asdasdasdasd

Gabriel Menezes acusa vereadores de 'esquema de favorecimento' na saúde pública de Petrolina

por Gabriela Canário 16 de Maio de 2018 às 09:47
categoria: Polêmica

Após explanação da secretária Magnildes Albuquerque sobre os serviços prestados a saúde do ano passado e no primeiro quadrimestre de 2018, durante a sessão desta terça-feira, dia 15, o vereador Gabriel Menezes questionou a servidora sobre alguns parlamentares que estão com favorecimento na pasta. Ele chegou a afirmar que nos postos de Caititu e Dom avelar quem manda é Gilberto Melo; e no da Avenida dos Tropeiros - Pedro Raimundo e Ouro Preto, quem manda é Zenildo do Alto do Cocar.

"Quando a senhora esteve aqui, ano passado, para prestar contas do primeiro quadrimestre, a senhora se sentiu tanto quanto que chocada quando eu usei a palavra esquema para questionar se a senhora tinha conhecimento de um esquema de favorecimento de vereadores da bancada do prefeito no atendimento dos seus enviados dos seus parentes, amigos, cabos eleitorais e etc. Hoje eu não vou perguntar, vou afirmar: a senhora será prejudicada pelos vereadores – não todos – na bancada do prefeito tem vereadores sérios, mas têm vereadores que vão lhe comprometer", acusou. 

E, sem medo, ele ainda mencionou os nomes e locais dos "favorecimentos". "Quero registrar que o próprio vereador que é presidente da Comissão de Saúde dessa casa, o vereador Gilberto Melo, é quem manda no Posto de Saúde do Caititú e manda na AME do Dom Avelar. Eu estou lhe afirmando. O vereador Zenildo, que é Secretário da Comissão de Saúde, é quem manda na AME da Avenida dos Tropeiros – lá no Pedro Raimundo – e é quem manda na AME do Ouro Preto. A senhora tem conhecimento disso?", questionou. 

Ofendido, Zenildo rebateu Gabriel, chammando-o de mentiroso, e lembrou que no governo passado o opositor recebia sem trabalhar. "Eu não vou mais discutir com pessoas mentirosas. Político mentiroso […]. Tem que falar a verdade. Acha que vai ganhar no bocão […] jogando as coisas para a plateia. Eu sou uma pessoa séria. Não preciso estar em AME e nem marcando consulta e exame […] mas eu não vou entrar em atrito porque esse pessoal é mentiroso […]. Eu renuncio meu mandato se provar isso […]. Fique quieto em seu cantinho que eu não tenho medo de vossa excelência”, disse.

O vereador Gilberto Melo também não ficou calado e rebateu Menezes, pedindo que a secretária de saúde não se deixasse abalar pela situação. "Não tenha medo de grito, de ameaça de certos vereadores aqui", disse.