asdasdasdasd

Prova do concurso público da Compesa será aplicada neste domingo (22)

por Karine Paixão 19 de Julho de 2018 às 09:39
categoria: Oportunidade



A prova do concurso público da Companhia Pernambucana de Saneamento (Compesa) será aplicada neste domingo, dia 22 de julho, no Recife. A disputa ocorrerá por meio de prova escrita objetiva tanto para as vagas de nível superior quanto para as vagas de nível médio e médio técnico. Os concorrentes às vagas de nível superior realizarão a prova das 8h às 12 horas (horário oficial do Recife). Para nível médio e médio técnico, os concorrentes terão o período das 14h30 às 18h30 para fazer a prova. Os candidatos podem consultar os locais de prova acessando o site da organizadora do concurso, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) – http://fgvprojetos.fgv.br/concursos/compesa2018. Também está disponível no site a relação completa de candidatos por vaga para todas as especialidades ofertadas. O concurso é realizado para o preenchimento de 63 vagas, das quais 14 são reservadas para pessoas com deficiência.

O concurso público da Compesa 2018 tem quase 29,5 mil pessoas inscritas, número que superou os dois últimos certames realizados pela companhia nos anos de 2016 e 2014 que registraram cerca de 11,1 mil e 15 mil inscrições, respectivamente. As vagas mais concorridas são nível médio, mais especificamente para o cargo de Assistente de Saneamento e Gestão – Assistente de Gestão e Serviços Comerciais com lotação no interior do Estado, cada unidade com uma única vaga ofertada: Caruaru, Garanhuns, Paudalho e Vitória de Santo Antão. A vaga mais concorrida do concurso público é a ofertada para Caruaru com 1.684 candidatos na disputa, seguida pela de Paudalho com 1.168 candidatos por vaga, e a de Garanhuns com a proporção de 1.024 candidatos por vaga.

Das vagas que exigem nível superior, a especialidade mais concorrida foi a de Analista de Gestão – Administrador com 661 candidatos por vaga. O segundo emprego mais disputado foi de Analista de Saneamento – Engenheiro Civil com 342 candidatos por vaga, seguido pelo de Analista de Saneamento – Engenheiro Químico com 310 candidatos por vaga. Para mais informações ou dúvidas, a FGV disponibilizou o telefone 0800 2834628 e o e-mail concursocompesa2018@fgv.br.

Os salários para as vagas disponibilizadas variam de R$ 1.442,36 a R$ 6.743,28. Além da remuneração inicial, os empregados da  Compesa recebem os benefícios de vale-alimentação ou refeição (R$ 704,00), auxílio-educação e plano de saúde, plano odontológico (empregado e dependentes) e previdência privada – sendo estes três últimos benefícios opcionais. Os contratados serão submetidos ao regime jurídico estabelecido pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e prevê o cumprimento da carga horária de 200 horas, por mês. O prazo de vigência do concurso será o período de um ano, sendo prorrogável por mais um ano. As primeiras contratações estão previstas para o ano de 2019.


Prorrogadas inscrições para cursos do Qualifica Mais

por Gabriela Canário 16 de Julho de 2018 às 15:00
categoria: Oportunidade

Foram prorrogadas as inscrições para os novos cursos do Qualifica Mais que se encerrariam hoje e agora os interessados têm até o dia 30 de julho para se inscrever. Os cursos do programa são oferecidos pela Prefeitura de Juazeiro, através da Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (SEDES)

Nesta etapa, são 7 cursos em diversas áreas: eletricista instalador residencial de baixa tensão, mecânico de refrigeração e climatização, pedreiro, pintor de obras, princípio de segurança dos alimentos, reciclador e operador de trator. As inscrições podem ser feitas nas sedes dos 5 CRAS do município, nos bairros Quidé, Malhada da Areia, João Paulo II, Itaberaba e Tabuleiro.

O objetivo do Qualifica Mais é promover capacitação e gerar oportunidade de emprego e renda beneficiando prioritariamente, os usuários da Assistência Social. Para se inscrever nos cursos do Qualifica Mais é necessário estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal e ser beneficiário do Programa Bolsa Família. Ao todo, o programa irá capacitar mais de 800 jovens através de 34 cursos ministrados pelo SENAI. Outras informações podem ser obtidas através do número 3612 3077.


Fundo PIS-Pasep: consulta a saldo com valor reajustado começa nesta segunda

por Gabriela Canário 16 de Julho de 2018 às 09:48
categoria: Oportunidade

Os beneficiários dos Fundos PIS-Pasep que não sacaram os recursos no mês passado poderão consultar o saldo do dinheiro que têm a receber a partir desta segunda-feira (16). Os valores virão com correção de 8,9741%. A próxima etapa de saques das cotas começa em agosto.

Quem sacou as cotas do Fundo PIS-Pasep no mês passado não recebeu a correção. Quem tiver o saldo na conta de R$ 1.000, por exemplo, vai receber R$ 1.089,74.

Tem direito a receber o Fundo PIS-Pasep quem trabalhou com carteira assinada na iniciativa privada ou foi servidor público civil ou militar entre 1971 e 1988. A média de valor para cada beneficiário é de R$ 1.375, mas o Ministério do Planejamento afirma que o valor a ser recebido depende de quanto tempo a pessoa trabalhou no período em que vigorou o fundo.

As contas do PIS, vinculadas aos trabalhadores do setor privado, são administradas pela Caixa Econômica Federal. Já as do Pasep, vinculadas aos servidores públicos, são administradas pelo Banco do Brasil.

 Caixa e o BB divulgaram em junho o calendário de saques para os beneficiários de todas as idades. A liberação dos saques para quem tem menos de 60 anos vale somente até o dia 28 de setembro.

Depois dessa data, volta a valer a regra de liberação dos saques somente para os casos de aposentadoria, idade a partir de 60 anos, invalidez (inclusive do dependente), morte do cotista (habilitando o herdeiro a sacar) e algumas doenças graves, como câncer, aids, Parkinson e tuberculose (incluindo o dependente). Nesses casos, é possível fazer os saques a qualquer momento, sem necessidade de seguir cronograma, e o prazo continua aberto por tempo indeterminado.

Como as cotas do Fundo PIS-Pasep vigoraram durante um período específico, muitos beneficiários desconhecem esse direito e, no caso de morte do cotista, os herdeiros também não sabem que têm direito ao dinheiro.

Desde que o governo passou a ampliar o limite de idade para a liberação do dinheiro, os saques têm ficado abaixo do esperado. Segundo levantamento do Ministério do Planejamento, apenas 6,3% do valor total previsto no 1º lote do calendário de saques do Fundo PIS-Pasep foi sacado por quem tem menos de 60 anos. E somente 5,2% dos beneficiários desse grupo retiraram o dinheiro.

Calendário

O governo liberou o saque para quem tem a partir de 57 anos entre os dias 18 e 29 de junho. Em julho, haverá a pausa operacional do Fundo PIS/Pasep para que haja a correção dos valores do exercício, e não serão permitidos saques.

A partir de 14 de agosto, começa o pagamento para os cotistas de todas as idades. E no dia 28 de setembro termina o período de flexibilização para cotistas com menos de 60 anos.

G1


Curso de gestão de almoxarifado está com inscrições abertas em Petrolina, PE

por Gabriela Canário 12 de Julho de 2018 às 08:51
categoria: Oportunidade

A unidade regional da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (FIEPE), em Petrolina, iniciou nesta segunda-feira (9) o processo de inscrições para o curso de ‘Gestão de Almoxarifado’. Capacitação que ocorrerá das 8h às 17h, nos dias 20 e 21 de julho, na sede da entidade, no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI). Assistentes, analistas e gestores são o público alvo, mas há espaço para profissionais que desejam atuar na área.

A quantidade de vagas é limitada e se dará por ordem de inscrições, feitas através do site (www.fiepe.org.br) ou dos telefones: (87) 3861.0554/ 9 9109.4005. Também serão aceitas as inscrições presenciais, na FIEPE. Com carga horária de 36 horas/aula, o curso tem como objetivo atender a demanda de empresários do Sertão do São Francisco que vêm sentido uma necessidade maior por capacitações nos processos de gestão e controle de materiais nos almoxarifados de suas empresas.

Entre os assuntos principais, o instrutor Severino Gomes vai abordar a logística de suprimentos, estrutura funcional do almoxarifado, documentos e relatórios, inventário físico, gestão de qualidade, layout, controle, recebimento, armazenamento e distribuição de material. Os participantes também serão convidados a realizar uma visita técnica, em que observarão na prática a metodologia correta e mais eficiente a ser executada em almoxarife.

O instrutor

Severino Gomes é tecnólogo em Logística com MBA em Administração e Logística e em Gestão da Produção Industrial. É especializado em Engenharia de Produção. Consultor empresarial da área de gestão e negócios da FIEPE, Gomes é ainda professor efetivo do Instituto Federal da Bahia (IFBA) e instrutor contratado do Centro de Excelência de Fruticultura do SENAR, em Juazeiro (BA). Severino também foi professor na área de Gestão do SENAI.

Outras informações podem ser obtidas através do email: regionalsaofrancisco@fiepe.org.br ou pelo WhatsApp: (87) 9 9109.4005.


Empresa do Vale do São Francisco investe R$ 30 mi em nova fábrica

por Gabriela Canário 12 de Julho de 2018 às 08:48
categoria: Oportunidade

 

Com um investimento de R$ 30 milhões, o Grupo Icofort Agroindustrial inaugura, oficialmente, no dia 13 de julho, em sua sede, na cidade de Juazeiro/BA, a mais moderna planta industrial de processamento de óleos vegetais e produção de margarina e gordura vegetal da região Nordeste. A indústria é a primeira projetada para produção de alimentos livre de gordura hidrogenada. 

 

O novo parque industrial, localizado no Vale do São Francisco, já entrou em operação e se soma a outras duas unidades, de Juazeiro e Luís Eduardo Magalhães, ambas na Bahia. Juntas, possuem 282,5 mil m² de área. Líder no Nordeste no processamento de caroço de algodão (transformando em óleos, línter, torta e farelo animal), a empresa passa a gerar 500 empregos diretos e 1.200 indiretos. A ampliação do seu parque fabril dá fôlego ao projeto de expansão da participação no mercado food service brasileiro com seus óleos especiais, margarinas livres de gordura hidrogenada e gorduras vegetais. 

 

Por safra, o parque fabril da Icofort pode processar até 240 mil toneladas de caroço de algodão, mais de 3 milhões de sacas de ingredientes para nutrição animal, mais de 1 milhão de caixas de óleo comestível, 7 mil toneladas de línter, 30 mil toneladas de óleo bruto de algodão e 60 mil toneladas de óleo refinado a granel. De acordo com dados da empresa, desde 2000, ano de sua fundação, a Icofort já forneceu mais de dois milhões de caixas de óleo ao mercado e seis milhões de sacas de ingredientes para nutrição animal. 

 

Além da potência produtiva, a Icofort possui uma moderna logística de frotas própria e terceirizada. Para atender a todo território nacional, a empresa investiu numa frota terrestre de carretas, trucks , bi-trens tanques, furgões e graneleiros.

 

Qualidade dos produtos

A qualidade e eficiência dos produtos já foram descobertas por grandes marcas e redes nacionais que usam a produção da Icofort. “Fabricamos o mais puro óleo do algodão. Um óleo cheio de saudabilidade, rico em vitamina E, Ômegas 3 e 6. Deixa os alimentos mais secos, crocantes e saborosos. O mercado está muito receptivo aos nossos produtos”, explica o diretor-presidente da empresa, Décio Alves Barreto Júnior.

 

O diretor comercial da empresa, Luis Fernando Dias destaca ainda o bom aproveitamento da matéria prima e conta que, após a extração do óleo, os resíduos dos caroços são transformados em farelo e torta de algodão, ingredientes para a nutrição animal de elevado valor energético. “A torta e o farelo podem ser consumidos por bovinos, caprinos, ovinos e ruminantes. Rico em proteína, óleo, fibras e de eficiente digestão, este alimento é garantia de aumento na produção de leite e ganho de peso para o gado”, atesta o diretor.

 

 

Mais sobre a Icofort Agroindustrial

 

A Icofort AgroIndustrial é hoje a maior empresa nordestina especializada em processamento e beneficiamento de sementes do algodão e de diversos tipos de óleos vegetais. “Estamos trabalhando muito nos processos e modernização. Sem falar que temos o diferencial da sustentabilidade. Aproveitamos totalmente a nossa matéria prima e devolvemos em forma de alimento. Isso é uma ação de responsabilidade ambiental”, pontua Luis Fernando. 

 

Além do algodão, que é o 'carro chefe', a Icofort também processa óleos de palma e soja como também pode refinar óleos especiais de canola, girassol, palma e outros. “A Icofort está pronta para continuar crescendo, transformando matéria prima da natureza em alimento, e fazendo a diferença na vida das pessoas” concluiu o executivo, que destaca, também, a responsabilidade social da companhia - foi certificada como 'Amiga da Criança' pela Fundação ABRINQ, que tem como missão promover a defesa dos direitos e o exercício da cidadania de crianças e adolescentes. 

 

A gestão inovadora tem um destaque especial na área do capital humano, que também tem recebido grandes investimentos. “O trabalho aqui é realizado com paixão, dedicação e competência; gerando desenvolvimento, oportunidades, conquistas, reconhecimentos, e, é claro, felicidade”, analisou o executivo de RH da Icofort, Osvaldo Souza. Ele destaca a contribuição das pessoas que trabalham nas unidades e o impacto vital nesse processo de inovação e crescimento. “ Temos investido e acreditado em pessoas apaixonadas pelo que fazem e engajadas em nossa cultura. Com uma estrutura organizacional mais fluida e horizontal, permitimos uma comunicação mais ágil e efetiva com nosso time. E isso tem gerado os melhores resultados”, finalizou.

 

A atuação da Icofort está dividida em três áreas: mercado de alimentos com a linha de óleos de cozinha, mercado de transformação (Flor de Algodão, Flor de Palma e Flor de Soja) e gorduras vegetais e margarinas Megachef; divisão de nutrição animal com tortas e farelos de algodão; e comércio internacional com exportações de línter (base e matéria-prima na fabricação de placas de vídeo, viscose, papel moeda, telas de LCD e LED, esmaltes e até em propulsores sólidos de foguetes). “Cumprimos com dedicação a missão de selecionar a melhor matéria prima da natureza e transformá-la 100% em produtos de extrema qualidade”, afirma o diretor-presidente da empresa, Décio Alves Barreto Júnior.


Prefeitura de Petrolina inicia segundo semestre com oportunidade de qualificação

por Gabriela Canário 9 de Julho de 2018 às 10:00
categoria: Oportunidade

A Prefeitura de Petrolina está ofertando para a população da cidade novas oportunidades de capacitação. A partir desta segunda-feira (9), os interessados já podem se inscrever nos cursos de Informática Básica e Violão para iniciantes. As aulas serão ministradas através do Programa ‘Qualifica Petrolina’, sem nenhum custo para a comunidade. 

As vagas são para pessoas acima dos 12 anos (para o curso de violão) e acima de 15 anos (para o curso de informática básica) que estejam inscritos no Cadastro Único (CadÚnico). A iniciativa, coordenada pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, está disponibilizando 30 vagas para as turmas de Informática Básica (três no total) e 20 vagas para a turma de Violão. 

As inscrições serão realizadas entre os dias 9 e 13 de julho (ou até o preenchimento das vagas), das 7h às 17h, na Secretaria Executiva da Juventude e Direitos Humanos, localizada no Parque Municipal Josepha Coelho. Para realizar a inscrição é preciso levar cópias e originais da Carteira de Identidade (RG), CPF, comprovante de residência e o número do NIS. 

As aulas serão ministradas entre os meses de julho e agosto, na sede da Secretaria Executiva da Juventude e Direitos Humanos, no Parque Municipal Josepha Coelho. Outras informações podem ser obtidas através do telefone (87) 3862-1508.  

De acordo com a secretária executiva de Juventude e Direitos Humanos, Bruna Ruana, o segundo semestre de 2018 deve manter o ritmo de oferta de qualificação para os petrolinenses. “O Qualifica Petrolina é um projeto do prefeito Miguel Coelho que vem dando resultados positivos, preparando nossos jovens para o mercado de trabalho, fazendo com que a nossa mão de obra  esteja cada vez mais qualificada” destaca.


Plano Safra 18/19 libera mais de R$ 190 bilhões e vai beneficiar agricultores do Vale do São Francisco

por Gabriela Canário 4 de Julho de 2018 às 12:23
categoria: Oportunidade

Ótima notícia aos agricultores de nossa região: o Plano Safra 18/19 está com um volume maior do que o previsto. Com isso, o Governo Federal deve liberar quase R$ 194,5 bilhões para médios e grandes produtores – um aumento de 3,2% em relação ao ano passado.

Em entrevista ao Nossa Voz, o Superintendente Regional de Varejo do Banco do Brasil, Eliézio Vasconcelos, explicou as novidades do programa e ainda os benefícios, como a redução de juros, para quem investe em agricultura. Para Petrolina, serão cerca de 400 milhões de reais para investimentos na agricultura. “Nós tivemos [redução de juros] do ano passado para cá e isso refletiu nos investimentos no agronegócio. A gente está falando de uma redução em média de 1.5 percentuais na maioria das linhas. Será algo em torno de 400 milhões de reais aqui para os agricultores do Vale do São Francisco”, destacou.

Para a presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Agricultura Familiar Regional, Isália Damasceno, benefícios como esses facilitam o investimento de produtores rurais, destacando que estes estão desenvolvendo melhor. “A gente vê no sentindo de melhor a vida de cada agricultor. A gente vê que o município hoje está bem melhor, os agricultores estão se desenvolvendo melhor. A gente avalia como positivo. Esperamos que esse número multiplique”, enfatizou a representante.

Presente no evento, o vice-presidente da Associação Brasileira dos Produtores Exportadores de Frutas e Derivados – a ABRAFRUTAS – Guilherme Coelho, destacou a importância desses investimentos na região do Vale do São Francisco, destacando também a responsabilidade dos pequenos e médios agricultores, que geram emprego e renda para várias famílias, fortalecendo a economia do país. “Quem faz esse país crescer é o agronegócio: é o pequeno, médio, grande e a agricultura familiar e nós temos o 3º maior PIB agro do Brasil, então o Banco do Brasil tem uma participação grande nisso. Agricultura gera renda, é quem coloca comida na mesa das pessoas e isso é importante para o crescimento do país, principalmente na geração de emprego. A gente precisa de investimentos para que a agricultura seja cada vez mais eficiente”, avaliou.

Os recursos do Plano Safra 18/19 estarão disponíveis até o dia 30 de junho do ano que vem.


Facape abre inscrições de processo seletivo para professor substituto

por Gabriela Canário 4 de Julho de 2018 às 08:41
categoria: Oportunidade

Estão abertas as inscrições para o Processo Seletivo Simplificado para professor substituto da Faculdade de Ciências Aplicadas e Sociais ( Facape).  Serão oferecidas 10 vagas nas áreas de Administração, Economia, Direito Público e Privado, Informática, Matemática, Serviço Social. Para participar os candidatos devem realizar as inscrições até o dia 12 de Julho via internet, através do site da Instituição, efetuar o pagamento da taxa de R$ 120,00 e apresentar os documentos exigidos no edital. 

Os candidatos serão submetidos a duas etapas: na primeira com prova de conhecimentos e desempenho didático, que consiste apresentação de uma aula com duração de 50mim, perante a Banca Examinadora e na segunda uma avaliação curricular de títulos, que acontece no dia 19/07. 

Os interessados que desejem solicitar isenção na taxa de inscrição têm até o dia 05 de julho e devem preencher o requerimento, junto com os documentos exigidos no edital e enviar para o e-mail: concursosimpificado@nti.facape.brTodas as informações e orientações sobre o Processo Seletivo estão descritas no edital, que pode ser acessado no link: https://bit.ly/2tQLQa3.


Fundo PIS-Pasep: quem trabalhou com carteira assinada entre 1971 e 1988 tem direito

por Gabriela Canário 27 de Junho de 2018 às 09:32
categoria: Oportunidade

Quem trabalhou com carteira assinada na iniciativa privada ou foi servidor público civil ou militar entre 1971 e 1988 tem direito a receber o Fundo PIS-Pasep. O governo divulgou um calendário para que os menores de 60 anos possam fazer os saques. A primeira etapa de saques termina nesta sexta-feira (29) para quem tem a partir de 57 anos.

Calendário de saques do Fundo PIS-Pasep para quem tem menos de 60 anos (Foto: Reprodução/GloboNews)

Calendário de saques do Fundo PIS-Pasep para quem tem menos de 60 anos (Foto: Reprodução/GloboNews)

Esse recurso, que até o ano passado podia ser sacado apenas por pessoas com mais de 70 anos, aposentados, portadores de doenças graves ou herdeiros dos beneficiários, foi liberado para qualquer idade. Mas os saques terão de ser feitos até o dia 28 de setembro.

O governo prevê que 28,7 milhões de pessoas tenham direito a R$ 39,3 bilhões. Dessas, 16,1 milhões têm menos de 60 anos. A média de valor para cada beneficiário é de R$ 1.375, mas o Ministério do Planejamento afirma que o valor a ser recebido depende de quanto tempo a pessoa trabalhou no período em que vigorou o Fundo PIS-Pasep.

VEJA PERGUNTAS E RESPOSTAS

No ano passado, o governo decidiu estender a idade dos beneficiários, primeiro para o mínimo de 65 anos no caso dos homens e 62 no caso das mulheres, e depois reduziu para 60 anos a idade mínima para recebimento.

Na semana passada, o governo autorizou que todos os brasileiros que receberam esse dinheiro entre 1971 e 1988 pudessem retirá-lo. A Caixa Econômica Federal é responsável por pagar o dinheiro aos funcionários da iniciativa privada, e o Banco do Brasil paga os servidores públicos.

Os fundos do PIS e do Pasep funcionaram de 1971 a 1988 e davam direito ao trabalhador de receber o rendimento das cotas e sacar o dinheiro em caso de aposentadoria, doença grave ou ao completar 70 anos.

A partir de outubro de 1988, após a promulgação da Constituição, a arrecadação do PIS-Pasep passou para o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT), que paga o seguro-desemprego e abono salarial, e para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que faz empréstimos a empresas.

Em meio à mudança, muitos que tinham direito ao dinheiro não sacaram os recursos. Por isso, o governo tem ampliado o limite de idade e estipulado calendários para incentivar os saques e injetar dinheiro na economia.

Os saques para aposentados, idosos com idade a partir de 60 anos e herdeiros de cotistas falecidos continuarão liberados, após terminar o calendário para quem tem menos de 60 anos.

Como as cotas do Fundo PIS-Pasep vigoraram durante um período específico, muitos beneficiários desconhecem esse direito e, no caso de morte do cotista, muitos herdeiros também não sabem que têm direito ao dinheiro.

87% ainda não sacaram

Até maio, 3,6 milhões de beneficiários com idade a partir de 60 anos haviam sacado R$ 5 bilhões, restando 25 milhões de pessoas para sacar o total de R$ 34,3 bilhões, ou seja, 87% do total tanto de beneficiários como de valores, segundo levantamento do Ministério do Planejamento.

No caso dos cotistas que têm menos de 60 anos, os do PIS são 13,6 milhões, com direito a receber R$ 13,8 bilhões, segundo a Caixa. O total de cotistas, levando em conta também quem tem mais de 60 anos, é de 21,3 milhões, totalizando R$ 28,1 bilhões.

No caso do Banco do Brasil, são 2,4 milhões de participantes com idade inferior a 60 anos, em um total de R$ 2,3 bilhões. O BB administra 3,67 milhões de cotas do Pasep, totalizando R$ 6,1 bilhões.

 

Calendário

 

Calendário do Fundo PIS-Pasep da Caixa e BB (Foto: Igor Estrella/G1)

Calendário do Fundo PIS-Pasep da Caixa e BB (Foto: Igor Estrella/G1)

A Caixa e o Banco do Brasil divulgaram este mês o calendário de saques para os beneficiários de todas as idades.

Segundo os dois bancos, nesta primeira etapa serão contemplados cerca de 4,7 milhões de cotistas, no total de R$ 8,61 bilhões - 2,9 milhões com direito ao PIS (R$ 4 bilhões) e 1,8 milhão com direito ao Pasep (R$ 4,61 bilhões). Nesse balanço, a Caixa contabiliza os cotistas com idades entre 57 e 59 anos, e o Banco do Brasil, todos os cotistas com idade a partir de 57 anos.

Os beneficiários poderão sacar o dinheiro diretamente nas agências até esta sexta-feira (29). Depois os pagamentos ficarão suspensos até o dia 7 de agosto.

A partir de 8 de agosto, recebem o dinheiro em conta os correntistas de todas as idades da Caixa e BB, no total de R$ 5 bilhões.

E a partir do dia 14 de agosto, estão liberados os saques para os cotistas de todas as idades, incluindo os que não realizarem o saque na primeira etapa. Todos esses beneficiários com menos de 60 anos terão até o dia 28 de setembro para sacar o dinheiro.

Quem deixar para sacar as cotas do Fundo PIS-Pasep em agosto terá os saldos das contas corrigidos com base no rendimento obtido nos últimos 12 meses pelo fundo, e a estimativa é de um aumento entre 8% e 10%. Por exemplo, quem tiver o saldo na conta de R$ 1.000 vai receber de R$ 1.080 a R$ 1.100. A correção aplicada no ano anterior foi de 8,9%.

Depois do dia 28 de setembro, volta a valer a regra de liberação dos saques somente para os casos de aposentadoria, idade a partir de 60 anos, invalidez (inclusive do dependente), morte do cotista (habilitando o herdeiro a sacar) e algumas doenças graves, como câncer, aids, Parkinson e tuberculose (incluindo o dependente).

Nesses casos, é possível fazer os saques a qualquer momento, sem necessidade de seguir cronograma, e o prazo continua aberto por tempo indeterminado.


Prefeitura divulga lista dos novos beneficiários do Bolsa Família em Petrolina

por Gabriela Canário 11 de Junho de 2018 às 16:51
categoria: Oportunidade

Foi divulgada nesta segunda-feira (11), a relação de 800 novas famílias contempladas pelo Programa Bolsa Família em Petrolina. A lista com os nomes dos novos beneficiários está disponível no site oficial da prefeitura: www.petrolina.pe.gov.br. e é referente ao mês de junho. 

Os beneficiários que identificarem o seu nome na relação devem comparecer à agência da Caixa Econômica, localizada no centro de Petrolina, e apresentar um documento original com foto além do Número de Inscrição Social (NIS). 

Em Petrolina, cerca de 1200 cartões do Programa Bolsa Família foram emitidos, mas ainda não foram retirados. As famílias devem ficar atentas, como explica a secretária de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos, Onélia Morais.  “O benefício fica disponível por três meses e os cartões têm seis meses para serem apanhados antes do cancelamento. Nos casos em que o cartão não chegou, mas o nome consta na lista, o representante da família  deve procurar a Casa Bolsa para emitirmos uma folha de pagamento a qual permitirá o saque na boca do caixa”, pontua. 

Cerca de 30 mil famílias são beneficiadas pelo Bolsa Família na cidade de Petrolina. O programa do Governo Federal é voltado para pessoas em situação de pobreza ou extrema pobreza.

Outras informações podem ser obtidas na Casa Bolsa, que fica na Avenida Tancredo Neves, nº 1019, Centro, ou pelo número de telefone (87) 3863-6871.