asdasdasdasd

Miguel Coelho: Garantindo paz em família, mas com risco de debandada na bancada

por Simone Marques 2 de Abril de 2019 às 10:16
categoria: Política

Ele garante que não antecipa o debate eleitoral, mas segue em plena atividade política montando seu guarda-chuvas multipartidário, o que lhe garantirá mais tempo de televisão e mais inserções durante a programação da TV aberta num ano em que a cidade experimenta o segundo turno. Ainda não sabe de quem estamos falando? Do prefeito de Petrolina, Miguel Coelho (PSB). Em recente entrevista a um veículo da capital pernambucana, o ainda socialista confirmou que o comando do diretório municipal do Democratas está nas mãos do seu irmão, o deputado estadual Antônio Coelho. Depois de arregimentar o PR, colocando seu secretário de governo e agricultura, Simão Durando, agora garante a permanência do DEM em sua base e já conta com o PSDB, capitaneado pelo ex-deputado Guilherme Coelho.

Para saber sobre os planos do novo presidente do Democratas, que na cidade viveu dias de glória na condução do eterno deputado Osvaldo Coelho, entramos em contato com o deputado Antônio Coelho que apontou as diretrizes a serem alcançadas. “Assumimos em Petrolina uma nova missão política, um trabalho, um desafio que deve ainda mais engrandecer o nosso trabalho enquanto parlamentar. A presidência do DEM vai permitir que nós e um conjunto de lideranças políticas, de filiados, possamos tomar posicionamentos firmes a favor da reforma, das reformas necessárias que vão fazer o nosso pais e o nosso Estado de Pernambuco crescerem cada vez mais. E o DEM, partido Democratas em Petrolina vai ser um partido de posicionamentos claros”, definiu Coelho.

Sem surpresas, Antônio confirmou a oposição ao governador e a fidelidade a gestão de Miguel. “Seremos oposição ao governo Paulo Câmara, a um governo que ainda insiste em virar as costas para o Sertão e para nossa querida Petrolina e teremos também a coragem e a iniciativa de apoiar a gestão municipal transformadora que é a gestão do prefeito Miguel Coelho. Contarei sempre com a ajuda de toda a comissão e todos os filiados para podermos construir um novo tempo na política de Petrolina”, finalizou.