asdasdasdasd

Adolescente de 16 anos é estuprada por cerca de 8h em Juazeiro; Suspeito se entrega à polícia

por Redação Nossa Voz 7 de Março de 2019 às 07:27
categoria: Violência

Um homem de 25 anos foi preso após invadir a casa da vizinha e estuprar uma adolescente de 16 anos por cerca de 8 horas em Juazeiro-BA. A vítima e a mãe foram agredidas, ameaçadas e amordaçadas. O caso aconteceu entre a noite de domingo (3) e a manhã de segunda-feira (4). O suspeito, identificado como Daniel Eugênio dos Santos, de 25 anos, fugiu do local depois do crime. Ele foi detido ao se entregar à polícia, na manhã de ontem (6).

Quando Daniel fugiu, a família ligou para a polícia e a adolescente foi levada para uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA), onde foi atendida. Durante o crime, a jovem teve a mão cortada ao tentar proteger a mãe. De acordo com a vítima, Daniel subiu no muro da residência e, ao ver que tinha gente na casa, pulou para dentro das dependências do imóvel. Ele chutou e arrombou a porta, pegou uma faca e ameaçou mãe e filha. "Assim que ele entrou, ele mandou eu tirar a roupa. [O estupro] foi das dez da noite [22h de domingo] e a última vez, as seis da manhã [6h de segunda-feira], quando ele foi embora", relatou a garota.

A vítima contou que o suspeito estava alcoolizado e enfiou a faca na perna dela. Ela relatou ainda ter sido agredida várias vezes no rosto e teve a mão cortada ao tentar defender a mãe. A adolescente também foi esganada e amordaçada. "Teve uma hora que mainha pediu para ele não fazer nada comigo, que ele foi com a faca para cima dela. Eu coloquei a mão no meio e acabou passando [a faca] e abriu [a mão]. Ele me deu tapa na cara, tentou me enforcar", disse a jovem.

A mãe da vítima, que também foi amordaçada, chegou a ser amarrada por Daniel. Ela disse que achou que se tratava de um assalto. Ela contou ainda que o suspeito a obrigou a segurar a filha, enquanto a adolescente era estuprada. "Ela estava com a cabeça no meu colo. Eu pensava de matar ele", disse a mãe da garota, que também preferiu não ser identificada.

Desde a segunda-feira, as duas estão na casa de familiares. Elas estão com medo de voltar para a casa onde moram. A mãe da garota vive no local há mais de 20 anos. O pai da adolescente, que estava trabalhando no momento do crime, foi acionado pela esposa logo após o suspeito deixar a casa, e ligou para a polícia. Ele chegou em casa pouco tempo depois do suspeito fugir. O caso segue sob investigação.

Fonte: G1 Bahia/ Reprodução TVSF


Casal é sequestrado em Cabrobó

por Redação Nossa Voz 6 de Março de 2019 às 10:49
categoria: Violência

Um homem e uma mulher foram vítimas de sequestro, na noite desta terça-feira (5) em Cabrobó-PE. Segundo a Polícia Cívil, por volta 21h30, Inaldo Simões e Jaqueline Ferraz foram surpreendidos por, pelo menos, três homens encapuzados e fortemente armados, quando chegavam na residência deles que fica no Bairro Temperatura.

Os sequestradores renderam as vítimas e as obrigaram a entrar em um veículo. O carro seguiu em direção a zona rural do município. O casal foi libertado às 1h30min da madrugada de hoje (6).

Informações preliminares dão conta que as vítimas não foram feridas e já estão em casa. Segundo o Delegado Elionai Dias, Titular da 211ª Circunscrição Policial de Cabrobó, o casal deve ser ouvido nas próximas horas.

Por Mário Souza/ Foto: Reprodução WhatsApp


Jovem acusa policiais militares de agressão em Salgueiro

por Redação Nossa Voz 6 de Março de 2019 às 07:18
categoria: Violência

Um estudante de medicina veterinária, de 33 anos, denunciou que foi espancado por policiais militares na madrugada de ontem (5), em Salgueiro-PE. De acordo com Audinauer Ferreira Machado, as agressões teriam acontecido quando ele estava retornando para casa, após uma abordagem feita por policiais. De acordo com o jovem, ele foi agredido com chutes e golpes de cassetete.

O Audinauer foi socorrido no Hospital Regional, onde foram feitos exames traumatológicos que constataram lesões graves. Ele já foi liberado do hospital e prestou queixa na Delegacia de Polícia Civil.

Em nota, a Polícia Militar informou que instaurou um inquérito Policial Militar para apurar a denúncia feita por familiares do estudante Audinauer Ferreira Machado. A PM salientou na nota que "não compactua com nenhum tipo de arbitrariedade e as pessoas que se sentirem lesadas, em qualquer situação, devem procurar a Corregedoria Geral da SDS ou o comando do Batalhão responsável para oficializar a denúncia".

Foto: Reprodução WhatsApp


Homem impede feminicídio e acaba morto no José e Maria em Petrolina

por Redação Nossa Voz 4 de Março de 2019 às 11:13
categoria: Violência

Um homem foi morto a tiros durante uma festa em uma casa no bairro José e Maria de Petrolina-PE ontem (3) à noite. O autor do crime ex-marido de parente da vítima.

Segundo relatos de testemunhas, o acusado do crime teria invadido a casa para matar a ex-mulher. E o homem foi atingido pelos diparos quando tentava impedir o feminicídio. 

Ainda não há confirmação sobre a identidade dos envolvidos. O acusado do crime tentou fugir, mas acabou sendo preso em flagrante e levado para a Delegacia de Polícia Civil.

Foto: Reprodução Internet

 


Casal é preso no Piauí suspeito de sequestrar e assassinar taxista de Petrolina

por Redação Nossa Voz 3 de Março de 2019 às 09:37
categoria: Violência

Um casal foi preso ontem (02) em Picos –PI, suspeito de sequestrar e assassinar um taxista em Petrolina-PE. Segundo a Polícia Civil do Piauí, Nilton Moura do Nascimento, de 30 anos e Janaína Viana Martins, de 31 anos, pegaram o táxi em Petrolina para fazer uma corrida na cidade pernambucana e depois anunciaram o assalto.

O taxista Ileno Alexandre da Silva, de 53 anos, foi sequestrado na quinta-feira (21) e levado à cidade de Simplício Mendes-Pie lá foi morto pelo casal a pauladas. O corpo teria sido abandonado perto de um assentamento.

Em Picos, o casal tentava negociar peças do veículo do taxista quando foi preso e confessou o crime.

Foto: Divulgação Polícia Militar


Homem é morto a facadas no Antonio Cassimiro em Petrolina

por Redação Nossa Voz 1 de Março de 2019 às 07:22
categoria: Violência

Um homem foi morto a facadas na tarde de ontem (28) no bairro Antônio Cassimiro I em Petrolina-PE. A vítima, José Floriano Pimentel, era dono de um bar e estava no local na hora do crime.

A polícia conseguiu localizar a prender um suspeito na Rua Sete do bairro. 

Foto: Coronel Notícias


Homem é morto a tiros no Santa Luzia, em Petrolina

por Redação Nossa Voz 21 de Fevereiro de 2019 às 09:58
categoria: Violência

Na noite de ontem (20) um homem foi assassinado a tiros na rua 11 do bairro Santa Luzia, em Petrolina-PE. A vítima, que tinha passagem pelo sistema penitenciário, foi identificada como Primo Feliciano Neto, de 34 anos. 

O corpo foi levado para o Instituto Médico Legal de Petrolina (IML). Ainda não foram divulgadas informações sobre as circusntâncias do crime.


Professora é morta a tiros na frente da filha de 2 anos em Juazeiro

por Redação Nossa Voz 20 de Fevereiro de 2019 às 16:22
categoria: Violência

A Polícia Civil está investigando a morte da professora Elida Márcia Oliveira Nascimento Souza, de 32 anos. A mulher foi morta a tiros na manhã de hoje (20) no bairro Castelo Branco, em Juazeiro-BA. 

De acordo com a polícia, ela estava indo para o trabalho nem um carro, no banco carona, quando uma moto com duas pessoas se aproximou do veículo. Um dos criminosos desceu da motocicleta e atirou contra a professora.

Uma das linhas de investigação leva a uma mulher que teve um relacionamento com o marido da vítima. 

O marido de Elida foi atingido por estilhaços, mas sem gravidade.  A filha da vítima não foi atingida mas está em estado de choque.

Foto: Reprodução Redes Sociais 


Menor é acusado de ter matado a facadas jovem no carnaval de Juazeiro-BA

por Simone Marques 19 de Fevereiro de 2019 às 10:18
categoria: Violência

Foi informado pelo CICOM, que uma pessoa de nome Igor José de Araújo Franco deu entrada no Hospital Regional de Juazeiro-BA, vítima de arma branca com perfuração acima do tórax, vindo a óbito. Diante das informações, a equipe de plantonista da DHPP e 1ª DT sairam em diligência com viatura padronizada onde foram colhidas informações de que o suposto autor do homicídio teria sido o adolescente de iniciais R. S. N., residente no Residencial Dr. Humberto.

Segundo informações oferecidas por uma testemunha, o menor teria entrado em luta corporal com a vítima e lhe desferido dois golpes de arma branca (faca) na região do pescoço e tórax.

A testemunha relatou que conhecia o menor de vista e ao ser mostrada a fotografia do suposto autor, ele não teve dúvida e o reconheceu como a pessoa que teria esfaqueado a vítima Igor.

 


Segurança acusado de assassinato no Extra tem condenação por agressão

por Simone Marques 18 de Fevereiro de 2019 às 13:52
categoria: Violência

Davi Ricardo Moreira Amâncio, de 32 anos, acusado pela morte de Pedro Henrique Gonzaga, de 25 anos, no hipermercado Extra, na Barra da Tijuca, na quinta-feira (14/2), não poderia atuar na atividade de segurança privada. Amâncio, que trabalha há pouco mais de um ano na empresa Groupe Protection deveria ter apresentado certidões negativas de antecedentes criminais. De acordo com reportagem exibida pelo programa Fantástico, da TV Globo, neste domingo (17/2), ele já havia sido condenado por lesão corporal depois de agredir uma ex-companheira. 

O laudo do IML aponta que a morte do jovem foi causada por estrangulamento. Imagens exibidas pelo Fantástico mostram que o segurança permaneceu sobre Pedro Henrique por pelo menos sete minutos, apesar dos apelos da mãe de Gonzaga. As imagens e o depoimento de uma amiga da mãe do rapaz à polícia mostram que o segurança respondeu dizendo que a mãe estava mentindo. 

O Extra, que pertence ao Grupo Pão de Açúcar, informou que os seguranças envolvidos foram definitivamente afastados e que instaurou uma sindicância interna para acompanhar as investigações. O Broadcast não conseguiu falar com a empresa Groupe Protection, responsável pela segurança do hipermercado. 

À reportagem do Fantástico, o advogado da Groupe Protection declarou que a checagem da ficha criminal cabe à Polícia Federal e não à empresa. A exigência faz parte da portaria nº 3.233/2012, do Ministério da Justiça, que regula a atividade de segurança privada. (Diario de PE)