asdasdasdasd

Pico da pandemia no Brasil deve ocorrer em agosto, segundo a OMS

por Milena Pacheco 3 de Julho de 2020 às 09:13
categoria: pandemia

Brasil deve ter ápice de casos de Covid-19 junto com Argentina, Bolívia e Peru

A Organização Pan-Americana de Saúde (Opas), braço da Organização Mundial da Saúde (OMS), estima que o Brasil ainda não chegou ao pico do coronavírus. A avaliação da entidade é que o país enfrente o auge dos casos da Covid-19 em agosto, junto com outros países da América do Sul, como Argentina, Peru e Bolívia.

O Brasil iniciou o segundo semestre de 2020 com mais de 60 mil mortes por coronavírus e é o principal local de proliferação da doença na América Latina. O país vem oscilando no número diário de casos confirmados, mas desde o dia 29 de junho vem apresentando crescimento na curva de contaminação.

“Conforme as condições atuais, acredita-se que a pandemia atingirá um pico no Chile e na Colômbia em meados de julho, mas na Argentina, Brasil, Bolívia e Peru só em agosto, e a Costa Rica só achatará sua curva de infecções em outubro”, avaliou a diretora da Opas, Carissa Etienne, em entrevista coletiva. 

Na opinião do médico infectologista e especialista em saúde pública, doutor Eder Gatti, as dimensões continentais do Brasil dificultam a projeção do cenário da Covid-19 no país. Para Gatti, o pico da doença ainda está por vir.

“Hoje vivemos um cenário onde atingimos um número significativo de casos e óbitos, mas ainda há um grande número de suscetíveis à nossa população em diversas localidades do país. Isso mostra que a doença ainda tem muito que evoluir no Brasil. Então, acredito que a gente ainda não viu o pico, vamos ver isso mais para frente”, opina. 

Interiorização

O Ministério da Saúde alertou nesta semana para o avanço da Covid-19 no interior do país. Os números da pasta apontam que os casos em municípios do interior têm avançado mais rápido do que em capitais e regiões metropolitanas.

Segundo o Governo Federal, 90,1% dos 5.570 municípios brasileiros apresentam registros confirmados de coronavírus. No cenário das mortes, o percentual cai quase pela metade – 2.551 cidades (45,8%) já registraram óbitos por Covid-19. 

“O coronavírus se apresenta em diferentes estágios nas mais diversas localidades do país. As grandes metrópoles registraram uma ocorrência e ascensão mais precoce do vírus. Agora estamos vendo o fenômeno de interiorização e um aumento significativo e isso está empurrando para cima os dados brasileiros. Certamente mantenhamos números ascendentes”, destaca o doutor Eder Gatti.

No Nordeste, por exemplo, no intervalo de uma semana, houve aumento de 5% nos casos confirmados e 6% nos óbitos. Já no Centro-Oeste, os números sobem 9% de aumento nos casos e 36% nas mortes.

Segundo o painel de monitoramento da Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos, são quase 11 milhões de registros confirmados de coronavírus ao redor do mundo. (Fonte: brasil61/Agência do Rádio/Fotos públicas/Governo de São Paulo)


Com 46 novos positivados, Petrolina chega a 969 casos de Covid-19

por Milena Pacheco 2 de Julho de 2020 às 09:28
categoria: pandemia

A intensificação das testagens rápidas para detectar a covid-19 continua mantida pela Prefeitura de Petrolina. Só nesta quarta-feira (1º), 328 testes foram realizados, com a confirmação de 40 casos. São 24 pessoas do sexo feminino com idades entre 10 e 72 anos e 16 do sexo masculino entre 14 e 73 anos. O boletim também traz 6 resultados positivos de exames laboratoriais. São quatro pacientes do sexo feminino entre 20 e 45 anos e dois do sexo masculino de 17 e 43 anos.

Com esses 46 novos positivados, Petrolina chegou ao total de 969 casos da covid-19 – destes, 98 são detentos da Penitenciária Dr. Edvaldo Gomes. São 749 confirmações por testes rápidos da prefeitura e 220 casos diagnosticados através de exames laboratoriais. A boa notícia é que Petrolina tem mais 14 curas clínicas, totalizando 462 recuperados. Como não houve novos óbitos, a cidade continua com vinte e seis registros.

Idosos acolhidos

Do total de testagens desta quarta-feira, mais de 200 foram realizadas nas 4 unidades de longa permanência da cidade, entre idosos e cuidadores, todos negativados para covid-19. Foram testados idosos acolhidos nas seguintes instituições: Cantinho do Aconchego, Casa Geriátrica, Cantinho do Abraço, e Casa de Vó.

Internamentos

A taxa de ocupação dos leitos de UTI exclusivos para pacientes com a covid-19 na rede SUS de Petrolina é de 60%. (Ascom PMP)


Continuidade do plano de reabertura do comércio no Sertão será avaliada no fim de semana

por Milena Pacheco 1 de Julho de 2020 às 09:09
categoria: pandemia

O Gabinete de Enfrentamento à Covid-19 finalizou, nesta terça-feira (30), a avaliação dos dados de saúde do mês de junho e definiu que na próxima segunda-feira (06) cinquenta municípios das Gerências Regionais de Saúde do Recife, Limoeiro e Goiana avançam para a 5ª etapa do Plano de Convivência com o novo coronavírus. Com isso, serão liberadas as atividades comerciais de vendas de automóveis com 100% da carga e os serviços de escritório com 50%. A avaliação sobre a Região Agreste, que está na etapa 2 do plano e tem os municípios de Caruaru e Bezerros em isolamento rígido, além do Sertão e da regional de Palmares, será feita no fim de semana.

Os jogos de futebol sem público e a retomada do Polo de Confecção permanecem suspensos. Na próxima terça-feira (07), a situação dessas atividades será reavaliada.

De acordo com os dados do Gabinete de Enfrentamento à Covid-19, os números de casos, óbitos e a demanda sobre o sistema de saúde permanecem em queda no Estado de Pernambuco de maneira geral. A redução vem sendo puxada pela Região Metropolitana do Recife. Mata Sul, Agreste e Sertão ainda têm índices não estabilizados e, por isso, é necessário cautela no avanço das flexibilizações. No próximo sábado (04), com o fechamento da semana epidemiológica 27 será possível determinar a progressão dessas regiões.

“A análise das informações de saúde é feita com muita responsabilidade e critério. Estamos sendo extremamente cuidadosos com o andamento do Plano de Convivência. Permanecemos expandindo nossa rede de atendimento e investindo na prevenção. Vale destacar que, mesmo com a retomada das atividades econômicas, as pessoas só devem sair de casa em casos de extrema necessidade, usar máscara de proteção e reforçar os hábitos de higiene”, afirmou o governador Paulo Câmara.

Nesta terça-feira (30), o sistema de saúde público estadual estava com 77% dos leitos de UTI ocupados. É o menor índice desde o dia 5 de abril. Ontem, Pernambuco atingiu a marca de 40 mil pessoas recuperadas após enfrentar a doença. “São números importantes que só reforçam o nosso compromisso com o que foi, desde o início, o nosso maior objetivo: salvar vidas”, avaliou o secretário de Saúde, André Longo. (Com informações SEI/Foto: Arquivo Reprodução)


Pernambuco tem mais de 40 mil pacientes recuperados da Covid-19

por Milena Pacheco 30 de Junho de 2020 às 09:11
categoria: pandemia

O Boletim da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) com o detalhamento epidemiológico da Covid-19, nesta segunda-feira (29), traz uma marca expressiva: Pernambuco já passou de mais de 40 mil recuperados da doença. Ao todo, são 40.088 pessoas curadas do novo coronavírus. Desse total, 9.191 são de casos graves – aqueles pacientes que passaram por internamento em unidade hospitalar e já receberam alta – e 30.897 casos leves.

“São dados que superam a frieza dos números e nos motivam a continuar trabalhando incansavelmente para abrir novos leitos, salvando mais vidas. Até agora, neste que já é o maior esforço sanitário, logístico e de mobilização de recursos humanos da nossa história, já abrimos mais de 1.700 leitos, sendo 776 de UTI”.

O boletim de hoje também aponta que, após 3 meses com taxa de ocupação acima de 80% e atingir pico de 300 pacientes suspeitos aguardando, temporariamente, vaga de terapia intensiva no mês de maio, os leitos de UTI voltados para casos suspeitos e confirmados da Covid-19 em Pernambuco atingiram a ocupação média de 77% – taxa que não era alcançada desde o dia 05 de abril. Desde o início de junho, as solicitações ativas para vagas de UTI de pacientes com a doença têm disponibilização imediata de leito, já que a oferta é maior que a demanda. Ao todo, neste momento, de acordo com dados da Central de Regulação de Leitos, que é responsável pelo encaminhamento de pacientes aos estabelecimentos de saúde vinculados ao SUS, há mais de 200 leitos de UTI vagos na rede e a lista de espera está zerada.

“Esses números confirmam a tendência de estabilização da Covid-19 em Pernambuco, mas também deixam claro que ainda não é o momento de relaxarmos e comemorarmos, além de não podermos nos precipitar. Algumas regiões, como o Agreste, ainda apresentam dados discrepantes e, se houver descuidado, nada impede uma segunda onda de contaminação. Por isso, os pernambucanos têm um papel determinante e precisamos manter distanciamento social, assim como as medidas de higiene, uso de máscara e o maior isolamento social possível”, destacou André Longo. (Com informações SEI/Foto: Reprodução)


“Será necessário pensar até em um lockdown”, diz pesquisador da Facape sobre Covid-19 em Juazeiro e Petrolina

por Milena Pacheco 29 de Junho de 2020 às 09:37
categoria: pandemia

Pesquisadores da Facape estão fazendo uma análise científica diária da evolução da Covid-19 em Petrolina e Juazeiro, que começou em 25 de março. O estudo ajuda a compreender os efeitos, por exemplo, da reabertura do comércio.

As informações são preparadas pelo Colegiado de Economia da Facape, em um trabalho dos pesquisadores João Ricardo Lima, Maria do Socorro Coelho Macedo e Caliane Borges Ferreira, e visam mostrar como o número de casos confirmados e mortes por COVID- 19 têm crescido no Vale do São Francisco com base nos dados divulgados diariamente pelas Secretarias de Saúde dos dois municípios.

O professor doutor João Ricardo Lima, que coordena o trabalho, avalia pela pesquisa que a curva de casos na região ainda tem crescido de forma acelerada apesar de velocidade ter sido reduzida a cada dia no período da quarentena. “Atualmente a taxa de crescimento do número de casos calculada para Petrolina é pouco menor do que a taxa nacional pós-quarentena. Em Juazeiro, por outro lado, é maior. Quanto mais testes são realizados, mais novos casos aparecem. Durante muito tempo Petrolina, testou mais do que Juazeiro, e isto fazia com que tivesse mais casos. Mais recentemente a cidade de Juazeiro, aumentou a quantidade de testes rápidos e isto fez as estatísticas crescerem mais rapidamente nos últimos dias.”, explicou o pesquisador.

Reabertura do comércio

O plano de retomada da economia também pode interferir na curva de casos da região, já que reduz o isolamento social. Com mais pessoas circulando, cresce a probabilidade de uma pessoa infectada passar o vírus para outras. Desde o dia 17 de junho a pesquisa da Facape analisa o efeito da reabertura e foi detectada a inversão da velocidade com que os novos casos surgiam. Esta velocidade tem crescido desde então.

Ainda de acordo com a pesquisa, o “achatamento da curva” acontece de forma muito lenta e o índice de isolamento se mantém em torno de 40% nos finais de semana e 35% durante a semana. Outra preocupação registrada é a quantidade de leitos de UTI disponíveis está abaixo do recomendado pela OMS.

“O prudente seria intensificar a quarentena com medidas mais restritivas para aumentar o percentual de isolamento para taxas superiores a 60%, que é o recomendado. Se isto não for feito agora, em um futuro breve será necessário pensar até em um lockdown, ou seja, o isolamento obrigatório que já foi feito em outros locais do país.”, complementou João Ricardo.

A pesquisa de acompanhamento da evolução da Covid-19 em Petrolina/PE e Juazeiro/BA é atualizada diariamente e está disponível no Portal da Facape. (Com informações Ascom Facape/Foto: Divulgação Facape)


Juazeiro: Toque de recolher é ampliado após aumento no número de casos de Covid-19

por Milena Pacheco 25 de Junho de 2020 às 09:55
categoria: pandemia

Com o aumento da testagem rápida através do mapeamento imunológico e do programa Vigilância COVID-19 o número de novos casos confirmados do novo coronavírus subiu exponencialmente em Juazeiro, levando à necessidade de se adotar medidas ainda mais restritivas e com isso ampliar o isolamento social. Ontem (24), o prefeito Paulo Bomfim, atendendo sugestão do Governador Rui Costa, decreta antecipação do toque de recolher no município. A partir de quinta-feira (25) fica proibida a circulação de pessoas e veículos entre 18h e 5h da manhã.

O alinhamento entre a Prefeitura de Juazeiro e o Governo da Bahia no enfretamento da pandemia do novo coronavírus tem trazido importantes resultados através de inúmeras ações que levam a cidade a ser a terceira com menor índice de mortalidade entres as maiores do Nordeste. “Nosso objetivo é reduzir a circulação de pessoas e diminuir a curva de infecções pelo novo coronavírus. Temos uma grande parceria com o Estado, que tem nos ajudado bastante no apoio às nossas diversas ações de prevenção e combate à pandemia. Aumentamos a testagem e com isso também aumentaram os novos casos de COVID-19 em nossa cidade. Por isso, atendi a uma sugestão de Rui e essa nova medida com ampliação do toque de recolher valerá até o dia 1º de julho”, reiterou o prefeito Paulo Bomfim.

Além do novo horário do toque de recolher o decreto também determina que o fechamento do comércio fica prorrogado até o dia 5 de julho. Já os mercadinhos, supermercados, hipermercados e açougues agora poderão funcionar também aos sábados. Em relação à permissão de funcionamento às segundas, quartas e sextas, assim como o comércio de material de construção, de limpeza e de higiene em geral, também foram acrescentados, óticas, lojas de defensivos e insumos agrícolas. (Ascom PMJ)


Petrolina agora segue plano estadual de reabertura de comércio e serviços

por Milena Pacheco 19 de Junho de 2020 às 11:19
categoria: pandemia

Com a suspensão do plano de reabertura gradual de Petrolina, após concessão de liminar pedida pelo Ministério Público de Pernambuco, passam a valer as etapas de flexibilização determinadas pelo Governo do Estado no município sertanejo.

O Plano de Convivência Econômica com a Covid-19 foi dividido em 11 semanas e poderá ser antecipado ou prorrogado, dependendo do comportamento da curva de contaminação. E Petrolina entra na terceira semana do plano.

Confira o que pode funcionar:

1ª etapa

De acordo com o plano, a primeira etapa, que começou no dia 1º de junho, permite a operação de lojas físicas de material de construção, seguindo novos protocolos de atendimento. Também podem funcionar, exclusivamente por delivery, as unidades de varejo de bairro e do Centro, assim como shoppings centers e o comércio atacadista.

2ª etapa

No dia 08 de junho, a construção civil foi liberada na Região Metropolitana do Recife quanto no interior, com liberação de 50%, sem determinação de horário. O comércio atacadista também pode funcionar, mas com novos protocolos.

3ª etapa

Nesta semana foram liberados os serviços de atendimento ao público nos salões de beleza, barbearias e serviços de estética, mas precisarão atender uma pessoa por vez, por agendamento, sem fila de espera e com higienização entre um cliente e outro.

Varejos de bairro também podem funcionar, mas só em lojas de até 200 metros quadrados. Shoppings centers, centros comerciais e praça de alimentação podem adicionar o atendimento via coleta na operação.

Treinos de futebol profissional estão liberados. Todos os setores estarão sujeitos a novos protocolos de segurança, baseados em distanciamento social, regras de higiene, monitoramento e comunicação.

4ª etapa

A partir da próxima segunda-feira (22), os shopping centers poderão reabrir de forma controlada ao público (30% da capacidade), em horário reduzido, das 12h às 20h, seguindo novos protocolos de segurança, higiene e comunicação com os clientes. As demais lojas do varejo de rua também voltarão a funcionar, das 9h às 18h, horário já determinado para as de até 200 metros quadrados, que retomaram as atividades no início desta semana.

A construção civil, que estava operando com 50% de sua carga operacional desde o dia 8, agora funcionará com 100% do seu efetivo, tanto na Região Metropolitana do Recife quanto nas cidades do Interior.

No caso dos shoppings, o acesso às áreas comuns deverá ser controlado pela administração. Além do horário restrito de funcionamento, só poderá haver um cliente para cada dez metros quadrados de área de circulação. As praças de alimentação só poderão funcionar para delivery e coleta. Dentro das lojas, assim como determinado anteriormente para o varejo de rua, a regra é 20 metros quadrados por cliente. Por exemplo: num estabelecimento de 200 m², deverá haver no máximo dez consumidores ao mesmo tempo no interior da loja. A equipe não entra no cálculo.

Celebrações religiosas

A retomada das celebrações religiosas será a partir de segunda, das igrejas e templos religiosos em Pernambuco. A medida, que integra a quarta fase do Plano de Convivência com a Covid-19, valerá para todo o Estado, com exceção dos 85 municípios do Agreste e das Matas Norte e Sul que não avançaram na retomada das atividades econômicas – por ainda não apresentarem a mesma estabilização média da pandemia que vem sendo verificada nas demais regiões pernambucanas.

Os espaços religiosos precisarão seguir um rígido protocolo, com uma série de medidas preventivas, e limitar o público a 30% de sua capacidade, podendo chegar ao limite de 50 pessoas nos templos com capacidade de até mil lugares e 300 pessoas nos locais com capacidade acima de mil lugares. (Fonte Blog Nossa Voz/Foto: Divulgação PMP)


‘Transforma’ já arrecadou mais de 6.500 cestas básicas para afetados pela pandemia em Petrolina

por Milena Pacheco 18 de Junho de 2020 às 10:03
categoria: pandemia

Mais de 6.500 cestas básicas foram arrecadadas pelo Transforma Petrolina desde o mês de março, o início da campanha Transforme Isolamento em União. A ação mobilizou aproximadamente 600 pessoas e empresas com o intuito de ajudar famílias que foram atingidas pela crise econômica causada pela pandemia do novo coronavírus.

Além de cestas básicas, a campanha também arrecadou 10 mil máscaras de proteção, seis toneladas de frutas, 3,9 mil litros de água de coco, 1,5 mil litros de suco, 1,2 mil litros de leite, além de kits de higiene e protetores faciais. Ao todo, cerca de 24 mil pessoas foram beneficiadas. Entre elas, famílias em situação de vulnerabilidade social, idosos, pessoas com deficiência, moradores em situação de rua, mulheres vítimas de violência doméstica, artistas e profissionais de eventos.

Segundo a coordenadora do Transforma Petrolina, Lara Secchi Coelho, o movimento está sendo muito importante para minimizar os efeitos econômicos e sociais provocados pela Covid-19. “Antes da pandemia, já tínhamos milhares de famílias que viviam em situação de pobreza e extrema pobreza em Petrolina. Com o isolamento social, muitas pessoas deixaram de trabalhar. E este número aumentou consideravelmente”, pontuou.

A primeira dama também ressaltou a importância da solidariedade neste momento de crise. “Cada doação recebida no Transforma causa bastante impacto, fortalece a rede de solidariedade e incentiva outras doações. Estamos muito gratos as empresas e pessoas que abraçaram a campanha e estão participando do processo de apoio da nossa sociedade”, destacou Lara Secchi.

Como ajudar?

Para contribuir com o movimento Transforme Isolamento em União, basta entrar em contato com o Transforma Petrolina pelos telefones (87) 9.9634-9252 ou (87) 9.8848-9592. Outra forma de contato é pelo Instagram @transformapetrolina.

Após o agendamento, a equipe de voluntários vai buscar a doação no endereço combinado. (Ascom Transforma Petrolina/Foto: divulgação Transforma Petrolina)


Bahia: Estado prorroga a suspensão do transporte intermunicipal em mais 13 cidades

por Milena Pacheco 16 de Junho de 2020 às 09:55
categoria: pandemia

Com o objetivo de conter o avanço do coronavírus na Bahia, o Estado prorrogou a suspensão do transporte intermunicipal até o dia 21 de junho e mais 13 cidades entraram na lista. 

As cidades de Andorinha, Antônio Gonçalves, Belo Campo, Biritinga, Catolândia, Cravolândia, Itambé, Itapebi, Lapão, Nova Ibiá, Nova Redenção, Paratinga e Quijingue terão o transporte suspenso a partir de quarta-feira (17).

Ficam proibidas nesses municípios a circulação, saída e chegada de qualquer transporte coletivo intermunicipal, público e privado, rodoviário e hidroviário, nas modalidades regular, fretamento, complementar, alternativo e de vans.

A decisão foi publicada em decreto no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (16). O decreto ainda autoriza a retomada do transporte em Araçás, Caraíbas, Érico Cardoso, Ibipeba, Ituaçu, Malhada de Pedras, Ourolândia, Pedro Alexandre e Rodelas, cidades com 14 dias ou mais sem novos casos de Covid-19.

A Bahia tem 325 municípios com transporte suspenso. (Com informações Bahia.Ba/Foto: Arivaldo Silva | bahia.ba)


Petrolina atinge a marca de 417 casos do novo coronavírus

por Milena Pacheco 15 de Junho de 2020 às 10:48
categoria: pandemia

Petrolina tem mais três casos positivos da covid-19. As confirmações deste domingo (14) foram feitas por meio de exames analisados pelo Laboratório Central de Pernambuco (Lacen-PE). Os pacientes são três homens de 39, 66 e 73 anos.

Com isso, Petrolina chegou ao total de 417 casos do novo coronavírus. São 298 confirmações por testes rápidos da prefeitura e 119 casos diagnosticados através de exames laboratoriais. Do total de casos confirmados, 159 já estão recuperados. Petrolina registrou uma morte por covid-19 neste domingo, aumentando o total de óbitos para treze. A vítima é uma idosa de 83 anos, que estava internada no Hospital Universitário (HU). (Fonte: Blog Nossa Voz)