asdasdasdasd

Força de segurança municipal atua em operação integrada de combate à crimes em Petrolina

por Adriana Rodrigues 13 de Abril de 2018 às 08:51
categoria: Segurança

 A Operação Força no Foco em Petrolina ganhou um reforço importante. Nesta quinta-feira (12) a Guarda Civil Municipal (GCM) se uniu às polícias Civil e Militar para a 6ª edição da ação que tem como por objetivo intensificar e combater ações criminosas na cidade, além de cumprir mandados de prisão. Até amanhã, sexta-feira (13), a GCM vai atuar com sete viaturas, sendo uma picape e quatro motocicletas da Ronda Ostensiva Municipal (ROMU). A ideia é realizar diligências, rondas e abordagens, a pessoas e veículos, de forma integrada.

A Unidade Móvel de Videomonitoramento da GCM também está disponível. Ela foi instalada na Avenida Simão Durando, no bairro São Gonçalo. O micro-ônibus irá servir como ponto de apoio operacional e delegacia móvel, onde um delegado e um escrivão vão estar de plantão para lavrar as possíveis ocorrências. Cerca de 20 guardas civis vão trabalhar em regime de revezamento durante a realização da operação.

De acordo com o delegado seccional da 26ª Delegacia da Polícia Civil de Pernambuco e coordenador da operação, Marceone Ferreira, o trabalho da GCM se enquadrou dentro dos objetivos da Força no Foco. “Dentro daquilo que foi planejado visualizamos a necessidade de contar com a Guarda Civil Municipal. Certamente o trabalho do efetivo escalado para estar com a gente e a estrutura disponível para organizar a delegacia móvel será importante para o sucesso da operação, conforme já ocorreu em outras três oportunidades. Nossa ideia é poder ampliar essa atuação integrada muito em breve”, destaca Ferreira.

Para o secretário-executivo de Segurança-Pública, José Silvestre, a participação da GCM na Operação Força no Foco reforça a importância da integração entre as forças de segurança que atuam no município. “Desde o ano passado, o prefeito Miguel Coelho está investindo na segurança pública municipal a fim de que a Prefeitura de Petrolina possa fazer a sua parte num quesito fundamental para o bem-estar da população. A nossa ideia é realizar um trabalho de policiamento comunitário e integrado com as demais polícias a fim de proporcionar para os cidadãos uma Petrolina cada vez mais segura”, afirma Silvestre.