asdasdasdasd

Petrolina agora segue plano estadual de reabertura de comércio e serviços

por Milena Pacheco 19 de Junho de 2020 às 11:19
categoria: pandemia

Com a suspensão do plano de reabertura gradual de Petrolina, após concessão de liminar pedida pelo Ministério Público de Pernambuco, passam a valer as etapas de flexibilização determinadas pelo Governo do Estado no município sertanejo.

O Plano de Convivência Econômica com a Covid-19 foi dividido em 11 semanas e poderá ser antecipado ou prorrogado, dependendo do comportamento da curva de contaminação. E Petrolina entra na terceira semana do plano.

Confira o que pode funcionar:
1ª etapa
De acordo com o plano, a primeira etapa, que começou no dia 1º de junho, permite a operação de lojas físicas de material de construção, seguindo novos protocolos de atendimento. Também podem funcionar, exclusivamente por delivery, as unidades de varejo de bairro e do Centro, assim como shoppings centers e o comércio atacadista.

2ª etapa
No dia 08 de junho, a construção civil foi liberada na Região Metropolitana do Recife quanto no interior, com liberação de 50%, sem determinação de horário. O comércio atacadista também pode funcionar, mas com novos protocolos.

3ª etapa
Nesta semana foram liberados os serviços de atendimento ao público nos salões de beleza, barbearias e serviços de estética, mas precisarão atender uma pessoa por vez, por agendamento, sem fila de espera e com higienização entre um cliente e outro.

Varejos de bairro também podem funcionar, mas só em lojas de até 200 metros quadrados. Shoppings centers, centros comerciais e praça de alimentação podem adicionar o atendimento via coleta na operação.
Treinos de futebol profissional estão liberados. Todos os setores estarão sujeitos a novos protocolos de segurança, baseados em distanciamento social, regras de higiene, monitoramento e comunicação.

4ª etapa
A partir da próxima segunda-feira (22), os shopping centers poderão reabrir de forma controlada ao público (30% da capacidade), em horário reduzido, das 12h às 20h, seguindo novos protocolos de segurança, higiene e comunicação com os clientes. As demais lojas do varejo de rua também voltarão a funcionar, das 9h às 18h, horário já determinado para as de até 200 metros quadrados, que retomaram as atividades no início desta semana.

A construção civil, que estava operando com 50% de sua carga operacional desde o dia 8, agora funcionará com 100% do seu efetivo, tanto na Região Metropolitana do Recife quanto nas cidades do Interior.

No caso dos shoppings, o acesso às áreas comuns deverá ser controlado pela administração. Além do horário restrito de funcionamento, só poderá haver um cliente para cada dez metros quadrados de área de circulação. As praças de alimentação só poderão funcionar para delivery e coleta. Dentro das lojas, assim como determinado anteriormente para o varejo de rua, a regra é 20 metros quadrados por cliente. Por exemplo: num estabelecimento de 200 m², deverá haver no máximo dez consumidores ao mesmo tempo no interior da loja. A equipe não entra no cálculo.

Celebrações religiosas

A retomada das celebrações religiosas será a partir de segunda, das igrejas e templos religiosos em Pernambuco. A medida, que integra a quarta fase do Plano de Convivência com a Covid-19, valerá para todo o Estado, com exceção dos 85 municípios do Agreste e das Matas Norte e Sul que não avançaram na retomada das atividades econômicas – por ainda não apresentarem a mesma estabilização média da pandemia que vem sendo verificada nas demais regiões pernambucanas.

Os espaços religiosos precisarão seguir um rígido protocolo, com uma série de medidas preventivas, e limitar o público a 30% de sua capacidade, podendo chegar ao limite de 50 pessoas nos templos com capacidade de até mil lugares e 300 pessoas nos locais com capacidade acima de mil lugares. (Fonte Blog Nossa Voz/Foto: Divulgação PMP)