asdasdasdasd

Emoção e homenagens no velório da ex-primeira-dama Cléa Coelho em Ouricuri

por Gabriela Canário 12 de Setembro de 2018 às 09:13
categoria: Sertão do Araripe

A cerimônia fúnebre de Cléa Coelho, esposa do ex-prefeito de Ouricuri Chico Coelho, de 71 anos que faleceu na madrugada desta segunda (10), na capital pernambucana onde estava internada há 90 dias na UTI de um hospital particular, aconteceu na residência da família no centro da cidade, sendo permitido que parentes e amigos deixassem suas mensagens para honrar a memória da eterna professora, que também já exerceu cargo de Secretária de Ação Social e deixou boas lembranças de sua gestão.

O sobrinho e ex-vice prefeito Guga Coelho, homenageou a tia com muita emoção, “foi uma perda irreparável, uma pessoa que lutou, batalhadora, ela sofria de diabetes e tinha problemas no coração, mas nessa terra a gente nasce, cresce, se desenvolve e parte para a eternidade. Uma pessoa que cumpriu com sua tarefa aqui na terra, tinha um coração grande e contribuiu muito para o desenvolvimento do nosso município”, disse o sobrinho.

O prefeito de Petrolina Miguel Coelho veio participar das homenagens e também deixou uma mensagem para a família, “é um sentimento de tristeza primeiro pela pessoa que era dona Cléa, amiga e parceira de seu Chico, casados há mais de 49 anos, tive a alegria de caminhar com eles numa campanha para deputado estadual, e acho que por mais forte que seja o sentimento de perda não podemos nos abater, porque as boas lembranças podem nos fortalecer e creio que essas lembranças vão ficar no coração do povo de Ouricuri.

Gilvan Coriolano ex-prefeito, também compareceu, ele disse que precisava dar uma abraço no amigo, “eu venho aqui abraçar meu amigo Chico Coelho nessa hora difícil que ele tá passando, ele e todo o povo de Ouricuri. A esposa dele era uma pessoa que tinha preocupação com os mais fracos e tinha responsabilidade de primeira-dama e exercia com toda dignidade”, disse ele.

Houve as 16 h um cerimonial religioso e em seguida, o sepultamento, no cemitério local no centro de Ouricuri.

Cidinha Medrado