asdasdasdasd

TSE lança aplicativo para substituir título de eleitor em papel

por Adriana Rodrigues 1 de Dezembro de 2017 às 18:38
categoria: Tecnologia

O brasileiro poderá a partir de agora dispensar o uso do título de eleitor em papel. O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) lançou nesta sexta-feira (1°) um aplicativo de celular que substitui a necessidade de portar o documento na hora de votar.

O e-título trará todas as informações que constam no papel e, para os eleitores que já fizeram o cadastramento biométrico – que inclui também foto –, bastará o celular para votar.

Para quem ainda não realizou a biometria, será necessário apresentar, além do aplicativo no celular, um documento com foto. Cerca de 47% dos 146,7 milhões de eleitores fizeram o cadastramento biométrico até o momento.

Para o presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, a iniciativa representará economia de recursos públicos, uma vez que não será mais necessário, por exemplo, reimprimir todos os títulos de eleitores que mudaram de zona eleitoral para as próximas eleições. "Tínhamos para isso [reimpressão de títulos] separados de R$ 200 milhões a R$ 230 milhões", disse o ministro, dinheiro que, em boa parte, deve ser economizado, segundo ele.

De acordo com o TSE, o aplicativo que dispensa o uso do título foi desenvolvido sem a necessidade de compra de qualquer equipamento ou contratação de serviço externo. A Corte Eleitoral, no entanto, não especificou quanto do orçamento interno do tribunal foi alocado para o projeto.

O aplicativo foi uma iniciativa do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) do Acre com o objetivo de evitar que moradores de localidades muito distantes tivessem de ir até o cartório eleitoral apenas para imprimir o título. Agora, bastará baixar o aplicativo, sendo obrigatório comparecer à sessão somente nos casos de primeiro registro.

Download

O e-título está disponível para aparelhos que funcionam com o sistema operacional Android, na Play Store. A versão para iPhone, que utiliza o sistema iOS, poderá ser baixada em no máximo 10 dias, de acordo com o TSE. Ainda não há previsão de lançamento para outro sistemas operacionais.


Ao lado de ministro, diretora SGRC assina documento de migração para FM das Rádios de Pernambuco

por Karine Paixão 15 de Setembro de 2017 às 12:07
categoria: Tecnologia



Com a presença do ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, foi assinada na manhã desta sexta-feira (15), no Palácio do Campo das Princesas, para o ato de assinatura dos processos de migração de rádios AM para FM em Pernambuco. O evento contou coma presença da diretora das rádios do Sistema Grande Rio de Comunicação, Ana Amélia Lemos que também é vice-diretora do Sertão do São Francisco da Associação de Empresas de Rádio e Televisão de Pernambuco (ASSERPE) e representou o presidente da entidade, Cléo Nicéas. 

No Estado, várias emissoras aguardavam tal autorização a exemplo das rádios do Sertão com prefixos históricos como as rádios Pajeú, de Afogados da Ingazeira, Agnus Dei/Cardeal, de Arcoverde, Asa Branca de Salgueiro e Educadora de Belém do São Francisco estão entre as que aguardavam o ato do Ministério. Exemplo a ser seguido, a Rádio Voluntários, integrante do Sistema Grande Rio de Comunicação e localizada em Ouricuri, foi a segunda em Pernambuco a realizar a migração. 

Tramitação

A assinatura do documento feita na manhã, desta sexta-feira (15), não quer dizer que haverá migração automática para FM, mas é passo determinante. Após o ato, as emissoras ainda cumprem protocolo técnico até a autorização definitiva. Há ainda os custos para a montagem do novo parque técnico das emissoras, já que boa parte dos atuais equipamentos não servem para FM.

A migração de rede AM para FM no Brasil começou em 2009. O motivo era o desejo dos radiodifusores de preservar seus conteúdos da frequência AM e também melhorar seus serviços com a faixa FM, que tem melhor qualidade de áudio.

As redes AM tem longo alcance, mas sofre com interferências eletromagnéticas devido aos ruídos elétricos urbanos.Já na rede FM, as ondas de rádio são mais uniformes e são menos afetadas por interferências externas.

A migração não é obrigatória, mas os radiodifusores optaram pela mudança para conservarem seus conteúdos. As rádios que optarem por continuar na faixa AM vão ter de se adequar a certas normas, como ter a potência mínima de mil watts em vez de energias instáveis.O não cumprimento das normas vai resultar no encerramento das atividades da rádio, isso se a potência for menor que a caracterizada no AM local.


Goiás será o primeiro estado a implantar a CNH digital; veja como solicitar

por Karine Paixão 5 de Setembro de 2017 às 09:05
categoria: Tecnologia



Goiás será o primeiro estado do país a implantar a Carteira Nacional de Habilitação Digital (CNH-e). O documento virtual terá a mesma validade do impresso e estará disponível para os goianos a partir do próximo dia 30. Quem for revalidar ou fazer alguma alteração poderá fazer a solicitação em qualquer agência do Vapt Vupt. A leitura será feita por meio de um aplicativo de smartphone.

Gerente de Habilitação do Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO), Rodrigo Rezende acredita que o estado foi escolhido para iniciar a implantação da CNH-e pela qualidade no desenvolvimento de sistemas. Ele explica que o serviço está na fase final de implantação.

“Estamos fazendo testes de sistema. Hoje quem autoriza a CNH é o Denatran, e os sistemas têm que conversar”, explicou.

Quem tem direito

Para ter a carteira de motorista digital, o condutor precisará solicitar qualquer tipo de alteração que exija uma nova CNH, como o fim da validade, alteração de dados e autorização para atividade remunerada. Segundo Rezende, a expedição da modalidade digital não terá custo extra.

Atualmente, o condutor paga R$ 133,25 para o Detran para solicitar a carteira de motorista, além de outras taxas, como a do exame médico. De acordo com gerente, o governo estuda a elaboração de um projeto de lei para que haja a opção de emitir apenas a CNH-e. Neste caso, o motorista pagaria menos pelo serviço, visto que o documento não seria impresso. (G1)

 


Contran aprova CNH eletrônica, que entra em vigor a partir de fevereiro

por Adriana Rodrigues 26 de Julho de 2017 às 07:52
categoria: Tecnologia

O Conselho Nacional de Trânsito (Contran) aprovou nesta terça-feira (15) a Carteira Nacional de Habilitação Eletrônica (CNH-e). A CNH eletrônica é a versão digital do documento de habilitação, possui o mesmo valor jurídico da via impressa, que estará disponível a partir de fevereiro do próximo ano através de aplicativo no smartphone. O documento impresso, porém, continua tendo validade e poderá ser emitido normalmente.

A medida foi proposta pelo ministro das Cidades, Bruno Araújo. Segundo o Ministério, um sistema criptografado assegura a validade do documento. Sendo assim, o motorista que não estiver de posse do documento e utilizar a CNH eletrônica não será penalizado. Em caso de fiscalização, o motorista poderá apresentar o documento digital, que deverá ser comprovado por meio de certificado digital ou com a leitura do QRCode. Assim como já ocorre com a CNH impressa, os agentes de trânsito poderão consultar os dados dos documentos por meio de um aplicativo para fazer a leitura do QRCode. 

Projeto propõe dispensa de exames a pessoas com deficiência para renovar CNH

“Não medimos esforços para atender da melhor forma possível o cidadão, que está a cada dia mais conectado. A sociedade mudou e nós temos que acompanhar e facilitar os meios de identificação”, disse o ministro Bruno Araújo. 

Cadastro

O cadastro poderá ser feito no Portal de Serviços do Denatran, que requer o uso de certificado digital. Para ativar o cadastro, será enviado um e-mail de confirmação. Após confirmar, o usuário deve fazer o login já no aparelho em defesa utilizar a CNH digital. No primeiro acesso, será gerado um PIN, uma espécie de senha, para armazenar os documentos, que será usado também para sua visualização. A autenticidade é verificada no Assinador Digital do Denatran. Para bloqueio do aparelho, no caso de perda, roubo ou furto, o usuário pode bloquear a sua conta acessando o portal. 


Microsoft decreta ‘morte’ do Paint após 32 anos no Windows

por Adriana Rodrigues 25 de Julho de 2017 às 14:00
categoria: Tecnologia

A Microsoft incluiu o Paint, programa para criar desenhos, na lista de ferramentas que serão removidas da próxima atualização do Windows 10 ou já não recebem novos recursos. O update do sistema operacional deve ser lançado até outubro deste ano. Mas já há um substituto para o tradicional serviço.

Divulgada na quinta-feira (20), a lista inclui o Microsoft Paint entre as funcionalidades “descontinuadas”, ou seja, que “não estão sendo desenvolvidas de forma ativa e devem ser removidos nos próximos lançamentos”.

Já na categoria dos recursos que serão excluídos são o 3D Builder app (a Microsoft sugere que, no lugar dele, seja usado o Paint 3D para fazer imagens tridimensionais) e o Reader App (o leitor de arquivos será incorporado ao navegador Edge).

O Paint está presente no sistema operacional da Microsoft desde o Windows 1.0, o primeiro a ser lançado, em 1985.

Era uma versão licenciada do PC Paintbrush, desenvolvido pela ZSoft Corporation. Suportava apenas gráficos monocromáticos de 1-bit, mas foi substituída no Windows 3.0 pelo Paintbrush, que era capaz de ler imagens nos formatos bitmap, JPEG e PNG (esses dois últimos padrões só seriam contemplados no Windows 98).


Campanha para coleta itinerante de embalagens vazias de agroquímicos será lançada em Petrolina

por Mônia Ramos 29 de Junho de 2017 às 16:50
categoria: Tecnologia

Uma campanha para dar destinação correta às embalagens vazias de agroquímicos será lançada em agosto em Petrolina. A ação de coleta itinerante é uma parceria da prefeitura municipal, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Agrário, com a Associação do Comércio Agropecuário do Vale do São Francisco (Acavasf) e outras instituições.

Além de conscientizar os agricultores, a campanha visa a impedir o descarte de embalagens vazias em locais inadequados, evitando assim danos irreversíveis ao meio ambiente e à saúde da população.  Em Petrolina existe a Central de Recebimento de Embalagens Vazias de Agrotóxicos, localizada no N-1 do Perímetro de Irrigação Senador Nilo Coelho, zona rural da cidade. (Divulgação)


Ministro lança Projeto para geração de energia em Petrolina

por Mônia Ramos 21 de Junho de 2017 às 16:50
categoria: Tecnologia

Em meio as festividades do São João de Petrolina, o ministro de Minas e Energia, Fernando Bezerra Filho, deu uma pausa no forró para lançar o Projeto de Pesquisa e Desenvolvimento “Planta Fotovoltaica de Petrolina”, com investimentos de R$ 54,3 milhões e a produção de 3MW de energia, em Petrolina na manhã desta quarta-feira (21). O lançamento aconteceu no Sest/Senat com as presenças também do prefeito Miguel Coelho (PSB), do senador Fernando Bezerra Coelho (PSB) e de representantes da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf). O investimento total ultrapassa os R$ 150 milhões.

O objetivo é iniciar a construção de uma planta fotovoltaica para geração de energia elétrica, e criar Petrolina um polo de desenvolvimento de novas pesquisas e tecnologias, explicou o ministro Fernando Filho. “Aqui serão desenvolvidos trabalhos com as mais diversas universidades de Pernambuco, Bahia, Piauí e Ceará, Petrolina vai sediar todos esses investimentos, vamos atrair cada vez mais pesquisadores e transformar Petrolina num polo de referência”.

A usina solar, também conhecida como parque solar, é um sistema fotovoltaico de grande porte (sistema FV) projetado para a produção e venda de energia elétrica. As usinas de energia solar se diferenciam dos sistemas fotovoltaicos instalados em casas e indústrias pois elas fornecem energia em alta tensão para fins de distribuição e não para o autoconsumo. Neste caso, a energia produzida aqui será convertida para o desenvolvimento de pesquisas, disse Fernando Filho. (Fotos Ivaldo Reges)


Nasa anuncia descoberta de dez novos planetas parecidos com a Terra

por Mônia Ramos 19 de Junho de 2017 às 17:12
categoria: Tecnologia

A Agência Aeroespacial dos Estados Unidos (Nasa)  anunciounesta segunda (19), em entrevista na Califórnia, a descoberta de dez planetas semelhantes à Terra. Eles fazem parte de um catálogo de "exoplanetas", como são chamados os planetas que orbitam em outros sistemas, fora da órbita do Sol.

O documento tem como base dados do telescópio espacial Kepler. A nova versão do catálogo traz 219 novos "potenciais" planetas, incluindo os dez com características semelhantes à Terra.

O catálogo, segundo a Nasa, mostra indícios da existência dos planetas, mas ainda é preciso mais dados para uma acurada classificação. Mesmo assim, no caso dos dez possíveis planetas similares à Terra, os cientistas apontam características interessantes, tais como o tamanho de suas superfícies, a maneira com que orbitam ao redor de suas estrelas e a presença de água e de uma parte rochosa líquida que poderia agrupar na superfície de um planeta rochoso.

Mais números e quatro anos de pesquisas

O documento reúne quatro anos de pesquisas baseadas nos dados recebidos pelo telescópio Kepler.  Esta é a oitava versão do catálogo e agora a Nasa aponta a possibilidade de existência de 4.034 candidatos a exoplanetas. Deste total, 2.335 já tiveram a confirmação de serem planetas reais.

Com os dez  novos exoplanetas adicionados ao catálogo, a Nasa amplia para 50 a quantidade de planetas que teriam condições semelhantes ao modelo terrestre e poderiam abrigar alguma espécie de vida.

Durante a entrevista, o cientista Mario Perez, que faz parte da Divisão de Astrofísica da Nasa, afirmou que os dados coletados pelo Kleper são únicos porque somente esse relatório tem planetas análogos ao sistema terrestre. "Essas informações podem ajudar e orientar futuras missões da Nasa para encontrar diretamente outra terra”, afirmou.


Celpe lança aplicativo e clientes podem solicitar serviços pelo celular

por Adriana Rodrigues 17 de Abril de 2017 às 17:46
categoria: Tecnologia

A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) lança, oficialmente, nesta segunda-feira (17), um aplicativo gratuito para smartphones (disponível para os sistemas Androide, IOS e Windows Phone). A partir de agora, os usuários de celular podem comunicar interrupções no fornecimento de energia e acessar outros serviços oferecidos pela concessionária. A ferramenta está disponível para os mais de 3,6 milhão de clientes da distribuidora de energia.

Além da comunicação de eventual falta de energia, o cliente pode utilizar o aplicativo para solicitar a segunda via da conta, religação de energia e consultar o histórico de consumo e de faturas em aberto. A nova ferramenta foi concebida com a finalidade de ampliar a qualidade no atendimento aos clientes da Celpe.

Para acessar e baixar o novo aplicativo, o consumidor deve entrar nas lojas de compras disponíveis nos smartphones, buscar “Celpe” e instalar gratuitamente.  É preciso realizar um cadastro com número do CPF ou CNPJ, da Conta Contrato e telefone de contato. Os dados cadastrais do cliente irão facilitar a localização da ocorrência, agilizando o tempo de atendimento.

Além do novo aplicativo, a Celpe disponibiliza diversos canais de relacionamento. Os clientes da empresa contam com atendimento presencial em todos os 184 municípios pernambucanos e na Ilha de Fernando de Noronha. As lojas e os pontos Celpe Serviços funcionam de segunda-feira a quinta-feira, das 8h às 16h30, e nas sextas-feiras, das 8h às 16h. Serviços comerciais e operacionais também podem ser acessados por meio da Agência Virtual (no site www.celpe.com.br) e do teleatendimento gratuito 116.


Novo golpe no WhatsApp oferece vale presente de R$ 500

por Adriana Rodrigues 5 de Abril de 2017 às 19:09
categoria: Tecnologia

Um novo golpe no WhatsApp promete um vale-presente de R$ 500 das lojas O Boticário. O cupom falso, na verdade, é uma armadilha para encaminhar os usuários para sites que roubam as informações pessoais e que deixam o smartphone com vírus. 50 mil pessoas já caíram no golpe em cinco dias.

Tudo começa quando a pessoa recebe a mensagem sobre o vale-presente de um contato ou grupo no WhatsApp. Ao clicar acreditando que receberá esse bônus de R$ 500, a pessoa é direcionada para uma página em que precisa responder três perguntas sobre a marca.

Depois de completar o questionário, o usuário precisa compartilhar o cupom falso com dez amigos para que possa baixar o falso vale-presente. Sem saber, a pessoa ajuda a espalhar o golpe para outros contatos. Em seguida, o cliente é encaminhado para se cadastrar em sites que roubam os dados e convidado a baixar aplicativos que podem colocar a segurança do smartphone e de seus dados pessoais em risco.