asdasdasdasd

Joalina e Viva Petrolina se solidarizam com secretário da AMMPLA e alertam sobre fake news

por Milena Pacheco 12 de Dezembro de 2019 às 11:14
categoria: Política

Foto: Milena Pacheco/ Nossa Voz

As duas empresas de transporte coletivo que atuavam em Petrolina, Viva e Joalina Transportes, manifestaram através de nota sua indignação ao tempo que se solidarizam com o gestor e sua família pela tentativa de homicídio sofrida pelo secretário-executivo da AMMPLA, José Carlos Alves, na manhã desta quarta-feira (11). Os representantes ressaltam ainda o cuidado em não divulgar falsas informações sobre o ocorrido.

Confira nota:

Em face da covarde tentativa de assassinato contra a pessoa do Sr. José Carlos Alves ocorrida na manhã do dia 11 de dezembro, vimos, através da presente, inicial e principalmente, solidarizarmo-nos com ele e com a sua família, neste momento tão delicado, registrando, de logo, os nossos votos de pronta recuperação a ele, rogando a Deus que lhe cubra de bênçãos e saúde.

Exortamos os mandatários, as autoridades constituídas, os comunicadores sociais e, enfim, todos, a termos responsabilidade na veiculação de informações evasivas, de acusações infundadas, a fim de que, além de uma tentativa de homicídio, não assassinemos reputações, com a veiculação de ilações desprovidas de qualquer suporte probante. Excessos, inverdades, falsas insinuações foram, infelizmente, proferidas e serão objeto de provocações judiciais, em momento oportuno.

Petrolina/PE, aos 12 de dezembro de 2.019, quinta-feira.

VIVA PETROLINA TRANSPORTES LTDA.

Eduardo José Pimenta Ribeiro de Urzedo.

JOALINA TRANSPORTES LTDA.

Eurico de Sá Cavalcanti.


Câncer de Bolsonaro é fake news, diz Secom

por Milena Pacheco 12 de Dezembro de 2019 às 11:12
categoria: Política

A Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom) divulgou, na noite desta quarta-feira (11), um comunicado desmentindo o próprio presidente Jair Bolsonaro sobre a possibilidade de ele estar com um câncer de pele. No início da tarde, o capitão da reserva foi submetido a um procedimento no Hospital da Força Aérea Brasileira, em que foi retirada uma pinta de sua orelha.

“O presidente Jair Bolsonaro esteve nesta tarde, em Brasília, no Hospital da Força Aérea Brasileira, onde passou por avaliação médica dermatológica. O presidente apresenta boas condições de saúde, sem qualquer indicativo de câncer de pele e mantém a previsão de agenda para a semana conforme programado”, diz o comunicado.

A informação, no entanto, vai contra o que Bolsonaro afirmou em conversa com jornalistas no Palácio da Alvorada. “Tem um possível câncer de pele. Tenho pele clara, pesquei muito na minha vida, fiz muita atividade. Então, a possibilidade de câncer de pele existe”, afirmou. “Tiraram (o sinal), me cutucaram, furaram. Eu dormi. Eu estava tão cansado que deitei na maca e dormi”, completou.

O ex-capitão ainda afirmou que está bem e, por ora, Hamilton Mourão segue como vice-presidente. “Por enquanto, o Mourão continua vice, pode ter certeza”, disse. (Fonte: Revista Forum)


“Votarei contra o aumento do Fundo Eleitoral”, garante Gonzaga Patriota

por Milena Pacheco 11 de Dezembro de 2019 às 10:01
categoria: Política

(Foto: Reprodução)

O deputado federal Gonzaga Patriota (PSB-PE) criticou o aumento do Fundo Eleitoral, que cobrirá os gastos dos candidatos nas eleições de 2020. O parlamentar afirmou que o projeto não é bom para sociedade e que alguns deputados estão legislando em causa própria.

“Votarei contra o aumento nos recursos para o fundo. Não podemos admitir que aumentem de R$ 2,5 bilhões para R$ 3,8 bilhões um dinheiro que deveria ser aplicado na saúde, educação e infraestrutura e não enviado para os partidos”, argumentou.

O socialista ainda informou que votou a favor do veto 35/2019 que trata da utilização de recursos para o pagamento de juros, multas, débitos eleitorais e demais sanções aplicadas por infração à legislação eleitoral ou partidária, incluídos encargos e obrigações acessórias.

“Votei agora a favor do veto 35/2019 que se refere a não permitir a utilização do fundo partidário para pagamento de multas aplicadas a justiça eleitoral, ou seja, esse artigo ele permitia que os candidatos pudessem pagar advogados, multas com o fundo partidário. O presidente vetou e eu votei a favor do veto que foi mantido”, explicou. 


Jair Bolsonaro desembarca nesta quarta-feira (11) em Salvador

por Milena Pacheco 10 de Dezembro de 2019 às 11:57
categoria: Política

O presidente Jair Bolsonaro cumprirá agenda em Salvador na próxima quarta-feira (11). De acordo com a assessoria do Planalto, o chefe do Executivo federal participa, às 15h, da cerimônia de entrega da primeira etapa da reforma do Salvador Bahia Airport.

A cerimônia registra a conclusão de intervenções na infraestrutura do equipamento, que contempla 90% das obras previstas no contrato de concessão. Segundo a assessoria do aeroporto da capital baiana, serão entregues áreas ampliadas e iniciativas sustentáveis. (Fonte: Jornal A Tarde)


Deltan Dallagnol processa Gilmar Mendes por danos morais e pede R$ 59 mil

por Milena Pacheco 9 de Dezembro de 2019 às 10:57
categoria: Política

Deltan cita uma entrevista de Gilmar Mendes à Rádio Gaúcha, na qual o ministro do STF acusou a Lava Jato de ser uma organização criminosa

O procurador da Operação Lava Jato, Deltan Dallagnol, decidiu processar o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, por danos morais.

Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil

Segundo o jornal Estado de São Paulo, Deltan cita uma entrevista de Gilmar Mendes à Rádio Gaúcha, na qual o ministro do STF acusou a Lava Jato de ser uma organização criminosa, formada por “gente muito baixa, muito desqualificada”.

O integrante do Ministério Público Federal (MPF) citou também o julgamento de agravo regimental 4435, em que Gilmar Mendes chamou os integrantes da força-tarefa de “cretinos”, “gentalhada”, “desqualificada”, “despreparada”, “covardes”, “gângster”, “organização criminosa”, “voluptuosos”, “voluntaristas”, “espúrios”, “patifaria” e “vendilhões do templo”.

Deltan Dallagnol pede 59 mil reais de indenização. (Fonte: Bahia.Ba)


Rui sofre mal-estar durante agenda em Jequié; assessoria diz que governador ‘está bem’

por Milena Pacheco 6 de Dezembro de 2019 às 12:17
categoria: Política

Petista foi atendido por médicos do Samu e voltou a participar de evento na manhã desta sexta-feira

O governador Rui Costa (PT) sofreu um mal-estar na manhã desta sexta-feira (6), durante uma agenda política no município de Jequié, no sudoeste da Bahia.

Segundo a assessoria do petista, sua pressão arterial provavelmente baixou por causa do calor que faz na cidade.

“Passou mal, foi atendido no próprio local por médicos do Samu e voltou a participar do evento. A foto acima foi feita agora, 11h18, após o mal-estar que ele teve. Rui está bem e segue agenda em Jequié”, informou em nota. (Fonte: Bahia.Ba/Foto: Secom/GOVBA)


Deputados de SP partem para agressão e suspendem sessão; veja vídeo

por Milena Pacheco 5 de Dezembro de 2019 às 11:53
categoria: Política

Foto Reprodução vídeo Rede Alesp

Confusão na Assembleia Legislativa começou quando parlamentar Arthur do Val, o Mamãe Falei, chamou servidores de "bando de vagabundo"

Uma discussão sobre a PEC da reforma da Previdência para os servidores estaduais quase terminou em troca de agressões físicas na Assembleia Legislativa de São Paulo na tarde de quarta-feira (4).

Um dos protagonistas da confusão, o deputado Arthur do Val (sem partido) falava ao microfone quando deputados da bancada do PT (Partido dos Trabalhadores), do PSOL e outros parlamentares subiram à tribuna.

Arthur do Val —mais conhecido como ‘Mamãe Falei’— já havia sido advertido pelo presidente da Casa, deputado Cauê Macris (PSDB), por chamar os servidores que estavam na galeria do plenário de “bando de vagabundo” e ‘”chamar para a briga” alguns dos presentes. A sessão, que precisou ser suspensa, houve empurra-empurra e ameaça de socos. Algunsparlamentares tiveram que ser contidos.

Membro do MBL, Arthur do Val foi eleito pelo DEM com 478 mil votos e, atualmente, tem quase 2,6 milhões de inscritos em seu canal do YouTube.

Após a sessão ter sido interrompida, os deputados voltaram a discursar sobre a PEC e sobre a confusão no plenário. Os parlamentares concluíram os discursos 0h30 desta quinta (5). O texto da PEC poderá ser votado em primeiro turno também nesta quinta, em uma nova sessão. (Fonte: Bahia.Ba)


Congresso mantém veto a propaganda partidária na TV e no rádio

por Milena Pacheco 4 de Dezembro de 2019 às 13:13
categoria: Política

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O Congresso Nacional manteve, na noite de ontem (3), o veto presidencial à recriação da propaganda partidária semestral na televisão e no rádio. A votação ocorreu em sessão conjunta da Câmara e do Senado. O veto chegou a ser derrubado pelos deputados, mas foi mantido no Senado, por uma margem estreita.

Para ser derrubado, um veto precisa ter maioria absoluta em ambas as Casas – 41 votos no Senado e 257 votos na Câmara. Entre os deputados, foram 277 votos pela derrubada do veto, mas no Senado foram apenas 39, mantendo assim o veto presidencial.

A propaganda partidária na TV e no rádio foi extinta em 2017. Eram propagandas veiculadas semestralmente pelos partidos, fora do período eleitoral. De acordo com parlamentares favoráveis ao veto, a medida custaria R$ 460 milhões por ano aos cofres públicos.

Partidos como o Novo, autor do destaque, Podemos e Rede se posicionaram a favor do veto. Já os partidos maiores, muitos do chamado “centrão”, foram derrotados.

O destaque seguinte propunha a manutenção do veto sobre o uso do fundo eleitoral para pagamento de multas eleitorais. Além disso, o destaque, apresentado pela Rede, também defendia a manutenção de outro veto presidencial – o que impedia mudanças nas condições de inelegibilidade, no contexto da Lei da Ficha Limpa.

Vários partidos então – como PT, PL, PSD, Republicanos, PSDB, PSB, PDT, DEM, Solidariedade e PCdoB – obstruíram a votação, obrigando o presidente do Congresso, senador Davi Alcolumbre, a encerrar a sessão. (Fonte: Agência Brasil)


Gonzaga Patriota critica proposta de retirar trecho da Transnordestina em PE

por Milena Pacheco 3 de Dezembro de 2019 às 12:41
categoria: Política

Em discurso na Tribuna da Câmara dos Deputados, Gonzaga Patriota (PSB) demonstrou toda a sua indignação com a intenção do ministro de Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, de excluir o trecho pernambucano da Ferrovia Transnordestina. Patriota lembrou que é autor do Projeto de Lei da Transnordestina e que essa obra é de suma importância para economia do Nordeste.

Foto: Reprodução

“O governo está querendo suspender o trecho da Transnordestina em Pernambuco, mas ele não pode porque é Lei. Então é bom que o senhor ministro entenda que ele não pode alterar e eu, como autor desse projeto, como ferroviário que fui por mais de 10 anos, não posso aceitar esse absurdo de se tirar o trem do Nordeste onde tem a fruticultura e tantas outras riquezas”, disse o socialista.

Segundo Patriota, essa decisão pode ter sido resultado de conflitos políticos entre o Governo Federal e o Estadual. “No mês passado, o presidente Jair Bolsonaro chamou o governador Paulo Câmara (PSB) de “espertalhão”, quando falou sobre a paternidade o 13º do Bolsa Família que será concedido pelos governos federal e de Pernambuco. O Governador Paulo Câmara prometeu o benefício em agosto de 2018 e o atual presidente citou que adotaria a iniciativa em outubro do ano passado. Pernambuco não pode, nem será prejudicado em função de discussões políticas”, comentou Patriota.

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, disse recentemente numa entrevista ao jornal Valor Econômico, que poderia excluir da concessão original da Ferrovia Transnordestina o trecho que corta Pernambuco. No projeto, o empreendimento ligaria o Sertão ao Litoral, começando na cidade de Eliseu Martins, no Sul do Piauí, seguindo até Salgueiro, Sertão do Estado.

Lá, a ferrovia se divide em dois trechos: um que corta Pernambuco e deveria chegar ao Porto de Suape – no Grande Recife – e o outro iria até o Porto de Pecém, nas proximidades de Fortaleza, no Ceará. As obras foram iniciadas em 2006. Agora, tem cerca de mil homens trabalhando em alguns trechos do Ceará e do Piauí, de acordo com informações do Ministério da Infraestrutura.

A entrevista ocorreu no Workshop PPPs e concessões promovido pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em Brasília. Caso o concessionário tenha que fazer apenas a parte do Ceará, o investimento sairia dos R$ 7 bilhões e ficaria em torno dos R$ 4 bilhões, de acordo com as informações do Ministério.

Depois de ser retirado da concessão do projeto original, o trecho pernambucano seria explorado por outro operador ferroviário, que construiria o ramal e depois exploraria o serviço, de acordo com o ministro, que também adiantou já existir uma empresa interessada na concessão dessa parte do empreendimento. (Fonte: Blog Nossa Voz)


Wagner diz que Bolsonaro precisa deixar ‘de ser o bobo da corte’

por Milena Pacheco 3 de Dezembro de 2019 às 11:08
categoria: Política

Senador citou decisão de Donald Trump de sobretaxar aço brasileiro

O senador Jaques Wagner (PT) comentou a decisão do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, de aumentar as tarifas sobre produtos brasileiros mesmo com uma aparente boa relação com o presidente Jair Bolsonaro.

Foto: Luiz Felipe Fernandez/bahia.ba

Para a coluna Painel, da Folha de São Paulo, Wagner afirmou que Bolsonaro deveria se inspirar no presidente americano e passar a colocar os interesses nacionais em primeiro lugar.

“O presidente daqui precisa deixar de ser o bobo da corte e aprender com o de lá a defender os interesses do nosso Brasil”, falou. (Fonte: Bahia.Ba)