossa Voz em Petrolina

por Karine Paixão 16 de Novembro de 2018 às 12:55
categoria: Grande Rio FM

Confirmando sua liderança absoluta em audiência, a Rádio Grande Rio FM é a escolha de 63% dos moradores de Petrolina, segundo aponta a pesquisa feita pela Referência Consultoria e Pesquisa. Divulgada nesta sexta-feira (16) no programa Nossa Voz, os números revelam um crescimento de 12,7% em relação a aferição feita em 2015. A consulta destaca ainda a audiência do Nossa Voz, apontado como preferido por 71% da população. 

“Toda a nossa grade de programação foi avaliada, hora em hora, de segunda a sexta, no final de semana. Então a gente vem com uma pesquisa qualitativa e quantitativa e que os indicadores são só melhores em que cada programação, de hora em hora a Grande Rio FM tem mais de 50% de audiência no seguimento FM em cada programa. Esse número se repete da pesquisa que fizemos anteriormente também com o Instituto Referência Consultoria e Pesquisa de 2015. Isso a gente confirma, graças a Deus é um índice que se mantém. Mas generalmente falando, no horário rotativo, nós crescemos de forma significativa, de 50,3% a gente sobe para 63%”, detalha a diretora das Rádio do Sistema Grande Rio de Comunicação, Ana Amélia Lemos. 

A pesquisa ouviu homens e mulheres de todas as classes que declaram sua preferência pela emissora. Isso comprova que, mesmo com as alternativas disponíveis com oferta de programação musical, a Rádio Grande Rio FM se mantém na preferência dos ouvintes. “O motivo da realização da pesquisa é conhecer melhor os nossos clientes para poder oferecer o melhor que ele deseja. Essa é a razão da pesquisa, ajustar a nossa programação, estar permanentemente ouvindo o ouvinte através de uma pesquisa, entender o que quer através da nossa programação. Porque grande parte da nossa programação tem a participação do ouvinte, seja através do Nossa Voz com a ligação do ouvinte quando a gente presta serviço à comunidade, ouvindo o que a comunidade clama, seja num pedido musical, seja através do Whatsapp, através das redes sociais em tantas plataformas digitais que a rádio hoje alcança”, reforça a diretora.

Nossa Voz

Ciente da responsabilidade vinda com a liderança absoluta no horário, a apresentadora do noticiário, Neya Gonçalves garante que o índice de 71% não trará comodidade. “Inclusive estamos com várias novidades previstas para o próximo ano. Uma delas já foi anunciada. Através da parceria com a TGI Consultoria em Gestão, em breve teremos comentários dos consultores Fábio Menezes e Tiago Siqueira que trarão um panorama socioeconômico atualizado de Pernambuco e do Brasil. Além disso, novos  projetos vão integrar o nosso calendário de ações nos 30 anos da Grande Rio FM”. 

 


Gabriel Menezes engrossa discurso e rebate acusações de 'rasteira' dentro do PSL: 'inconformados'

por Gabriela Canário 16 de Novembro de 2018 às 11:49

Desde que assumiu a presidência do Partido Socialista Liberal em Petrolina, o vereador Gabriel Menezes recebeu duras críticas e foi até mesmo acusado de dar uma “rasteira” no ex-presidente da Comissão, Julio Costa. O pedido, ele explica, ocorreu ainda no primeiro semestre deste ano, do próprio presidente estadual do PSL, Marcos Amaral. “É mais um desafio que nos é delegado e a gente vai cumprir como a gente sempre tem feito na vida. Seja no dia a dia ou na política”, pontuou Gabriel.

Agora, é hora de arrumar a casa. A comissão está formada e tem nomes já conhecidos em Petrolina, como por exemplo, o da ex-secretária da Mulher de Petrolina, Maria dos Anjos, que atuou na gestão do ex-prefeito Julio Lossio. “O PSL terá um trabalho grandioso, responsável e cuidado para somar e dar respostas que Petrolina precisa e aguarda. Estamos organizando em Petrolina o partido, como vamos fazer em todo o Sertão do estado”, explicou Menezes.

O parlamentar respondeu ainda as acusações que tem recebido desde que assumiu a gestão e, diferente do que foi dito, ele afirmou que não se acha o responsável pelos votos obtidos para o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) dentro de Petrolina. “Assumi na semana passada, e diferente do que alguns inconformados colocaram, falando até em rasteira, foi justamente para evitar uma rasteira no PSL de Petrolina que eu fui até Recife e antecipei o que eu faria apenas ano que vem. Eu queria dizer que arrumem outro partido para negociarem, o PSL não. Eu nunca me intitulei e nem acho que sou pai de vitória de quem quer que seja. Eu tenho a honra de dizer que somei, dei minha parcela de contribuição. A campanha de Bolsonaro foi feita pelo povo. Foi o povo do Brasil quem decidiu mudar e a gente tem sorte em participar dessa história”, disse Menezes.

Comissão Provisória do PSL em Petrolina:

Presidência – Gabriel Menezes (vereador);

Vice-presidência - Helvétius Marques (Coronel da reserva do Exército Brasileiro e ex Comandante do 72º BI);

Secretário-geral – Rogério Silva (comunitário);

1ª Secretária – Maria dos Anjos (ex-secretária da Mulher)

Tesoureiro – Cleiton Alves

Tesoureiro - Clênio Leite (Produtor de audiovisual).


Receita paga 6º lote de restituições nesta sexta-feira

por Gabriela Canário 16 de Novembro de 2018 às 09:33
categoria: Nacional

A Secretaria da Receita Federal paga nesta sexta-feira (16) as restituições referentes ao 6º lote do Imposto de Renda de Pessoas Físicas de 2018. Este lote também inclui restituições residuais de 2008 a 2017. As consultas foram liberadas no último dia 9.

Ao todo, serão pagos R$ 1,9 bilhão a 1.142.680 contribuintes. Desse total, R$ 1,675 bilhão referem-se ao sexto lote do IR de 2018, que contemplará 991.153 contribuintes.

O valor das restituições é corrigido pela Selic (taxa básica de juros). A correção vai de 4,16% (correspondente a 2018) a 106,28% (correspondente a 2008)

CONSULTE O SITE DA RECEITA

Para saber se teve a declaração liberada, o contribuinte também pode ligar para o número 146.

Do valor total de restituições, a Receita Federal informou que R$ 206 milhões referem-se aos contribuintes idosos, com mais de 60 anos, ou com alguma deficiência física, mental ou moléstia grave, além daqueles cuja maior de renda seja o magistério.

A Receita Federal recebeu 29.269.987 declarações do Imposto de Renda dentro do prazo legal neste ano, número acima da expectativa inicial de receber 28,8 milhões de declarações em 2018.

Malha fina

No mês passado, a Receita Federal informou que foram notificados, por meio de cartas, cerca de 383 mil contribuintes que caíram na malha fina, para cobrar débitos no valor de R$ 300 milhões.

Nos últimos anos, a omissão de rendimentos foi o principal motivo para cair na malha fina, seguido por inconsistências na declaração de despesas médicas.

Para saber se está na malha fina, os contribuintes podem acessar o "extrato" do Imposto de Renda no site da Receita Federal no chamado e-CAC (Centro Virtual de Atendimento).

Para acessar o extrato do IR é necessário utilizar o código de acesso gerado na própria página da Receita Federal, ou certificado digital emitido por autoridade habilitada.

Após verificar quais inconsistências foram encontradas pela Receita Federal na declaração do Imposto de Renda, o contribuinte pode enviar uma declaração retificadora. Quando a situação for resolvida, o contribuinte sai da malha fina e, caso tenha direito, a restituição será incluída nos lotes residuais do Imposto de Renda.

G1


Tensão marca 1º depoimento de Lula sobre sítio

por Gabriela Canário 16 de Novembro de 2018 às 09:28
categoria: Nacional

O primeiro interrogatório do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso na Operação Lava Jato, com a substituta do juiz Sérgio Moro, a juíza federal Gabriela Hardt, foi marcado por um clima de tensão. Na audiência, que durou ontem quase três horas, a magistrada chegou a advertir o petista logo no início do depoimento. Foi a primeira vez que o ex-presidente deixou a Superintendência da Polícia Federal desde que foi preso, em 7 de abril, após ser condenado em segunda instância no processo que envolve o triplex do Guarujá.



Nesta ação, o ex-presidente - que disse ontem que não sabia do que era acusado e alegou ser vítima de uma "farsa" - é réu no caso do sítio de Atibaia por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Segundo a acusação, o petista recebeu propina das empreiteiras OAS e Odebrecht por meio de reformas no sítio, que está em nome do empresário Fernando Bittar, também réu na ação - ao todo são 13 acusados. As obras teriam custado cerca de R$ 1 milhão.



"O senhor sabe do que está sendo acusado?", questionou a juíza, seguindo o rito dos interrogatórios a que são submetidos todos os réus. "Não", respondeu o petista, para, em seguida, dizer que estava disposto a responder a toda e qualquer pergunta. "Eu sou dono do sítio ou não?", questionou.



"Isso é o senhor que tem que responder e não eu", rebateu Gabriela. "E eu não estou sendo interrogada nesse momento." Após ser interrompida por Lula, que insistia em fazer perguntas, a juíza afirmou: "Senhor ex-presidente, se começar nesse tom comigo, a gente vai ter problema."



Tanto os delatores da Odebrecht como o ex-presidente da OAS José Aldemário Pinheiro, o Léo Pinheiro, afirmaram em juízo que executaram serviços em benefício do petista. Pinheiro chegou a dizer que o sítio era de Lula, o que ex-presidente nega.



Na segunda-feira passada, Bittar havia dito a Gabriela que a ex-primeira-dama Marisa Letícia, morta em fevereiro de 2017, "ia tocar a obra" no sítio e o pecuarista José Carlos Bumlai, amigo de Lula, faria a reforma. Segundo Bittar, Marisa "tinha autonomia" para coordenar as obras.



As reformas do sítio teriam sido feitas em três etapas. A primeira, sob comando de Bumlai no valor de R$ 150 mil, a segunda da Odebrecht, de R$ 700 mil - ambas em 2010 - e uma terceira obra na cozinha, pela OAS, de R$ 170 mil - em 2014 -, em um total de R$ 1,02 milhão.



"Agora ficou fácil citar o nome da dona Marisa, porque ela morreu", afirmou Lula. "Tenho muita dúvida se dona Marisa pediu para fazer a reforma. Tenho muita dúvida. Como ela não está aqui para se explicar, eu fico com a minha dúvida."



Lula disse ainda que "tem a tranquilidade de dizer que não sabe quanto custou a reforma". Segundo ele, só "quem pode dizer isso é quem é o dono do sítio."



O petista também se exaltou quando foi questionado sobre propinas pagas no âmbito de contratos da Petrobrás e a criação de um suposto caixa do PT, que teria sido administrado pelo ex-tesoureiro da sigla João Vaccari. 



"O senhor não acredita, mas foi lhe dito nos outros depoimentos sobre quantidades de valores devolvidos por diretores e gerentes da Petrobrás relativos a propinas e os valores em contas bloqueadas de políticos no exterior", afirmou Gabriela. Lula respondeu: "Aí é caixa deles, na verdade eles ganhavam um prêmio. Nunca foi tão fácil ser ladrão nesse País. Você rouba, aí depois faz a delação e fica com um terço do roubo ou dois terços do roubo".



A juíza reagiu quando Lula sugeriu amizade entre Sérgio Moro e o doleiro Alberto Youssef, delator das Operações Lava Jato e Banestado. "Ele não vai fazer acusações a meu colega aqui", disse.



Acusações rebatidas



Em nota divulgada ontem, o advogado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Cristiano Zanin Martins, disse que durante seu depoimento o petista "demonstrou perplexidade" e reforçou "indignação por estar preso sem ter cometido crime".



"Lula apresentou em seu depoimento a perplexidade de estar sendo acusado pelo recebimento de reformas em um sítio situado em Atibaia que, em verdade, não têm qualquer vínculo com a Petrobrás e que pertence de fato e de direito à família Bittar, conforme farta documentação constante no processo", escreveu o advogado. 



Na sequência, o advogado afirma que Lula - "preso sem ter cometido qualquer crime" - estaria "sofrendo uma perseguição judicial por motivação política materializada em diversas acusações ofensivas e despropositadas para alguém que governou atendendo exclusivamente aos interesses do País".

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.


Assinada ordem de serviço para construção de Central de Produtos Orgânicos em Petrolina

por Gabriela Canário 16 de Novembro de 2018 às 09:22
categoria: Cotidiano

Um passo importante foi dado para potencializar a comercialização de produtos orgânicos em Petrolina. Na manhã desta quarta-feira (14), foi assinada pela prefeitura e Codevasf a ordem de serviço para início das obras da Central de Comercialização de Produtos Orgânicos na cidade.

A solenidade aconteceu no Centro de Convenções, no gabinete do secretário de Desenvolvimento Econômico e Agrário, José Batista da Gama e contou com as presenças de representantes da Codevasf e da Associação de Produtores e Produtoras Orgânicos do Vale do São Francisco (Aprovasf). A Central de Comercialização funcionará no bairro Areia Branca e dará suporte aos produtores deste segmento.

Para a construção do equipamento serão investidos cerca de R$ 258 mil.


Prefeitura reabre inscrições para Seleção Simplificada da Casa Bolsa

por Gabriela Canário 16 de Novembro de 2018 às 09:18
categoria: Oportunidade

A Prefeitura de Petrolina reabriu o prazo de inscrições na Seleção Simplificada para contratação temporária de profissionais que atuarão como entrevistador/digitador do Cadastro Único (CadÚnico) e do Programa Bolsa Família. A partir de agora, os candidatos também terão a opção de se inscrever online, através do site da prefeitura: http://petrolina.pe.gov.br/processo-seletivo-casa-bolsa/ entre os dias 19 e 23 de novembro. 

Ao todo, 20 vagas estão disponíveis para atender às demandas da sede e do interior do município, além de cadastro reserva. A seleção será realizada em uma única etapa de caráter eliminatório e classificatório, mediante análise curricular e experiência profissional. A seleção está sendo coordenada pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (Sedesdh).

Quem optar pela inscrição presencial, deve se dirigir até a Secretaria de Juventude e Direitos Humanos, localizada no Parque Municipal Josepha Coelho, das 8h às 13h. A lista de documentos e demais orientações estão descritas no edital disponível no Diário Oficial da Prefeitura de Petrolina (edição do dia 13/11 – link abaixo). No momento da inscrição, os candidatos deverão anexar os documentos solicitados em PDF.

O resultado final deve sair em janeiro do próximo ano. Não será cobrada taxa de inscrição para participação neste Processo Seletivo Público Simplificado. Vale ressaltar que o candidato que já efetuou a inscrição de forma presencial no prazo estabelecido anteriormente não será prejudicado e não precisará efetuar a inscrição de forma online.

Link do Diário Oficial do dia 13/11/18 – Errada do Edital 02/2018

http://doem.org.br/pe/Petrolina/diarios/previsualizar/w2V3dlNe?filename=DOE-pe_petrolina-ed.2032-ano.8.pdf&_cb=20181113170137

Link do Diário Oficial do dia 18/11/18 – Edital 02/2018 completo

http://doem.org.br/pdf.js/web/viewer.html?file=http%3A%2F%2Fdoem.org.br%2Fpe%2FPetrolina%2Fdiarios%2Fbaixar%2Fg3aBl3V1%2FDOE-pe_petrolina-ed.2015-ano.8.pdf%3F_cb%3D20181018170003%23page%3D1&__t=1808021600