asdasdasdasd

Acidente entre carreta e ônibus com trabalhadores deixa feridos na zona rural de Petrolina

por Gabriela Canário 12 de Dezembro de 2017 às 09:15
categoria: Policial

Um acidente aconteceu na manhã desta terça-feira, dia 12, envolvendo um ônibus com cerca de 40 funcionários da Fazenda Timbaúba, zona rural de Petrolina, nas proximidades da BR-428. De acordo com a presidente eleita do Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Assalariados Rurais de Petrolina (STTAR), Simone Paim, o fato ocorreu por volta das 6h da manhã e não deixou mortos.

“Estou vindo de lá. Uma carreta bateu [no ônibus] logo na entrada da fazenda. Não houve vítimas [com morte], mas alguns feridos e eles já foram transferidos para os hospitais”, disse Simone Paim. Uma equipe de reportagem do Nossa Voz está acompanhando o caso e esteve no Hospital Universitário, onde pelo menos duas vítimas deram entradas com ferimentos. 

"Foi um susto grande. Tinha gente cochilando e de repetente teve um estouro, pensei que era um pneu. Mas não. Quando o ônibus ia entrar na fazenda, veio a carreta e a gente tombou. Teve gente que teve pancada forte na cabeça e outros tiveram ferimentos mais leves. Teve mulher que desmaiou", disse Hélio dos Santos, que estava no transporte no momento do acidente. 

O trabalhador Welligton Rocha disse que as pessoas demoraram de entender o que havia ocorrido. "Eu estava cochilando e o ônibus começou a tombar. Eu voei no ferro e bati a cabeça, foi quando eu percebi que havia sido uma carreta que tinha batido. Mesmo estando no aciodente, a gente correu para ajudar o próximo. A gente aguardou ajuda de socorro para fazer os atendimentos. Mas os ferimentos foram leves, não teve nada mais grave", afirmou. 


Mulher é morta a tiros no bairro Gercino Coelho, em Petrolina

por Gabriela Canário 12 de Dezembro de 2017 às 08:59
categoria: Violência

Um homicídio ocorreu na manhã desta terça-feira, dia 12, no bairro Gercino Coelho, em Petrolina. De acordo com testemunhas, há pouco, uma mulher foi morta a tiros por trâs da sede de Atendimento Multiprofissional Especializado  - AME. Mais informações em breve. 


Polícia Federal faz maior apreensão de cocaína dos últimos 10 anos em Pernambuco

por Redação Nossa Voz 11 de Dezembro de 2017 às 18:13
categoria: Policial

A Polícia Federal (PF) divulgou deste domingo (10) a apreensão de 19,4 quilos (kg) de cocaína no Aeroporto Internacional dos Guararapes/Gilberto Freyre, na madrugada da última sexta-feira (8), por volta de 0h10. Segundo informações da assessoria da PF, esta foi a maior apreensão de cocaína dos últimos dez anos.

Dois suspeitos foram presos em flagrante: Theo Santarelo Lima, 18 anos, natural de Santo Antonio da Planaltina (PR) e residente de Vila Mariana (SP) e Isabella Neves, 19 anos, de Vitória (ES), residente de Vila Velha (ES). Nenhum dos dois possui antecedentes criminais.

As prisões ocorreram durante uma fiscalização de rotina no aeroporto. Segundo a assessoria, os policiais perceberam, através da observação, que “dois passageiros bem jovens estavam demonstrando bastante inquietação, impaciência e nervosismo”. Eles foram abordados e suas bagagens revistadas. Foram conduzidos à sala de imigração da PF, onde foram submetidos a uma entrevista – foi quando os policiais notaram contradições em seus depoimentos.

Nas malas, que possuíam fundos falsos, foram apreendidos 19.4kg de cocaína, cartão de embarque, passaporte e três aparelhos celulares, além de € 2.600 Euros e R$ 600 reais. Em seguida, os suspeitos receberam voz de prisão. Por volta das 15h da última sexta-feira (8), tiveram a audiência de custódia e foram liberados pela Justiça Federal, devendo responder ao processo em liberdade. Caso sejam condenados, poderão pegar penas que variam de 5 a 20 anos de reclusão.

Folha PE


Kátia Vargas ainda está anestesiada, diz advogado após absolvição

por Gabriela Canário 8 de Dezembro de 2017 às 09:09
categoria: Violência

Quando a médica Kátia Vargas soube que foi absolvida, anteontem à noite, sua primeira reação foi abraçar o advogado José Luis Oliveira Lima, que liderou sua defesa no processo desde abril de 2014. Ela soube da notícia pelo próprio José Luis. “Nós choramos bastante e ficamos abraçados”, contou o advogado, por telefone, ao CORREIO.

Desde então, Kátia é completamente livre. Quando a juíza Gelzi Souza assinou a sentença, foram revogadas todas as medidas cautelares – antes, a médica tinha restrições. Não podia, por exemplo, viajar sem autorização judicial. Mas, para o advogado José Luis, mesmo após a notícia, Kátia ainda continua anestesiada.

A vida dela, como reforça, nunca voltará ao normal, assim como a da família dos irmãos Emanuel e Emanuelle Gomes. “Primeiro que Kátia continua vivendo à base de medicamentos, então, a reação dela não é de quem está absolutamente sem remédios. Esse caso é uma tragédia para duas famílias”.

Na terça-feira (5), no primeiro dia de julgamento, o advogado cumprimentou, inclusive, a mãe dos jovens, a enfermeira Marinúbia Gomes. Ele conta que conversou com ela enquanto o Salão do Júri do Fórum Ruy Barbosa ainda estava vazio por cerca de 10 minutos. “Conversei com essa senhora e ela é uma mulher extraordinária. Ela é uma mulher de fibra, uma mulher do bem. Realmente é uma senhora impressionante”.

Ao CORREIO, José Luis explicou que, diferentemente do que chegou a ser noticiado, a defesa não mudou a estratégia durante o julgamento. Isso porque, durante todo o processo, o advogado defendeu a absolvição da médica. No entanto, durante os debates no plenário na quarta-feira (6), afirmou que, se ela fosse responder por algo, que fosse por homicídio culposo. “As duas teses foram colocadas lá atrás”, disse.

Durante todo o julgamento, a família de Kátia esteve presente no júri – especialmente o marido e os dois filhos. No entanto, na avaliação dele, a presença da família não influenciou a decisão do júri, até porque a família dos irmãos Emanuel e Emanuelle também estava no local.

“Eu tive convicção de que os jurados iam jurar como se (o plenário) estivesse vazio e acho que isso ficou claro. Se tivesse havido pressão, a pressão não foi do nosso lado, do lado da defesa”. Ele ainda criticou, mais uma vez, a cobertura da imprensa ao caso, desde o dia 11 de outubro de 2013, quando aconteceu o acidente.

Correio da Bahia 


Vídeo: Bandidos explodem agências bancárias em Pilar e fazem reféns

por Karine Paixão 7 de Dezembro de 2017 às 09:29
categoria: Policial

Relativamente isolado em meio a caatinga e com uma movimentação econômica de destaque na região, o distrito de Pilar, pertencente ao município de Jaguarari, Norte da Bahia, foi mais uma vez alvo da ação de bandidos na madrugada desta quinta-feira (07). De acordo com informações de testemunhas, a quadrilha chegou em quatro carros por volta de 01h, atacou as duas agências bancárias da cidade. Uma voz feminina foi ouvida em meio aos integrantes do bando.  A ação teria durado cerca de 40 minutos.

Alguns moradores da localidade foram feitos de reféns e ficaram sob a mira dos bandidos até serem liberados próximo ao distrito de Carnaíba, em Juazeiro. Ainda segundo relatos da comunidade, muitos tiros foram disparados e era possível perceber que se tratavam de armas de grosso calibre. Os caixas eleitrônicos foram poupados, mas os os cofres foram arrombados com o uso de explosivos. Até o momento ninguém foi preso e não há informações sobre a quantia roubada. 

 


Alexandre Farias recebe alta da UTI e vai para apartamento em hospital

por Gabriela Canário 7 de Dezembro de 2017 às 09:28
categoria: Violência

Teve alta da Unidade de Terapia Intensiva (UTI) por volta das 20h desta quarta-feira (6) o jornalista Alexandre Farias, de 39 anos, vítima de bala perdida durante um tiroteio em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, de acordo com informações do irmão José Santos Júnior. O apresentador da TV Asa Branca, afiliada da Rede Globo, foi transferido da UTI para um apartamento individual do Hospital Esperança no Recife. Alexandre estava internado na unidade de terapia desde o dia 16 de setembro deste ano, após ser atingido na cabeça por uma bala perdida.

Leia Também

Uma mensagem divulgada pelo irmão da vítima nas redes sociais informou sobre a melhora no quadro clínico do jornalista. "Ele está muito feliz. No ambiente da UTI, a gente tinha que respeitar os horários de visita. Aqui a gente fica com ele em tempo integral. Vai ser muito bom pra recuperação dele", comemorou o irmão, que também contou que Alexandre já começou a receber visitas dos familiares e amigos. 

O próximo passo da recuperação, de acordo com José Santos, será uma cirurgia para a colocação de uma prótese craniana, que será implantada no lado direito da cabeça. "A gente está aguardando agora a prótese. Foi retirada uma boa parte da massa óssea da cabeça dele e essa prótese vai substituir o que ele perdeu. Depois disso, a melhora vai progredir mais rápido", contou. Ele diz que a prótese é feita de titânio e o plano de saúde já autorizou a confecção do material, mas ainda não deu o prazo de quando ficará pronta. "A gente espera que ela fique pronta em duas semanas, mas depende de muitos fatores, como liberação da Anvisa", completou. 

Sobre a evolução no quadro de saúde, o irmão contou que Alexandre está bem e se comunica através de gestos e expressões labiais, já que está impossibilitado de falar por causa de uma cirurgia feita na traqueia - intervenção que consiste na abertura de um orifício na traqueia para a passagem de ar. "Depois que tirar o equipamento, ele vai ser acompanhado por uma fonoaudióloga, que vai cuidar da voz dele", ressaltou o irmão.

Entenda o caso

Alexandre Farias foi atingido na cabeça por volta das 20h do dia 16 de setembro, quando voltava no seu carro para casa, no Loteamento Sete Luas, no Alto do Moura, onde ficou no meio de tiroteio entre policiais e bandidos. O jornalista foi socorrido para o Hospital Regional do Agreste e, logo depois, transferido em estado grave para o Hospital da Unimed em Caruaru. 

JC Online 


Menor é apreendido com simulacro de arma de fogo de Petrolina

por Gabriela Canário 6 de Dezembro de 2017 às 08:20
categoria: Segurança

Durante patrulhamento de rotina, uma equipe da Guarda Civil Municipal de Petrolina (GCM) abordou um adolescente que estava em atitude suspeita nas imediações do estádio municipal Paulo de Souza Coelho. Durante a revista foi encontrado com ele um objeto que imitava uma arma de fogo do tipo pistola. 

Imediatamente, o adolescente de iniciais E.A.C., de 16 anos, foi apreendido pelo efetivo da GCM e conduzido até a Delegacia da 213ª Circunscrição de Polícia Civil que fica no bairro Ouro Preto. No local, ele foi apresentado para a autoridade policial de plantão para que fossem tomadas as providências necessárias diante do caso. A apreensão do menor foi registrada por volta das 17h40 da última segunda-feira (04).


Bancos de cidades vizinhas são alvos de criminosos no Agreste

por Adriana Rodrigues 5 de Dezembro de 2017 às 17:40
categoria: Policial

Bandidos fortemente armados voltaram a agir contra bancos do Agreste de Pernambuco na madrugada desta terça-feira (5). Desta vez, três unidades de duas cidades diferentes - Correntes e Lagoa do Ouro - foram alvo dos criminosos. A suspeita é que a mesma quadrilha tenha praticado as explosões nos dois municípios, que são vizinhos.

De acordo com a Polícia Militar, um grupo de homens em dois veículos chegou à cidade de Lagoa do Ouro por volta das 2h30 desta terça. No município, que fica a 211 km do Recife, os criminosos explodiram uma agência do Banco Bradesco e outra dos Correios. Ainda não se sabe se a quadrilha conseguiu roubar alguma quantia em dinheiro. Também não se sabe se câmeras de segurança conseguiram registrar a ação dos homens para ajudar na identificação dos criminosos.

Correntes

Pouco tempo após as explosões em Lagoa do Ouro, moradores de Correntes também foram acordados com o barulho de uma forte explosão contra a agência do Banco Bradesco da cidade. Segundo a TV Jornal, a suspeita da Polícia Militar é de que as duas cidades foram atacadas pelo mesmo grupo. A distância entre os dois municípios é de cerca de 17 km.

Em Correntes, há relatos de que os criminosos efetuaram disparos de arma de fogo para amedrontar os moradores e mostrar poder de fogo às forças policiais da região. Também não está confirmado se, nesta terceira explosão, os bandidos conseguiram levar alguma quantia em dinheiro. Ainda de acordo com a PM, na fuga, os criminosos espalharam grampos nas estradas para atrapalhar uma possível perseguição policial.

Investigação

As invasões contra as duas agências do Bradesco registradas nesta madrugada devem ser investigadas pela Polícia Civil de Pernambuco. Já a explosão contra a agência dos Correios da cidade de Correntes ficará a cargo da Polícia Federal. Até as 7h30 desta terça-feira, nem a Polícia Civil nem a Polícia Federal se pronunciaram sobre as ações criminosas.


Mais de 40 policiais militares farão segurança no comércio de Petrolina durante Operação Papai Noel

por Gabriela Canário 5 de Dezembro de 2017 às 09:10
categoria: Segurança

O 5º Batalhão da Polícia Militar (5º BPM) iniciou nesta segunda-feira, dia 04, a operação Papai Noel, em Petrolina. De acordo com o Comandante Tenente Coronel André Rodrigues, o objetivo é proporcionar mais segurança para o Centro da cidade, reforçar o policialmente no Centro de Petrolina “em virtude do pagamento do décimo terceiro salário e circulação de dinheiro no comércio local”, quando as famosas “saidinhas de banco começam a acontecer”. A operação segue até o dia 31 de dezembro.

Ainda na manhã de ontem, após o início da operação, dois homens foram presos por furto. De acordo com o comandante, o Centro da cidade será patrulhado, das 7h às 21h, por 24 policiais a pé e 20 motorizados que circularão ainda nos comércios periféricos. Ele explica que com o reforço na área central da cidade, não haverá prejuízos em demais localidades. “Não há uma diminuição, houve um incremento do policiamento a pé no centro de petrolina. Não vai ter prejuízo operacional”, explicou. A ação conta com os apoios da Polícia Civil, Guarda Municipal e da Autarquia Municipal de Mobilidade de Petrolina (Ammpla).

No reforço da segurança, a cidade está com 40 câmeras instaladas “que auxiliarão na visão que os olhos humanos não alcançam”, segundo o Comandante. Além disso, uma cabine de apoio foi montada na Avenida Souza Filho, que funcionará de base para o processo administrativo, todos os dias da semana, inclusive aos domingos, nos mesmos horários que a operação funciona.

Prevenção a roubos e furtos

De acordo com o Tenente Coronel André Rodrigues, as ações preventivas evitam que delitos aconteçam e que é preciso tomar algumas medidas quando estiver em porte de bens materiais. “É normal andar com dinheiro em espécie, mas algumas pessoas tendem abrir bolsa e carteiras em vias públicas e isso facilita ações de criminosos. Então a gente orienta que movimentem os seus pertences materiais na boca do caixa [no banco]. À noite, evitem andar sozinhos onde tem pouca movimentação e iluminação. É melhor estender o caminho e buscar proteção para evitar a ação de meliantes”, destacou.

Balanço de 2017

Houve uma diminuição nos índices de violência em 2017, em comparação ao ano passado, em Petrolina, como afirma o Comandante. “Petrolina é o segundo município com maior redução de roubos e assaltos. Temos números que mostram o trabalho do 5º BPM”. Ele enfatiza com o órgão possui ainda uma linha móvel que funciona 24h com WhatsAap à disposição da sociedade através do número (87) 9 8877-2102.


Morre 13ª vítima de incêndio em creche de Minas Gerais

por Gabriela Canário 5 de Dezembro de 2017 às 08:30
categoria: Policial

A auxiliar de professora Jessica Morgana Silva Santos, de 23 anos, morreu nesta segunda-feira, 4, após ter ficado dois meses internada em estado grave na Santa Casa de Montes Claros, em Minas Gerais. Jessica é a 13ª vítima que morreu em função do incêndio provocado pelo segurança Damião Soares dos Santos, de 50 anos, no Centro Municipal de Educação Infantil Gente Inocente em Janaúba, no norte do Estado, no dia 5 de outubro.

A Santa Casa de Montes Claros informou que a família não autorizou a divulgação de mais informações sobre a morte de Jessica. A funcionária da creche faria 24 anos no dia 29.

No dia 6 de novembro, outra auxiliar de professora morreu. Geni Oliveira Lopes Martins, de 63 anos, ficou um mês internada no Hospital Municipal João XXIII, na capital mineira. 

Além de Jessica e Geni, morreram a professora Heley de Abreu Silva Batista, nove crianças que estudavam na creche e o próprio homem que ateou fogo na sala de aula. Outras vítimas seguem internadas em unidades de saúde de Belo Horizonte e Montes Claros.

Agência Brasil