asdasdasdasd

Corpo de vítima permanece 7h no local do acidente à espera do IML em Petrolina

por Karine Paixão 11 de Junho de 2018 às 10:39
categoria: Policial

Um homem morreu vítima de acidente de trânsito na noite deste domingo (10), por volta das 18h na Estrada das Pedrinhas. Vinha em sua motocicleta quando foi atingido por um carro de passeio. Uma pessoa morta sob essas circunstâncias têm o corpo encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML), mesmo que familiares compareçam no local onde ocorreu o fato. No caso dos parentes de José Eudo, vítima fatal no acidente, o sofrimento não apenas relacionado a morte do ente querido. A dor foi triplicada pela espera da equipe do IML, que só chegou para removê-lo por volta de 01h da madrugada desta segunda (11). 

Inconformado com a situação, o vizinho dos familiares de José Eudo, Rosinaldo Tavares, relatou o caso ao Nossa Voz. “O acidente que aconteceu aqui próximo a entrada do bairro do Carneiro, um vizinho que morava aqui no Henrique Leite, José Eudo, aconteceu por volta das 18h e infelizmente o carro do IML só veio pegar o corpo 01h10 da madrugada. É lamentável só ter um carro para atingir toda a região porque na hora do acidente o carro estava em Cabrobó, tinha ido pegar um corpo quando vinha de lá para cá teve que voltar para Santa Maria para buscar um outro corpo lá. Quando vinha novamente teve que voltar para o Bernardino para atender um outro caso que tinha acontecido”, destacou.

Segundo Rosivaldo, todos ficaram na beira da pista até a remoção do corpo ao IML. “A família sofrendo aqui, todo mundo horrorizado com a situação. Todo mundo olhando o rapaz no meio da pista, todo mundo sofrendo a perda e ainda mais com o descaso de ver o seu ente querido numa situação daquela, jogado no meio da rua orque não tinha no momento quem pudesse fazer a remoção do corpo”. 

O ouvinte ainda aproveitou a participação no programa para solicitar a atuação das lideranças políticas da região. “Queria pedir para as nossas autoridades, sei que tem muitas autoridades aqui em Petrolina e região para que pudessem rever isso, ir até o governador para tentar trazer mais um carro, mais profissionais para fazer esse tipo de trabalho”.