asdasdasdasd

Vereador de Petrolina denuncia no TCE a licitação do transporte público

por Milena Pacheco 22 de Maio de 2019 às 10:55
categoria: Política

O vereador de Petrolina, Paulo Valgueiro (MDB) protocolou uma denúncia no Tribunal de Contas do Estado (TCE-PE) sobre a licitação do transporte coletivo de passageiros do município. Para o vereador, houve descumprimento às normativas legais, por quebra do sigilo de propostas, afronta aos princípios norteados da administração pública e tentativa de fraude.

(Foto: Reprodução)

De acordo com Valgueiro, o processo licitatório de concessão não respeitou os princípios obrigatórios legais de isonomia, impessoalidade e moralidade e denunciou ao TCE o processo de concorrência pública.

 

 


Aero diz que a oposição de Petrolina quer “quanto pior, melhor”

por Milena Pacheco 21 de Maio de 2019 às 16:50
categoria: Política

Em entrevista ao Nossa Voz desta terça-feira (21), o líder do governo municipal na Casa Plínio Amorim, Aero Cruz, falou sobre temas que ganharam repercussão nos últimos dias em Petrolina. Aero foi questionado sobre o volume de empréstimos que foram contraídos pela gestão do prefeito Miguel Coelho.

O líder da situação foi questionado sobre a possibilidade de um super endividamento que poderia prejudicar o próximo prefeito do município e rechaçou as críticas.

Foto: Milena Pacheco

“quando se vai fazer um empréstimos é feito um levantamento de endividamento do município. A Caixa Econômica ela só faz o empréstimo se o município tiver capacidade de endividamento. Foi feito um levantamento, a arrecadação municipal tem crescido a cada dia. (…) então foi feito todo esse levantamento pra contrair esse empréstimo.

Sobre a decisão polêmica de não aprovar os requerimentos propostos pela bancada da oposição, Aero justificou que a atitude é uma resposta à postura dos oposicionistas.

“A bancada de oposição tá de uma forma de quanto pior melhor, denegrindo a imagens de alguns colegas nossos, não votando com a gente. pra você ter uma ideia, vereador de bancada de oposição chegou a votar contra título de cidadão de um colega vereador. A gente respeita, mas a gente não pode aceitar.” Garantiu o vereador que afirmou ainda que essa situação só muda, quando a oposição mudar de atitude, com mais consciência. (Fonte: Blog Nossa Voz/ Foto: Milena Pacheco)


Bolsonaro organiza 1ª viagem ao Nordeste

por Milena Pacheco 20 de Maio de 2019 às 09:55
categoria: Política

Presidente entrega casas populares e anuncia verbas para novas obras; segundo Ibope, região é a mais crítica a governo

O presidente Jair Bolsonaro postou um vídeo no Facebook em que o pastor Steve Kunda, nascido no Congo e fundador de uma igreja evangélica na França, afirma que ele foi “escolhido por Deus” para comandar o Brasil. Ao compartilhá-lo, Bolsonaro escreveu que “não existe teoria da conspiração, existe uma mudança de paradigma na política” e que “quem deve ditar os rumos do país é o povo!”.

Reprodução Internet

O presidente Jair Bolsonaro decidiu fazer uma ofensiva em território quase todo comandado por governadores da oposição. Na semana seguinte aos maiores protestos de rua contra seu governo, Bolsonaro fará a primeira viagem oficial ao Nordeste, para entregar casas populares e anunciar mais verbas para obras de infraestrutura. É nessa região que o presidente registra as piores avaliações – para 40% dos nordestinos, o governo é ruim ou péssimo, conforme o Ibope.

O roteiro tomará toda a sexta-feira. Em Petrolina (PE), Bolsonaro vai entregar um conjunto habitacional do programa Minha Casa Minha Vida. Em Recife (PE), deverá anunciar um acréscimo de R$ 2,1 bilhões ao Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste, a ser usado em obras de infraestrutura. Ao todo, o fundo passará a ter R$ 25,8 bilhões em 2019.

Oficialmente, a viagem marcará o lançamento do Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDNE), elaborado pela primeira vez, no âmbito da Superintendência de Desenvolvimento do Nordeste (Sudene). O presidente vai ser reunir, no Instituto Ricardo Brennand, complexo cultural da capital pernambucana, com 11 governadores. Todos da região confirmaram presença – Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe. Além deles, irão os governadores de Minas Gerais e Espírito Santo, abrangendo parte do Sudene. Parlamentares nordestinos, que cobravam a ida do presidente à região, também estão sendo convidados.

Na primeira entrevista após assumir o cargo, Bolsonaro disse que os governadores nordestinos não deveriam pedir dinheiro a ele. “Não venham pedir nada para mim, porque não sou presidente. O presidente está lá em Curitiba”, disse ele, em referência ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso na Lava Jato. Bolsonaro, porém, argumentou que não abriria uma guerra política para não prejudicar os eleitores. “Não posso fazer uma guerra com governador do Nordeste atrapalhando a população. O homem mais sofrido do Brasil está na região Nordeste. Vamos mergulhar para resolver muitos problemas do Nordeste.”

A viagem de Bolsonaro foi precedida de encontros com esses governadores. Em uma reunião recente em Brasília, ministros palacianos apelaram por mais apoio à reforma da Previdência. Argumentaram que, apesar das diferenças políticas, não era mais tempo de “palanque”.

Os governadores disseram entender a necessidade da reforma, mas cobraram proteção aos pobres do Nordeste. A região registra a maior taxa de desemprego no País: 15,3%, acima da média nacional, de 12,7%. E vem sofrendo com o arrocho no orçamento. Nos três primeiros meses do ano, Bolsonaro enviou R$ 242 milhões aos Estados nordestinos. Sem descontar a inflação no período, foram 3,2% a menos frente ao mesmo período do ano passado, ainda na gestão de Michel Temer. Os números referem-se aos recursos para despesas discricionárias, que o governo pode ou não fazer. Não entram nessa conta as transferências obrigatórias. Cortes. Em carta aberta após encontro com Bolsonaro em Brasília, os governadores do Nordeste reclamaram dos cortes orçamentários nas universidades e institutos federais, que motivaram as marchas de rua da semana passada, e solicitaram a retomada de obras rodoviárias, de segurança hídrica e habitacionais, como forma de combater o desemprego. “A pauta dele não tem nada a ver com a necessidade do Brasil. Dar arma a vereador, tem coisa mais velha que isso?”, comentou um governador, reservadamente, ao deixar o encontro.

Em 2018, o petista Fernando Haddad venceu em todos os Estados do Nordeste. Para reverter o quadro negativo, Bolsonaro encomendou aos ministros ações imediatas, além do plano de longo prazo.

Os ministros prepararam a Agenda Nordeste, um conjunto de ações de curto prazo – a maioria delas já existia em governos anteriores, mas será remodelada. Entre elas, estão a instalação de cisternas nas escolas (do Ministério da Cidadania), que também anunciou pagamento de 13.º no Bolsa Família; a aquisição de alimentos da agricultura familiar e crédito fundiário (a cargo a pasta da Agricultura); ligação por internet em escolas rurais e o estímulo ao interesse por ciências ( Ciência e Tecnologia e Educação); e a Rede Cegonha, de atenção básica a mães e bebês (Saúde).

“A região precisa de atenção especial, é a que tem a maior representatividade do País, com maior número de governadores”, diz o ministro do Desenvolvimento Regional, Gustavo Canuto. “A ida dele traz um marco para a região, mostra visão estratégia que vai além do governo dele. O plano é pensado para 12 anos, extrapola a gestão e mostra um pensamento de Estado.” (Fonte: Estadão/Foto: Reprodução Internet)

 


Lucinha Mota é eleita vice-presidente do PSOL em Petrolina

por Milena Pacheco 6 de Maio de 2019 às 11:39
categoria: Política

Confirmando a estratégia para as próximas eleições, o PSOL elegeu sua nova diretoria para Petrolina e tem Lucinha Mota, mãe da garota Beatriz, como sua nova vice-presidente.

Lucinha desbancou figuras históricas, alinhadas ideologicamente com a legenda e ocupou um alto cargo na direção partidária. Com a bagagem de mais de 13 mil votos e sendo a terceira candidata mais votada do partido na disputa pela cadeira da ALEPE, Lucinha é a aposta da legenda para crescer na capital do Sertão.

Foto: Divulgação

Ainda com vistas em 2020, foi criado o fórum do PSOL no Sertão do São Francisco, com a presença na reunião de representação das cidades de Santa Maria da Boa Vista e Lagoa Grande. A codeputada estadual Jô Cavalcanti, que participou do encontro, mandato à disposição do município, em assuntos pautados pelos correligionários.

Além da eleição, que confirmou Rigel Castro como presidente, a reunião também discutiu a pauta da Reforma da Previdência, com foco na luta para derrotar a proposta do governo federal na Greve Geral, que ocorrerá no dia 14 de junho. (Fonte: Blog Nossa Voz/Foto: Divulgação)


Bolsonaro deverá visitar Pernambuco ainda este mês; Petrolina ainda é incógnita em agenda

por Milena Pacheco 6 de Maio de 2019 às 10:54
categoria: Política

Foto: Reprodução Internet

O presidente Jair Bolsonaro indicou que visitará Pernambuco até o final deste mês. A informação é do senador Fernando Bezerra Coelho, líder do governo no senado.

De acordo com o parlamentar pernambucano, a visita deve ser agendada para a segunda quinzena do mês, aproveitando o tour que o presidente fará pelo Nordeste.

Na visita, ainda de acordo com líder governista,Bolsonaro deve observar as condições de obras de infraestrutura, como a Adutora do Agreste, o Ramal do Agreste e a Transposição do Rio São Francisco. A passagem por Petrolina, principal reduto eleitoral de Bezerra, não foi confirmada nessa articulação prévia. (Fonte: Blog Nossa Voz/Foto: Reprodução Internet)


Damares Alves pede a Bolsonaro para deixar o governo após sofrer ameaças de morte

por Milena Pacheco 3 de Maio de 2019 às 16:44
categoria: Política

A ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves, se reuniu com o presidente Jair Bolsonaro para discutir seu futuro. Depois de fazer um balanço das atividades, Damares comunicou que vai deixar o cargo, Damares alega que está cansada e precisa cuidar da saúde, que anda debilitada.

Foto: Reprodução/Internet

Desde que assumiu o comando da pasta, há quatro meses, a ministra enfrenta uma rotina estressante, recebendo ameaças de morte. Com isso, ela abandonou sua residência, em Brasília, e passou a morar num hotel, cujo endereço é mantido em segredo.

Por recomendação do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República (GSI), Damares também não costuma antecipar a agenda, circula pela cidade escoltada e um segurança fica postado na entrada de sua sala durante todo o expediente. (Fonte: Bahia Notícias/Foto: Reprodução/Internet)


Título de eleitor terá QR Code no lugar de assinatura a partir de maio

por Milena Pacheco 3 de Maio de 2019 às 10:39
categoria: Eleição

Versões novas ou renovadas serão em papel sulfite, e não mais papel moeda

O título de eleitor passa a ter um novo formato a partir do mês de maio deste ano. A mudança determina que o documento seja impresso em papel sulfite branco com dados de filiação do eleitor e QR Code no lugar da assinatura.

Foto: Reprodução/ Diário Oficial da União

Anteriormente, o documento era verde e branco, emitido em papel moeda, que pode ser usado até quando houver disponibilidade de material nas unidades de atendimento da Justiça Eleitoral.

Os eleitores que possuem o modelo velho não precisam refazer o título por causa desta mudança. É possível ter acesso à versão digital do título, baixando o aplicativo e-Título, disponível para celulares com sistema operacional iOS e Android.

A mudança foi feita para atender a uma resolução do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) de 22 de março de 2018. (Com informações EnfoqueMS/Foto: Reprodução/ Diário Oficial da União)


Mais de 98 mil eleitores faltosos podem ter o título cancelado na Bahia

por Milena Pacheco 2 de Maio de 2019 às 17:23
categoria: Eleição

Um total de 98.227 mil eleitores identificados como faltosos poderá ter o título cancelado, caso não procure um posto ou cartório da Justiça Eleitoral até o próximo dia 6 de maio, para regularizar a situação, segundo informações divulgadas pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA).

São considerados faltosos aqueles que não votaram nem justificaram a ausência nas três últimas eleições (regulares ou suplementares), sendo cada turno de um pleito considerado uma eleição. Em Salvador, conforme o TRE, 7.439 eleitores estão passíveis de cancelamento.

Foto: Reprodução Internet

No portal do TRE-BA, é possível fazer a consulta da situação eleitoral de forma simples e gratuita. Basta procurar a opção “situação eleitoral”, no canto superior esquerdo da página principal. Após preencher o nome completo ou número do título, o serviço indicará se o título está regular ou irregular.

O eleitor irregular deverá comparecer a um cartório ou posto da Justiça Eleitoral munido de documento oficial com foto e comprovante de residência. Além disso, será necessário pagar uma multa no valor aproximado de R$ 3,50 (por cada ausência sem justificativa).

O processo de regularização pode ser iniciado pela internet, na página do TRE. Após o preenchimento dos dados pessoais, a página possibilitará a emissão de Guia de Recolhimento da União (GRU) para a quitação da multa.

Depois de emitir a GRU e realizar o pagamento da pendência, o eleitor precisará se dirigir apenas uma vez ao cartório eleitoral para regularizar a situação.

Prazos

O prazo para atualização do Cadastro Eleitoral está previsto na Resolução do TSE nº 23.594/2018, que estabelece todos os procedimentos relativos ao cancelamento dos títulos eleitorais e à regularização da situação dos eleitores.

Segundo o TRE-BA, os nomes dos eleitores e os números dos respectivos documentos cancelados serão disponibilizados pela Justiça Eleitoral a partir do dia 24 de maio. (Com informações G1/Foto: reprodução internet)


Na Boa Vista FM, Marília Arraes (PT) critica reforma: “Praticamente nada se salva nesse projeto”

por Milena Pacheco 2 de Maio de 2019 às 16:51
categoria: Política

A deputada federal Marília Arraes (PT), participou por telefone do Programa Nossa Voz da Boa Vista FM nesta terça-feira (30), e comentou sobre a reforma da previdência. A deputada, que faz parte da Comissão de Seguridade Social e também é relatora da subcomissão da previdência da mulher, disse acreditar que as maiores prejudicadas com a reforma serão as mulheres e acredita ser muito difícil que a proposta para aposentadoria rural seja aprovada.

Foto: Sergio Bernardo

“Eu diria que hoje é muito difícil que seja aprovada essas mudanças lá na câmara em relação aos trabalhadores rurais, mas as trabalhadoras da cidade também vão ser as maiores atingidas”, destacando ainda que as mulheres trabalham o dobro dos homens, já que trabalham em casa, e segundo a deputada esse fator deve ser considerado no cálculo da aposentadoria.

Segundo Marília, o direcionamento do Partido dos Trabalhadores sobre a proposta é de que o projeto é ruim e não merece ser emendado. “Eu e outros deputados achamos que apesar dele ser realmente péssimo e praticamente nada se salvar nesse projeto que eles apresentaram de reforma, nós precisamos sim apresentar emendas e colocar nossa visão do que precisa ser feito”, destacou.

A deputada ressaltou ainda que o que representa no projeto é um ajuste fiscal e não uma reforma da previdência efetivamente, prejudicando os mais pobres quando estiverem mais idosos.

Marília discorda também sobre mudanças no BPC. “Eles propõe que o idoso passe a ganhar R$ 400 em vez de um salário-mínimo, que é um verdadeiro absurdo. Quero saber desse pessoal que tá propondo, se vivem com R$ 400? Eles não pagam nem um jantar deles, uma garrafa de vinho que eles tomam com R$ 400, e querem que o povo, o idoso, o pobre brasileiro viva com R$ 400 por mês”, reforçando a crença de que conseguirão barrar esses pontos na Câmara. (Foto: Sergio Bernardo)

(Por Anderson Guimarães)


Perfil Parlamentar de Osvaldo Coelho mostra como é “fazer a boa política”, destaca autor

por Simone Marques 24 de Abril de 2019 às 12:31
categoria: Política

Foi lançado na manhã desta quarta-feira (24), no Espaço do Servidor, no Anexo II da Câmara dos Deputados, o Perfil Parlamentar de Osvaldo Coelho. O livro faz parte de uma série exclusiva reservada a políticos que, através da prática no Congresso Nacional, se destacaram na história do país. A publicação é de autoria do consultor legislativo, Ricardo José Pereira Rodrigues, foi editada pela Edições Câmara e pode ser adquirida na livraria da Câmara e pela internet no endereço livraria.camara.leg.br . No endereço eletrônico ainda há uma versão para download gratuito.

Várias autoridades prestigiaram o evento, a exemplo do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, o líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho, o senador e ex-governador de Pernambuco, Jarbas Vasconcelos, os deputados federais Fernando Filho, André de Paula, dentre outros.

Representando a família de Osvaldo Coelho estavam Ana Josepha (filha), acompanhada do marido Gercino e os filhos do casal, Gercino Filho e Felipe; Guilherme Coelho (filho), acompanhado da esposa Lila e dos filhos Arthur e Bruno; o genro Silvo Medeiros, a neta Ana Helena Medeiros ; o irmão Adalberto Coelho e o sobrinho e ex-governador da Bahia , Nilo Coelho.

O presidente do Instituto Liberdade e Cidadania, parceiro da Câmara dos Deputados neste lançamento, José Carlos Aleluia, ao discursar na cerimônia não poupou elogios ao trabalho desempenhado por Osvaldo Coelho e sua disposição para melhorar a transformar a vida população. “Ler a biografia significa aprender um pouco do que foi feito pela pessoa. Eu conheci os Coelhos na Bahia e pude perceber o quanto eles eram persistentes e o quanto eles defendiam as suas regiões. Osvaldo apareceu na Chesf com a ideia de que a Companhia poderia ajudar na construção de uma escola técnica. Era uma semente. Essa escola técnica em que ele levou o pleito ao presidente da Chesf e nós aprovamos, virou a Universidade Federal do Submédio São Francisco. (…) Osvaldo é uma forma de trabalhar, é um jeito de exercer a vida pública, é um exemplo para todos nós, para todos aqueles que trabalham como deputados. Para mim, Osvaldo foi sempre uma inspiração e o seu livro vai ficar sempre na minha cabeceira”, confessou.

O ex-deputado federal Guilherme Coelho, agradeceu ao autor e a editora do Perfil e destacou a missão assumida pelo pai. “Quero cumprimentar a editora da Câmara e ao Ricardo pela dedicação para que esse livro pudesse sair. Nilo morre, foi operado em um Hospital de São Paulo, mas não resiste. Ficamos órfãos, sem saber para onde ir. Mas Osvaldo Coelho teve a tenacidade, teve a vontade de não deixar aquilo morrer, de continuar aquele trabalho. (…) E ele dizia uma coisa importante: que os mais fortes existiam para cuidar dos mais fracos. E foi por isso que no túmulo dele está escrito: quero ser lembrado como o homem que cuidou dos mais fracos do Sertão brasileiro”.