asdasdasdasd

“Volta ou não volta” à Casa Plínio Amorim de Cícero Freire chega ao fim

por Adriana Rodrigues 9 de Março de 2018 às 11:00
categoria: Política

A celeuma volta ou não volta à Casa Plínio Amorim, de Cícero Freire (PR), parece ter chegado ao fim. Na sessão da última quinta-feira (08), que homenageou as mulheres, o parlamentar compareceu e confirmou seu retorno.

Júnior Gás (PR), que agora volta para suplência, diz ter ficado desapontado por ter sido o último a saber, mas agradece a oportunidade e garante que o prefeito Miguel Coelho (PSB), não o deixará desamparado.

Já Cícero Freire, diz que comunicou ao vereador. "Nós fizemos um compromisso com Deus e com o partido de darmos um ano ao nosso suplente. Isso nós estamos honrando, e acredito que vamos ajudar não só ele, como outros suplentes nessa casa".

Apesar de não ter contemplado o suplente com um ano de mandato, ele reconhece que foi eleito com os votos da legenda, e portanto, tem a obrigação de ajudar suplentes.

Junior Gás assumiu o mandato no dia 02 de maio. Na época, Cícero saiu com a justificativa de que realizaria uma cirurgia no joelho que demandaria tempo de recuperação, mas nos bastidores, os comentários deram conta que o republicano teria sofrido pressão da sigla para que se cumprisse um acordo durante a campanha: quem se elegesse, deixaria o mandato para ocupar cargo no governo municipal, do qual o PR é aliado, para o primeiro suplente assumir a vaga. Mas, Cícero Freire não cumpriu o acordo e retornou antes de um ano. Especulações dão conta que o parlamentar está insatisfeito com o atual governo e por isso pediu retorno.

Sobre a pretensão de disputar uma cadeira no legislativo estadual, Freire não esconde o seu desejo, mas faz suspense. Ele diz “que está ainda avaliando com os familiares e com União dos Vereadores de Pernambuco”. De acordo com ele, “é um projeto que ainda não está concretizado”.